សេចក្តីអធិប្បាយ

Assunto 16: O Evangelho Segundo JOÃO

[Capítulo 4-6] Jesus Nos Deu a Água que Jorra para a Vida Eterna (João 4:1-26, 39-42)

Jesus Nos Deu a Água que Jorra para a Vida Eterna
(João 4:1-26, 39-42)
“Quando os fariseus ouviram que Jesus fazia e batizava mais discípulos do que João, se bem que Jesus não batizava, e, sim, os seus discípulos, ele deixou a Judéia, e voltou outra vez para a Galiléia. E era-lhe necessário passar por Samaria. Chegou a uma cidade samaritana chamada Sicar, perto das terras que Jacó dera a seu filho José. Estava ali a fonte de Jacó, e Jesus, cansado da viagem, assentou-se junto à fonte. Era quase a hora sexta. Vindo uma mulher samaritana tirar água, Jesus lhe disse: Dá-me de beber. (Seus discípulos tinham ido à cidade comprar comida.) Disse-lhe a mulher samaritana: Como, sendo tu judeu, me pedes de beber a mim, que sou mulher samaritana? (Pois os judeus não se dão com os samaritanos.) Respondeu-lhe Jesus: Se conheceras o dom de Deus, e quem é o que te pede: Dá-me de beber, tu lhe pedirias, e ele te daria água viva. Disse-lhe a mulher: Senhor, tu não tens com que tirá-la, e o poço é fundo. Onde tens a água viva? És tu maior do que o nosso pai Jacó, que nos deu o poço, do qual ele próprio bebeu e, bem assim, os seus filhos e o seu gado? Respondeu Jesus: Todo aquele que beber desta água tornará a ter sede, mas aquele que beber da água que eu lhe der nunca mais terá sede. Deveras, a água que eu lhe der se fará nele uma fonte de água que jorre para a vida eterna. Disse-lhe a mulher: Senhor, dá-me dessa água para que eu não mais tenha sede, nem precise vir aqui tirá-la. Disse-lhe Jesus: Vai, chama o teu marido, e vem cá. Respondeu ela: Não tenho marido. Disse-lhe Jesus: Tens razão em dizer que não tens marido, pois já tiveste cinco maridos, e o que agora tens não é teu marido. Isto disseste com verdade. Disse-lhe a mulher: Senhor, vejo que és profeta. Nossos pais adoraram neste monte, mas vós, os judeus, dizeis que é em Jerusalém o lugar onde se deve adorar. Disse-lhe Jesus: Mulher, crê-me, a hora vem em que nem neste monte nem em Jerusalém adorareis o Pai. Vós, os samaritanos, adorais o que não conheceis; nós adoramos o que conhecemos, pois a salvação vem dos judeus. Mas vem a hora, e já chegou, em que os verdadeiros adoradores adorarão o Pai em espírito e em verdade, pois o Pai procura a tais que assim o adorem. Deus é Espírito, e importa que os que o adoram o adorem em espírito e em verdade. Disse-lhe a mulher: Eu sei que o Messias (chamado Cristo) vem. Quando ele vier, nos explicará tudo. Disse-lhe Jesus: Eu o sou, eu que falo contigo.”
“Muitos dos samaritanos daquela cidade creram nele, por causa do testemunho da mulher: Disse-me tudo o que tenho feito. Vindo ter com ele os samaritanos, rogaram-lhe que permanecesse com eles, e ficou ali dois dias. E por causa das suas palavras, muitos mais creram nele. Diziam à mulher: Já não é pelo teu dito que nós cremos; agora nós mesmos o ouvimos falar, e sabemos que este é verdadeiramente o Salvador do mundo.”
 
 
Parece que já faz muito tempo que eu estive aqui pregando a Palavra de Deus para vocês. Eu estive com vocês só uma vez na quarta depois que o Acampamento de Treinamento de Discipulado acabou, mas eu me sinto renovado e feliz toda vez que encontro vocês aqui. Há outras pessoas aqui hoje, e eu espero que vocês conversem com elas depois que acabar o culto.
Vocês gostam de flores? Que tipo de flores encontramos ali fora? São cravos, não são? Cravos são flores que damos no dia dos pais, embora ele ainda não tenha chegado. Eles são lindos mesmo. Eu gosto de chamar as flores vermelhas de flores vermelhas realmente, e as flores brancas de flores brancas. Quando eu olho pare elas eu me acalmo, pois parece que elas criam uma atmosfera mais alegre. Vocês gostam de flores também, não gostam? Depois que Deus criou o universo, os céus e a terra, Ele viu que era bom. E essas flores também são realmente boas. Seria tão bom se nosso coração, que ficou endurecido por causa das diversas obras que nós fizemos, se quebrantasse ao olharmos para essas flores.
 
 
Hoje Eu Quero Falar sobre a Água Viva
 
Jesus entrou na região de Samaria e sentou junto a um poço, pois estava com sede. Ele sentou e esperou alguém vir para tirar água. Naquele momento, uma mulher que vivia em Samaria veio tirar água. Era meio-dia, e meio-dia na Palestina era a hora de se tirar um cochilo. Mas Jesus e Seus discípulos passaram por aquela vila em Samaria enquanto viajavam juntos pregando o evangelho de Deus.
Jesus disse à mulher: “Dá-me de beber”, mas ela viu que Ele era judeu, assim como aqueles que estavam com Ele. E se você estiver se perguntando o que isso significa, é o mesmo que a divisão que há entre a Coréia do Sul e a Coréia do Norte. Naqueles dias, a história de Israel era muito triste, pois a nação ficou dividida em dois reinos por cem anos. Conseqüentemente, o povo do norte considerava o povo do reino sul estrangeiro, e vice-versa.
Havia uma cidade em Israel chamada Samaria, que era a capital do reino do norte, mas ela foi tomada várias vezes por invasores estrangeiros. E por causa dessas invasões, houve uma mistura de raças na cidade de Samaria. Por esse motivo, ela foi desprezada pelo seu próprio povo. Os samaritanos eram um povo desprezado assim: “Vocês são mestiços que não herdaram dos legítimos israelitas o sangue de Abraão. Vocês acham que são seres humanos? Vocês são iguais aos cães e seria melhor se vocês morressem. Por que vocês não param de comer?”
Uma mulher que vivia naquela vila foi tirar água do poço, mas não pela manhã, que era hora certa de fazer aquilo. Ela foi ao meio-dia, na hora em que o sol estava mais forte e todos estavam tirando um cochilo. Jesus então pediu a ela um pouco d´água, mas ela disse: “Tu és judeu e pede a mim, uma mulher samaritana, um pouco d´água? Como podes Tu me pedir isso, já que os judeus não se dão bem com os samaritanos?” Aquela mulher não estava em posição de levantar aquela questão, mas ela resolveu fazê-lo porque ouviu algo que não esperava.
Jesus então respondeu assim à sua pergunta ousada: “Se conheceras o dom de Deus, e quem é o que te pede: Dá-me de beber, tu lhe pedirias, e ele te daria água viva.” Em outras palavras, o Senhor disse: “Se você soubesse quem é que está te pedindo água, você pediria a Mim a água viva.”
Até aquele momento, ela não sabia quem Jesus era. A Mulher samaritana não sabia que Ele era o Filho de Deus que veio como Messias e Redentor da humanidade. Por essa razão, ela respondeu dizendo: “Nós samaritamos somos um povo mestiço, e por isso somos desprezados pelo povo de Israel, mas este é poço de Jacó. Jacó, 70 pessoas da sua família e vários animais, beberam deste povo. Este é um poço que tem história e tradição. É um poço que o próprio Jacó cavou. Mesmo que eu te peça água viva, Tu nunca cavaste um poço, como podes Tu então me dar água viva?”
Jesus respondeu: “Todo aquele que beber desta água tornará a ter sede, mas aquele que beber da água que eu lhe der nunca mais terá sede. Deveras, a água que eu lhe der se fará nele uma fonte de água que jorre para a vida eterna” (João 4:13-14). E a mulher disse: “Senhor, dá-me dessa água para que eu não mais tenha sede, nem precise vir aqui tirá-la” (João 4:15). Já que Jesus falou sobre isso, a mulher disse: “Já que Tu estás dizendo que podes me dar desta água, dá-me então?” Jesus encontrou uma situação muito propícia então, e após a mulher dizer isso, Ele disse: “Vá chamar seu marido e volte aqui”, mas a verdade é que ela não tinha marido. Então ela disse: “Eu não tenho marido”, no que Jesus disse: “Tens razão em dizer que não tens marido, pois já tiveste cinco maridos, e o que agora tens não é teu marido. Isto disseste com verdade.”
A mulher pensou então: “Este homem não parece ser um vidente, mas como Ele pode me conhecer e até o meu passado? A maioria das pessoas acha que eu tive três maridos, mas como Ele sabe que eu tive cinco? E como Ele sabe que estou vivendo com o sexto agora? Será que já encontrei este homem antes?” Mas apesar de ter pensado isso, na verdade, ela nunca tinha encontrado-O antes. Então ela disse: “Vejo que Tu és profeta. Profetas podem ver o futuro, conhecem o presente e o passado, e falam com as pessoas depois que vêem o futuro. Existe um monte em Samaria aonde vamos para adorar a Deus; se Tu és profeta, Tu deves adorá-Lo ali.” Enquanto falava com Jesus, o coração daquela mulher estava movido de fé, por isso ela fez outra pergunta espiritual.
Ela disse: “Existe um monte em Samaria e todos daqui acham que o certo é adorarmos lá, isso está certo?” Então Jesus respondeu: “Vem a hora, e já chegou, em que os verdadeiros adoradores adorarão o Pai em espírito e em verdade, pois o Pai procura a tais que assim o adorem. Deus é Espírito, e importa que os que o adoram o adorem em espírito e em verdade.” Então a mulher disse a Ele: “Eu sei que o Messias (chamado Cristo) virá. E quando Ele vier, Ele nos explicará tudo.” Jesus disse a ela então: “Eu o sou, eu que falo contigo.” Ele quis dizer: “Eu sou o Messias. Eu sou o próprio Salvador.” Naquele momento, a mulher reconheceu Jesus e encontrou o Messias.
Messias significa Salvador. Nós dizemos que o nome “Jesus” significa Salvador, e “Salvador” em hebraico é “Messias.” Aquela mulher encontrou o Salvador. Ela disse: “Vejo que Tu és o Messias.” A bíblia diz que aquela mulher pôs seu jarro no chão, foi até a vila e disse: “Eu encontrei o Messias, alguém que disse tudo sobre mim”, e reuniu muitas pessoas. Jesus ficou ali dois dias pregando a Palavra de Deus para eles e muitos samaritanos receberam a remissão dos seus pecados através da Sua Palavra.
Irmãos, o Senhor diz na passagem bíblica de hoje: “Todo aquele que beber desta água tornará a ter sede, mas aquele que beber da água que eu lhe der nunca mais terá sede. Deveras, a água que eu lhe der se fará nele uma fonte de água que jorre para a vida eterna.” E nós queremos de fato que todos bebam a água viva que o Senhor nos dá, pois todo aquele que dela beber nunca mais terá sede. E não era somente a mulher samaritana que a queria, todos querem beber dessa água, e Jesus quer dá-la a todos nós. Nosso Senhor foi à cidade de Samaria e encontrou aquela mulher, pois Ele veio a essa terra que é como a cidade de Samaria.
Há uma coisa que temos que entender aqui: nós, que vivemos neste mundo, somos seres miseráveis como os samaritanos. Portanto, se nós quisermos receber de Jesus essa água e bebê-la, há muitas coisas que temos que saber primeiro.
 
 

As Religiões do Mundo Não Podem Dar essa Água ao Nosso Coração

 
Primeiro, nenhuma religião pode te dar a água viva, e você não pode beber dela em nenhuma religião deste mundo. E nosso Senhor nos diz que nenhuma denominação pode nos dar a água viva também. Aquela mulher disse a Jesus: “Este poço de Jacó é muito fundo; como podes Tu me dar água viva já que não tens nada para cavá-lo?” Jesus lhe disse então: “Se conheceras o dom de Deus, e quem é o que te pede: Dá-me de beber, tu lhe pedirias, e ele te daria água viva.”
Irmãos, Jacó é o ancestral dos israelitas. Ele é o pai das doze tribos de Israel. Ele é o ancestral de Arão e Davi. “Este poço de Jacó tem história e tradição; como Tu queres nos dar água viva quando não tens nem uma vasilha?” Isso quer dizer que ela estava querendo matar sua sede através da religião ou das doutrinas teológicas. Temos que entender que não podemos ter um encontro com Jesus Cristo, o Messias, se tivermos uma vida de fé legalista baseada na lei do Antigo Testamento.
Aqueles que não tiveram um encontro com Jesus Cristo e não O conhecem corretamente não podem viver pela fé. Eles nunca se sentem bem e, embora creiam em Jesus, estão sempre sedentos. Eles não conseguem ter uma vida correta. Sua vida de fé é triste, vergonhosa e derrotada. Eles até que se sentem bem quando adoram a Deus, mas depois voltam a sentir sede. Se alguém adora a Deus para matar sua sede, na hora até que ele consegue isso, mas depois volta a sentir sede novamente. Não há como acabar com sua sede e sua fome. Irmãos, se vocês tiverem uma vida de fé, conhecerem a Deus e crerem Nele só pela lei, ou, em outras palavras, se vocês só conhecerem a Deus pela lei, vocês não conhecerão Seu amor, Sua salvação e a remissão de pecados. Com esse tipo de fé, que só busca a Deus pelas obras, vocês não receberão a água viva.
Nenhuma denominação pode nos dar a água viva também. Há cerca de 200 seitas diferentes na Igreja Presbiteriana só na Coréia, e mais centenas de seitas dessa denominação em todo o mundo. Não importa o que digam, as pessoas no nosso país acham o presbiterianismo muito bom, apesar de haver centenas de seitas nele. Irmãos, há muitas religiões que estão registradas no Ministério da Cultura e do Turismo da Coréia. Faz tempo que uma mulher de Yanbian veio para o nosso país e se tornou uma divindade. Eu recebi um panfleto que dizia: “Médium de Yanbian”, e tinha o registro daquela mulher no Ministério da Cultura e do Turismo embaixo. Ao ver aquilo, eu pensei: “Hoje até os médiuns são tidos como divinos e têm seu registro no Ministério da Cultura e do Turismo. E já que eles aceitam estes médiuns, eu acho que eles os consideram divinos também.”
Ninguém pode receber a remissão de pecados crendo em uma denominação e fazendo parte dela, não importa qual seja ela. Ninguém pode receber a salvação através das religiões do mundo. Há muitas denominações no nosso país, e entre muitas outras, a Presbiteriana, a Batista, o Evangelho Pleno e, mais recentemente, a Seita da Salvação e do Reverendo Moon. Há muita gente que gosta desse tipo de coisa. E tem gente que diz ainda que é Deus e uma mulher que diz que é “a filha celestial.” Eu não tenho nem como descrever como eles são ridículos. Os comediantes não me fazem rir muito, mas essas religiões esquisitas com certeza fazem. Eu rio quando as vejo. Eu acho que elas são muito engraçadas.
O Senhor disse claramente à mulher samaritana: “Mesmo se você beber do poço de Jacó, ainda assim você terá sede de novo. Por mais que você e sua família bebam deles, vocês sempre terão sede. Mas se vocês beberem uma só vez a água que Eu lhes dou, vocês nunca mais terão sede.”
Do mesmo modo, se alguém quiser ter a água viva, ele tem que confessar para Deus quem ele realmente é.
Quando a mulher samaritana disse: “Senhor, dá-me dessa água para que eu não mais tenha sede, nem precise vir aqui tirá-la”, Jesus disse: “Vai, chama o teu marido, e vem cá.” A mulher ficou com vergonha porque Jesus sabia tudo sobre ela, mas ela acabou encontrando o Messias. Irmãos, aquela mulher realmente revelou o que ela era para Jesus.
Você e eu revelamos quem somos? Mesmo que alguém não revele o que ele realmente é, o Profeta sabe de tudo. Ele sabe quais foram os pecados que você cometeu, mesmo que você não diga nada. Ele também conhece todos os pecados que alguém irá cometer no futuro. Ele não é médium, mas sabe tudo. E até os servos do Senhor podem conhecer o coração das pessoas um pouco. Quando encontram alguém, eles sabem se ele recebeu a remissão de pecados ou não, se há pecado no seu coração e a que pecados ele está preso. Meus irmãos, quantos pecados nós cometemos enquanto vivemos neste mundo? Há alguém que comete um pecadinho e outro que comete muitos pecados? Não, todos cometem muitos pecados.
A mulher samaritana teve seis maridos, mas assim como eles não eram de fato seus maridos, todos no mundo cometem esses tipos de pecados carnais. Irmãos, nosso Senhor veio a essa terra para nos dar uma nova vida e a vida eterna. Ele nos deu a água viva. Jesus só queria ver os erros daquela mulher então? Não, Ele saciou seu coração com a água viva e fez com que ela de fato adorasse em espírito e em verdade. Se alguém quiser realmente receber a água viva, ele tem que reconhecer os seus pecados diante de Deus. Só assim ele poderá receber a água viva.
Se lermos Levítico 4:22-26, está escrito lá: “Quando um príncipe pecar, e por ignorância fizer alguma de todas as coisas que o Senhor seu Deus ordenou não se fizessem, ele se tornou culpado. Quando o pecado que cometeu lhe for notificado, então trará por sua oferta um bode sem defeito. Porá a mão sobre a cabeça do bode, e o degolará no lugar onde se degola o holocausto, perante a face do Senhor. É oferta pelo pecado. Depois o sacerdote, com o dedo, tomará do sangue da oferta pelo pecado, e o porá sobre os chifres do altar do holocausto, e o restante do seu sangue derramará à base do altar do holocausto. Também queimará sobre o altar toda a sua gordura, como a gordura do sacrifício de oferta pacífica. Assim o sacerdote fará por ele expiação do seu pecado, e ele será perdoado.”
 
 

O Senhor Disse que Pecamos Sem Quer e Por Querer

 
Se lermos Levítico 4:22, veremos que esse texto fala dos pecados que cometemos sem querer. Irmãos, o que significa cometer pecados sem querer? Isso não diz respeito aos pecados que cometemos normalmente em nossa vida? Sim, significa que não temos como deixar de pecar no nosso dia-a-dia. Mas nós sabemos que não devemos pecar. Aqueles que crêem em Deus sabem que devem guardar a lei. Nós sabemos de tudo isso, mas as pessoas, apesar de crerem em Deus ou não, pecam sem querer ou não? Elas sempre pecam, não pecam? O homem é mestre em cometer todo tipo de pecado.
Jesus diz em Marcos 7:21-23: “Há doze tipos de pecados no coração homem, entre eles estão os maus pensamentos, os adultérios, as prostituições, os homicídios, os furtos, a avareza, as maldades, o engano, a lascívia, a inveja, a blasfêmia, a soberba e a loucura.” Isso significa que o homem comete estes pecados sem querer até seu último suspiro. Todos nós não pecaremos mais aqui só quando pararmos de respirar. Se não pararmos de respirar, nós continuaremos pecando sem querer.
Nosso Senhor nos deu 613 estatutos do que “devemos e não devemos fazer” e nos disse para não pecar. Ele nos disse: “Guardai estes dez mandamentos: Não terás outros deuses diante de mim, não farás para ti imagem de escultura e não te encurvarás a elas, não tomarás o nome do Senhor teu Deus em vão, lembra-te do dia do sábado para o santificar, honra a teu pai e a tua mãe, não matarás, não adulterarás, não furtarás, não dirás falso testemunho contra o teu próximo, não cobiçarás a casa do teu próximo, e também guardai as outras leis, pois é assim que deveis viver.”
Nós sabemos muito bem que a lei de Deus é justa e que temos que honrar nossos pais, guardar o sábado e não tomar o nome do Senhor em vão. Também é óbvio que não devemos cobiçar, roubar, dar falso testemunho, matar ou adulterar. Tudo isso é pecado, mas nós sabemos como ter uma vida correta. No entanto, nós pecamos sem intenção.
E já que os israelitas do Antigo Testamento também pecavam, Deus disse que eles deveriam trazer uma ovelha sem defeito e sacrificá-la pelo pecado que haviam cometido. Então, quando eles pecavam sem intenção, eles traziam uma ovelha ou um cordeiro diante de Deus e os sacrificavam.
Se lermos Levítico 4:27-29, está escrito lá: “Se alguém dentre o povo da terra pecar por ignorância, fazendo algumas das coisas que o Senhor ordenou não se fizessem, ele se tornou culpado. Quando o pecado que cometeu lhe for notificado, então trará por sua oferta uma cabra, sem defeito, pelo pecado cometido. Porá a mão sobre a cabeça da oferta pelo pecado, e a degolará no lugar do holocausto.”
O pecador tinha que trazer um animal sem defeito para o sacrifício e impor suas mãos sobre ele. A “imposição de mãos” aqui significa transferir algo. Seu um pastor endemoninhado impor as mãos sobre a cabeça de alguém, o espírito que está nele passará para a outra pessoa. Então, quando eles fazem um grande culto de avivamento num lugar como um estádio, nós podemos ver que eles geralmente impõem as mãos sobre os enfermos e coxos. Por exemplo, eles chamam aqueles cujos olhos estão escurecidos, que usam óculos e não podem mais ler a bíblia, e impõem as mãos sobre seus olhos. O que acontece com as pessoas quando o pastor fala em línguas que não querem dizer nada? Elas caem para trás e começam a falar a mesma língua que ele está falando.
Existe outro tipo de imposição de mãos, quando o espírito que está no pastor passa para a outra pessoa. E já que o espírito passa para ela, ele começa a falar as mesmas línguas. Sendo assim, a imposição de mãos significa passar algo.
Quando alguém que havia transgredido os mandamentos de Deus impunha as mãos sobre a cabeça do animal sacrificial, seus pecados passavam para ele. E já que os pecados eram transferidos assim, eles imolavam o animal sacrificial impondo as mãos sobre ele. Eles o degolavam então e davam seu sangue ao sacerdote. Ele então passava o sangue nas pontas do altar de ofertas queimadas e derramava o restante no solo. Deste modo, Deus ensinou ao povo que pecava sempre sem intenção a não pecar, e que isso era o certo a fazer.
Não há um lugar nessa terra onde não podemos encontrar mandamentos, pois temos os três elos e as cinco regras morais do Confucionismo, os cinco mandamentos do Budismo e os dez mandamentos do Cristianismo. Eu até já li “os dez mandamentos do marido e da esposa” na sala de espera de um hospital. Mas eu não sei por que há tantos ‘mandamentos’. Até Daesoonjinlihoe (uma nova religião na Coréia) tem seus “dez mandamentos.” Existe muita coisa ridícula por aí.
Entretanto, por mais que Confúcio, Sócrates ou os outros filósofos tenham nos ensinado coisas boas e dito que as pessoas devem viver fazendo o que é certo, é assim que elas vivem? Não, pois elas são mestres em cometer pecados por querer e sem querer. Essas pessoas cometem todo tipo de pecado, por pior que eles sejam. Se alguém é mestre em cometer pecados, ele deve fazer isso muito bem. Ele comete pecado no coração e em suas ações, e não há um dia sequer que ele não peque.
Deus então vê isso e diz: “Puxa, essas pessoas mereceriam ir para o inferno umas dez vezes. Eu poderia mandá-las para o inferno pelos pecados que elas cometem num só dia, mas Eu não quero fazer isso porque as criei à Minha semelhança; é por isso que Eu prefiro salvá-las.” Por isso, Ele preparou ovelhas, bodes e bezerros como ofertas para serem sacrificadas em seu lugar. As pessoas então impunham as mãos sobre a cabeça das ofertas sem defeito para transferir seus pecados para elas, as degolavam e passavam seu sangue nas pontas do altar de ofertas queimadas. O sangue que sobrava era então derramado no solo, o animal cortado em pedaços e sua carne posta sobre o altar. Depois disso, eles pegavam a cabeça e as partes impuras, colocavam num vaso de cobre e as queimavam para oferecer ao Senhor. Era assim que eles recebiam a remissão de pecados oferecendo sacrifício.
Primeiro, a oferta sacrificial não podia ter nenhum defeito. Segundo, eles tinham que impor as mãos sobre sua cabeça. E terceiro, eles teriam que degolar o animal, pôs seu sangue nas pontas do altar de ofertas queimadas e derramar o resto no solo.
Todos freqüentemente pecam sem querer. Estes pecados então são gravados primeiro na tábua do nosso coração. Depois, eles são gravados no Livro do Juízo de Deus. Em Jeremias 17:1 está escrito: “O pecado de Judá está escrito com um estilete de ferro, gravado com ponta de diamante na tábua do seu coração e nas pontas dos seus altares.” Se alguém comete um pecado, ele fica gravado na tábua do seu coração. Depois disso, ele fica registrado no Livro do Juízo de Deus.
Depois que o sangue era passado nas pontas do altar de ofertas queimadas, o restante é derramado no solo, e o solo se refere ao nosso coração. O homem foi feito do pó. Então, todos recebiam a remissão de pecados que cometiam no dia ao impor as mãos sobre a cabeça da oferta sacrificial e transferir seus pecados para ela, passando seu sangue nas pontas do altar de ofertas queimadas e derramando o restante no solo.
Mas alguém podia receber a remissão de pecados e a vida eterna num só dia? Não, não podia, porque por ser mestre em cometer pecados sem querer e por querer, ele acabaria pecando de novo. Aqueles que recebiam a remissão de pecados também pecavam sem querer. Por causa deste problema, o décimo dia do sétimo mês foi escolhido como o Dia da Expiação. Se lermos Levítico 16, nós veremos que este dia foi escolhido para que Arão representasse o povo de Israel e ele trazia dois bodes, impunha as mãos sobre um deles e o oferecia em sacrifício da maneira que foi mencionada acima; e também oferecia o outro pelo povo de Israel. Ele impunha suas mãos sobre a cabeça do bode emissário e dizia: “Deus, o povo de Israel pecou. Eles cometeram todo tipo de pecado, inclusive homicídio, adultério, roubos, contendas, serviram aos ídolos e tomaram Seu nome em vão.” Depois de transferir os pecados, ele entregava o bode para alguém designado para soltá-lo no deserto. Deste modo, todos os pecados do povo de Israel eram perdoados num só dia, no décimo dia do sétimo mês.
Era assim que as pessoas eram perdoadas há muito tempo. Mas quem é a oferta do sacrifício agora? É o Cordeiro de Deus. Mas quem é o Cordeiro de Deus? Jesus. Nós estamos vivendo os dias do Novo Testamento agora. E não há mais oferta nos dias do Novo Testamento. Você e eu agora não precisamos ir ao Tabernáculo todos os dias, de manhã e de noite, levando ovelhas e bodes quando pecamos. Nós não precisamos mais fazer isso agora.
Como são as coisas nos dias do Novo Testamento então? Cerca de 2000 anos atrás, Jesus Cristo veio a essa terra e tirou completamente todos os nossos pecados. Ele também apagou todos os pecados que a mulher samaritana havia cometido sem intenção. Mas como foi que Ele fez isso? Não foi como o sumo sacerdote Arão, que representava o povo no Antigo Testamento e impunha suas mãos pelo povo que pecava? Assim como um representante transferia os pecados dos israelitas de uma vez por todas, houve dois homens que Deus enviou a essa terra. Um deles foi João Batista, e o outro, Jesus Cristo. Deus decidiu tirar todos os pecados do homem e enviou nosso Senhor a essa terra para cumprir Sua vontade.
Vamos voltar agora para a passagem bíblica deste capítulo. A mulher samaritana disse: “Vejo que Tu és o Messias.” Ao dizer “Messias”, ela viu que Jesus era o Cordeiro de Deus de quem o Novo Testamento falava e Aquele que receberia a imposição de mãos para tirar os pecados de toda a humanidade. Deste modo, ela soube que Ele era Aquele que levaria os seus pecados e morreria na cruz por ela. Depois de crer assim então, ela recebeu a salvação e a vida eterna. Jesus se importou com os erros daquela mulher? Não. Pelo contrário, Ele encheu seu coração com a água viva. Ele fez com que ela de fato adorasse em espírito e em verdade. Ele a fez receber o Espírito Santo no seu coração e adorar a Deus em verdade.
 
 

Nós Temos que Conhecer a Grande Verdade e Crer Nela

 
Mateus 1:20-23 diz: “Projetando ele isto, em sonho lhe apareceu um anjo do Senhor, dizendo: José, filho de Davi, não temas receber a Maria tua mulher, porque o que nela foi gerado é do Espírito Santo. Ela dará à luz um filho e lhe porás o nome de Jesus, porque ele salvará o seu povo dos pecados deles. Tudo isto aconteceu para que se cumprisse o que foi dito da parte do Senhor, pelo profeta: A virgem conceberá e dará à luz um filho, e o chamarão pelo nome de Emanuel, que quer dizer: Deus conosco.”
Vamos ver também Mateus 3:13-17: “Então veio Jesus da Galiléia ter com João junto do Jordão, para ser batizado por ele. Mas João tentava dissuadi-lo, dizendo: Eu preciso ser batizado por ti, e vens tu a mim? Mas Jesus lhe respondeu: Deixa por agora, pois assim nos convém cumprir toda a justiça. Então João consentiu. Assim que Jesus foi batizado, saiu logo da água. Nesse instante abriram-se-lhe os céus, e viu o Espírito de Deus descendo como pomba e pousando sobre ele. E uma voz dos céus disse: Este é o meu Filho amado, em quem me comprazo.”
Eu quero ler agora a passagem de Mateus 11:11-14: “Em verdade vos digo que, entre os que de mulher têm nascido, não apareceu alguém maior do que João Batista; contudo, o menor no reino dos céus é maior do que ele. Desde os dias de João Batista até agora, faz-se violência ao reino dos céus, e pela força apoderam-se dele. Pois todos os profetas e a lei profetizaram até João. E, se quiserdes dar crédito, ele é o Elias que havia de vir.”
O Senhor diz aqui: “Em verdade vos digo que, entre os que de mulher têm nascido, não apareceu alguém maior do que João Batista; contudo, o menor no reino dos céus é maior do que ele. Desde os dias de João Batista até agora, faz-se violência ao reino dos céus.” Em Mateus 3 está escrito que Jesus veio da Galiléia para ser batizado por João Batista no rio Jordão. João então tentou impedi-Lo dizendo: “Eu preciso ser batizado por ti, e vens tu a mim?”
Se você ler atentamente a passagem acima, ela diz que Jesus foi ao rio Jordão para ser batizado por um certo homem chamado João Batista, que foi o maior entre os nascidos de mulher. Irmãos, essa é uma parte muito importante da Bíblia, e nós só poderemos crer em Jesus Cristo e beber da água vida, que fará com que nunca mais tenhamos sede, se a entendermos.
Irmãos, o que o rio Jordão significa espiritualmente? Ele é chamado o “rio da morte.” Que louvor os cristãos cantam quando morre um crente? Eles cantam este hino: “♪Nós nos encontraremos do outro lado do Jordão. ♪Em poucos dias, nos encontraremos do outro lado do Jordão. ♪” O rio Jordão é o rio da morte. É o rio que todos terão que atravessar um dia. E o nome daquela região é mesmo Jordão. O rio Jordão era a divisa entre o povo de Israel e a terra de Canaã. Indo do Egito, era preciso atravessar o rio Jordão para se chegar a Canaã. Portanto, eles tinham que atravessar o rio Jordão.
A terra de Canaã espiritualmente representa o Reino dos Céus. É por isso que está escrito em Josué 3 que quando o povo de Israel estava para entrar na terra de Canaã, “os que levavam a arca chegaram ao Jordão e os pés dos sacerdotes que levavam a arca se molharam na beira das águas... pararam-se as águas que vinham de cima. Levantaram-se num montão... então os sacerdotes que levavam a arca da aliança do Senhor, pararam firmes em seco no meio do Jordão, enquanto todo o Israel passou em seco, até que toda a nação acabou de atravessar o Jordão.” Está escrito no Antigo Testamento que pela Palavra de Deus o rio Jordão secou. O comandante Naamã também ficou totalmente curado da sua lepra após mergulhar sete vezes no Jordão. Isso, no Antigo Testamento, se refere à remissão de pecados no Novo Testamento.
Nosso Senhor veio a essa terra para receber o batismo de João Batista. E quando Jesus foi até João Batista para receber dele o batismo, ele disse a Jesus: “Eu preciso ser batizado por ti, e vens tu a mim?” João era de fato o maior entre os nascidos de mulher. Irmãos, quem era o representante da humanidade? João Batista. Ele foi o maior entre os nascidos de mulher, e quando batizava o povo no Jordão, Jesus foi até ele para ser batizado.
“Então veio Jesus da Galiléia ter com João junto do Jordão, para ser batizado por ele. Mas João tentava dissuadi-lo, dizendo: Eu preciso ser batizado por ti, e vens tu a mim?” E João tinha razão no que disse. Por mais que o representante da humanidade fosse grande, ele não era maior do que o Filho de Deus, ou, melhor dizendo, maior do que Deus. Deus, para salvar o homem e se tornar nosso Salvador, foi gerado no corpo da virgem Maria, nasceu como homem nessa terra e recebeu o batismo de João Batista quando tinha 30 anos.
Mas por que Ele foi batizado por João Batista? Por que razão Ele fez isso? Você e eu sempre cometemos pecados sem intenção. Nós pecamos todo dia, pecaremos amanhã e depois de amanhã, até pararmos de respirar. Você não tem desejos homicidas, invejosos, contenciosos, orgulhosos, perversos e tolos? Você sente tudo isso ou não? Todo ser humano sente. Não há ninguém que não sinta. Portanto, para salvar a todos neste mundo, o Senhor fez o seguinte: “Porque Deus amou o mundo de tal maneira que deu o seu Filho unigênito, para que todo aquele que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna.”
Nosso Senhor veio a essa terra para salvar o homem dos seus pecados. Mas o que Ele fez para conseguir isso? Jesus Cristo veio a essa terra e, assim como o cordeiro do sacrifício recebia todos os pecados do povo de Israel no décimo dia do sétimo mês diante dos olhos de todos, Ele também recebeu de uma vez só todos os pecados do homem, inclusive aqueles que a pessoa comete sem intenção sua vida inteira, e os levou até a cruz. Ele só poderia nos salvar, nos dar a vida eterna e remir os pecados do coração do homem derramando Seu sangue e sendo condenado em seu lugar.
Foi por isso que nosso Senhor veio e foi batizado. Ele disse a João Batista: “Me batize.” “Oh meu Deus, como é que eu posso batizá-Lo? Eu é que preciso ser batizado por Ti.” O Senhor disse então: “Deixa por agora, pois assim nos convém cumprir toda a justiça.” Jesus foi batizado por João Batista então. Irmãos, Jesus disse a João Batista: “Deixa por agora, pois assim nos convém cumprir toda a justiça.”
Irmãos, o batismo que Jesus recebeu foi por imersão, e não por efusão, onde a água é apenas derramada sobre a cabeça de alguém em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo. Jesus foi ao rio Jordão para ser batizado por João Batista. As águas do rio Jordão fluíam efusivamente e João estava em pé no meio dele. Jesus entrou no rio Jordão até a água estar na altura do seu peito. Ele então se inclinou para trás e disse: “Me batize.” João Batista O batizou então.
O batismo era realizado assim. E no que diz respeito ao batismo de Jesus, ele equivale à imposição de mãos do Antigo Testamento. Foi por isso que Jesus disse antes de ser batizado: “Eu tenho que fazer essa obra para eliminar todos os pecados das pessoas sendo batizado por você. Nos convém cumprir toda a justiça assim para apagarmos os pecados das pessoas.” “Toda a justiça” aqui é acabar com os pecados das pessoas. Justiça aqui é o caractere chinês ‘義’ (yi), e o mais surpreendente é que este caractere é composto por dois hieróglifos chineses: ‘羊’ (yang: cordeiro) e ‘我’ (wo: eu). Esses caracteres chineses significam que quando nós confiamos no Cordeiro de Deus e oferecemos um sacrifício de fé como o de Abel, que foi um cordeiro, podemos receber a justiça de Deus pela fé. Deus nos deu Seu único Filho como o Cordeiro porque Ele amou a nós e ao mundo assim.
Os pecadores estão sedentos e vão para o inferno por causa dos seus pecados. Eles estão desesperados. Todos estão sem rumo nessa vida e desesperados por causa do pecado. O Senhor amou os pecadores, nos salvou e veio em pessoa para nos salvar dos pecados. Ele veio e foi batizado. Ele foi batizado recebendo a imposição de mãos de João sobre Sua cabeça. Irmãos, o que foi transferido quando Ele foi batizado? João impôs as mãos sobre a cabeça de Jesus e Ele levou assim todos os pecados do homem, que era o método mais apropriado. Todos os pecados foram transferidos para Jesus. E Ele de fato foi batizado para levar todos os pecados do homem.
“Mas por que Ele teve que fazer assim? Bastaria receber a remissão de pecados da maneira original. Ele só tinha que tirar o pecado original e as pessoas se arrependerem de seus pecados pessoais. Bastaria pedir perdão pelos pecados futuros; por que Ele teve que fazer isso daquele jeito?” Alguém pode ter essas dúvidas.
Irmãos, Deus nos criou. Ele nos conhece muito bem. E assim como Ele conhecia a mulher samaritana muito bem, Ele conhece nosso coração, nossas fraquezas e nossas qualidades também. Ele sabe muito bem que nós sempre iremos pecar sem intenção. Você peca ou não? Você peca sem intenção. Você faz planos para pecar? Você peca dependendo da situação.
Eu não tomo bebida alcoólica, mas à vezes eu tomo vinho como remédio. Meu estômago não é muito bom. Mas quando alguém chega com vinho e me diz: “Vinho é bom para o seu estômago”, eu recuso e digo: “Se um pastor beber, os santos farão o mesmo, e isso não é bom.” E quando um santo traz uma latinha de cerveja bem gelada e diz: “Vamos, tome um gole, isso é muito bom. Eu tenho que confessar: eu bebi e é muito bom”, eu digo a ele: “Não faça isso sempre. Vamos beber só o que você trouxe então”, e bebo com ele. Mas as pessoas não devem beber sempre. Um irmão trouxe um monte de cervejas do seu escritório e disse: “Eu ia levar isso para casa, mas se eu fizer isso, eu vou acabar bebendo tudo lá. Então, vamos tomar algumas e matar a sede.” Eu disse para não fazer isso, mas já que ele não faz isso sempre, eu lhe disse: “Vamos beber rápido, pois não é bom que os santos nos vejam fazendo isso.”
Irmãos, não é sempre que eu tomo bebida alcoólica. Mas eu não posso dizer que não bebo. Eu não compro cerveja, mas se tiver alguma, eu bebo. Se eu abrir a geladeira para procurar alguma coisa para beber e encontrar umas latas de cerveja, eu vou dizer: “Ué, quem colocou isso aqui?” Primeiro, vou tentar descobrir quem colocou aquilo ali. Mas depois eu vou achar que isso foi algo muito bom. Aí então, eu acabo bebendo. Mas primeiro eu olho para ver se minha esposa está olhando. Ela sempre está por perto. Se ela estiver me vendo nessa hora, eu digo: “Oh meu Deus, querida! Quem colocou isso aqui? Está escrito na oração do Senhor; ‘Não nos deixes cair em tentação’, mas se alguém continuar colocando isso aqui, até um pastor pode acabar bebendo. Os pastores não são humanos também? Por que eles estão me tentando?” Então, eu continuo dizendo: “Não podemos deixar isso aqui senão seremos tentados. Nós temos que correr e beber tudo logo.” Eu abro uma e digo então: “Beba comigo também.” E quando eu dou uma latinha para ela, ela me diz: “Eu não vou beber isso”, e eu digo: “Tudo bem, eu bebo então.”
Irmãos, vocês pecam sem querer ou não? Eu faço muitas outras coisas que um pastor não deve fazer além de beber. Mas eu não falo sobre isso. Mas mesmo que ninguém fale nada, todos acabam sabendo das coisas. Todos nós nos entendemos. Já que somos pessoas honestas, todos nós nos entendemos. Nós vamos pecar sem querer até envelhecermos e morrermos. Jesus veio para levar todos os pecados que cometemos sem querer de uma vez por todas. É assim que nosso coração é purificado. Mas só pudemos ser salvos do juízo do pecado porque Jesus levou todos eles e foi condenado na cruz. Foi por isso que Ele veio como nosso Salvador. Ele veio como o Redentor.
Ele veio como o Redentor e foi batizado para cuidar de todos os pecados que as pessoas cometem sem querer, todos os pecados que o homem comete depois que nasce nessa terra. “Deixa por agora, pois assim nos convém cumprir toda a justiça.” Foi assim que Jesus foi batizado por João Batista. A imersão nas águas aqui se refere à morte, e o batismo em si se refere à transferência de todos os nossos pecados. E sua saída das águas se refere à ressurreição.
Nosso Senhor foi batizado. “Assim que Jesus foi batizado, saiu logo da água. Nesse instante abriram-se-lhe os céus, e viu o Espírito de Deus descendo como pomba e pousando sobre ele. E uma voz dos céus disse: Este é o meu Filho amado, em quem me comprazo” (Mateus 3:16-17). “Eu amei o mundo de tal maneira que dei Meu único Filho, transferi para Ele todos os pecados que o homem comete sem intenção, todos os pecados que são densos como as nuvens e carmesim, e fiz com que Ele fosse sacrificado diante de Mim como oferta de expiação eterna. Foi assim que Eu decidi salvar o homem do pecado, fazendo-O levar todos os pecados e sendo condenado na cruz. Meu Filho aceitou Minha decisão e levou todos os pecados do homem.” Você crê nisso? No Antigo Testamento, o povo trazia ovelhas e bodes sem defeito e os oferecia em sacrifício todo dia pelos pecados que haviam cometido sem querer. E o mesmo acontece no Novo Testamento. Nós sempre pecamos sem intenção. Às vezes até agredimos as pessoas quando nós ficamos com raiva. Quando nós estamos com fome, só nos preocupamos com nós mesmos. Quando estamos com fome, nós tomamos até de nossos filhos. É isso que acontece com quem é pobre. Quando alguém tinha muita fome muito tempo atrás, eles tentavam comer ratos e até pessoas. Meus pais não tinham muito carne para comer depois da Guerra da Coréia (1950-1953), então eles pegavam ratos, limpavam, tiravam as vísceras, assavam e me davam para comer quando eu era criança. Experimente! É muito bom. Eu nunca comi algo tão gostoso como carne de rato. Já que meus pais não tinham nada para comer e me davam carne de rato quando eu era criança, eu acabei ficando mal nutrido. Mas depois de comer eu dizia: “Pai, eu gosto muito de carne de rato. Dê-me mais um pouco, por favor.” Meu pai então colocava uma pedra em cima do buraco e esperava. Assim que o rato saía, ele o pegava. Mas vamos parar de falar sobre isso.
Meus irmãos, nós pecamos sem querer ou não? Jesus foi batizado. “Pois assim nos convém cumprir toda a justiça.” Jesus tirou todos os pecados que você, eu e toda humanidade cometemos sem querer. Irmãos, até aqueles que receberam a remissão de pecados se sentem mal às vezes, e aqueles que não a receberam se sentem pior do que os cristãos nascidos de novo. Mas por que eles se sentem assim? Eles se sentem mal assim porque cometem muitos pecados sem querer. “Cara, eu não podia fazer isso. Por que eu fui fazer algo que me envergonha tanto assim?” Nós nos sentimos mal apesar de termos recebido a remissão de pecados porque nós somos mestres em pecar e sempre cometemos muitos pecados mesmo.
Nós achávamos que não iríamos pecar depois de receber a remissão de pecados, mas nos sentimos mal porque nós sempre fazemos isso. Por saber de tudo isso, nosso Senhor levou todos os pecados do homem e cumpriu toda a justiça. Por isso Ele foi batizado. Todos os nossos pecados foram transferidos para Ele. A imposição de mãos do Antigo Testamento é o mesmo que o batismo de Jesus no Novo Testamento. Jesus acabou com todos os pecados que você e eu cometemos sem intenção. Você tem pecados ou não?
 
 

Por que Razão Jesus Foi Batizado por João Batista no Rio Jordão?

 
Jesus foi batizado para cumprir toda a justiça. Ele foi batizado para salvar o homem e a nós de todos os pecados que cometemos sem querer. Deus disse que aquele Jesus que foi batizado era Seu Filho amado em quem Ele se comprazia.
“Pois assim nos convém cumprir toda a justiça.” Toda a justiça em grego é “πάσαν δικαιοσύνην (pasan dikaiosunen)”, e significa “o estado mais perfeito onde não há defeito algum.” Jesus levou todos os pecados do homem por meio deste método que era o mais adequado.
Você entende por que Jesus foi batizado? Você acha que Ele foi batizado simplesmente porque era humilde, não acha? Isso está errado. Há muitos entre nós que crêem em Jesus de modo errado. Eles acham que Jesus só levou o pecado original e, por isso, fazem orações de arrependimento diariamente por seus pecados pessoais. Contudo, se for assim, irmãos, não há ninguém neste mundo que não tenha pecado, e não temos razão alguma para crer em Jesus. Se Ele não levou os pecados que cometemos sem intenção, nós temos algum motivo para crer Nele então?
Mesmo tendo recebido a remissão dos seus pecados, você vai pecar no futuro ou não? Você vai pecar sem querer ou não? Você vai sim. Então, se você fizer orações de arrependimento e receber a remissão deles, você confessará todos os pecados que cometeu com toda confiança? As pessoas recebem a remissão dos seus pecados pela fé. Elas recebem a remissão de pecados pela fé no Salvador. Jesus levou todos os pecados que nós cometemos sem querer.
 
 
“Eis o Cordeiro de Deus, que Tira o Pecado do Mundo!”
 
Em João 1:29 está escrito: “No dia seguinte João viu a Jesus, que vinha para ele, e disse: Eis o Cordeiro de Deus, que tira o pecado do mundo!” Depois que Jesus, que é o Cordeiro de Deus, foi batizado por João Batista, Ele pregou o evangelho da água e do Espírito em vários lugares por três anos. Ele disse uma vez a uma mulher apanhada no ato de adultério: “Nem eu também te condeno.” Nosso Senhor veio a essa terra, foi de um lugar para o outro e tirou todos os pecados do homem. Por três anos Ele esteve aqui e ali e disse muitas vezes: “Filho, seus pecados estão perdoados.” Jesus disse àqueles que criam Nele como Filho de Deus e seu Salvador: “Filhos, seus pecados estão perdoados”, e deu a eles a graça da remissão de pecados.
Quando nosso Senhor estava nessa terra, João O batizou e disse em João 1:29: “Eis o Cordeiro de Deus, que tira o pecado do mundo!” Irmãos, João Batista, o representante da humanidade, impôs as mãos sobre a cabeça de Jesus e passou para Ele todos os pecados que cometemos na vida. Os pecados que você e eu cometemos na nossa fraqueza e aqueles que nós cometemos sem intenção foram todos passados para Jesus.
“Eis o Cordeiro de Deus, que tira o pecado do mundo!” (João 1:29). João Batista disse ao povo: “Olhem!”, e então deu testemunho a eles dizendo: “Ouçam-me todos vocês. Aquele é o Cordeiro de Deus. Ele é o Cordeiro de Deus que tirou todos os pecados do mundo. Ele é o Salvador da humanidade. Ele está levando todos os pecados deste mundo. Olhem!” Irmãos, Jesus veio a essa terra, levou todos os pecados do mundo, todos os pecados que nós cometemos sem intenção em nossa vida, e cumpriu toda a justiça. Ele levou todos os pecados do mundo. Por três anos, Ele os carregou até a cruz.
Amados irmãos, o que são os pecados do mundo? São os pecados que cometemos desde que saímos do ventre de nossa mãe. São os pecados que nós herdamos do nosso pai e da nossa mãe, os pecados que nascemos com eles, como está escrito: “Certamente em iniqüidade fui formado, e em pecado me concebeu a minha mãe.”
Nós pecamos de 1 aos 20 anos ou não? Nós pecamos sem intenção ou não? Sim, pecamos. Nossa obra sempre fracassa e cometemos mais pecados, apesar de sabermos que isso é errado. Mas estes pecados foram para Jesus Cristo ou não? Sim, foram. Jesus tirou todos os pecados que cometemos até os 20 anos, dos 20 aos 30, dos 30 aos 40, e até os pecados que sabemos que cometemos no mundo e os que não sabemos. “Pois assim nos convém cumprir toda a justiça.” Todos os pecados caem diante das palavras “toda a justiça.” Jesus tirou todos os pecados.
Algum de vocês tem 40 anos? Então, saibam que vocês têm pecado desde que saíram do ventre de sua mãe. E estes são pecados cometidos neste mundo ou não? Todos os pecados que foram cometidos neste mundo foram para Jesus ou não? Foram sim. Eles não existem mais porque foram para Jesus. Jesus foi batizado para tirar todos os nossos pecados. Nós temos que entender bem isso. E temos que crer nisso também. Se nós não crermos nisso, Jesus não tem valor algum para nós. Se nós não crermos nisso, isso é o mesmo que estarmos na presença de Deus todo dia, dizendo cheios de soberba: “Deus, esta semana eu não cometi muitos pecados. Deus, eu sou legal, não sou? Eu sou bonito, não sou? Eu sou bom, não sou? Por favor, me dê minha recompensa então.”
Pessoas assim procuram defender sua própria vontade e ficam se exaltando, pois não conhecem a justiça de Deus. Elas começam a orar assim: “Santo, misericordioso, onisciente, onipresente e onipotente Pai celestial.” O verdadeiro Deus veio a essa terra para tirar nossos pecados porque queria ouvir algo assim? Essa é a oração que Ele quer ouvir: “Deus, eu sempre peco. Mas obrigado por teres remido todos os meus pecados quando foste batizado nessa terra para que todos eles fossem passados para Ti, e por teres sido condenado na cruz para que eu não tivesse que oferecer mais nenhum sacrifício pelos meus pecados. Eu louvo a Ti, Senhor, que me fizeste justo.”
Irmãos, Deus quer receber sacrifício de gratidão. Ele quer que O façamos feliz. Ele quer que sejamos gratos a Ele e O louvemos por Ele ter tirado nossos pecados. Eu sou grato ao meu Senhor por Ele ter tirado todos os pecados que eu cometi e os que ainda vou cometer sem querer. Deus, não há como não te amar. Eu te amo. Aleluia! Eu te louvo. Eu te honro, Senhor. Nosso Deus é o Rei dos reis, o Rei do amor. Ele se agrada em receber o louvor que damos a Ele. Foi por isso que o Senhor foi batizado. “Eis o Cordeiro de Deus, que tira o pecado do mundo!” Nós pecamos neste mundo até termos 40 anos. Mas estes pecados foram para Jesus quando Ele foi batizado por João Batista. E nós pecamos neste mundo desde os 40 anos até chegarmos aos 90 (se vivermos tudo isso). Mas os pecados que cometemos no coração, nas nossas ações e sem intenção, estão todos incluídos nos pecados do mundo. “Eis o Cordeiro de Deus, que tira o pecado do mundo!” Ao tirar todos os pecados do mundo, Jesus levou todos os nossos pecados também. Meus irmãos, há pecado neste mundo ou não?
As pessoas têm pecado porque não sabem e não crêem que Jesus foi batizado por João Batista e levou todos os nossos pecados quando disse: “Pois assim nos convém cumprir toda a justiça.” Aqueles que crêem nisso não têm pecado. Portanto, eles se tornam justos porque crêem nessa Verdade.
Alguém pode até insistir e dizer: “Não, não pode haver nenhum justo diante de Deus. A Bíblia diz: ‘Não há um justo, nem um sequer’” Sim, de fato, antes de crer em Jesus Cristo não havia nenhum um justo, nem um sequer. Mas todo aquele que crê em Jesus Cristo pelo evangelho da água e do Espírito se torna justo através da Sua justiça. Jesus Cristo remiu todos os nossos pecados pela justiça de Deus, e, por isso, nós somos justificados. A fim de nos justificar, Jesus Cristo foi batizado e condenado na cruz. Ele nos tornou justos.
“Para que ele seja justo e justificador daquele que tem fé em Jesus.” Esta frase é de Romanos 3:26. Antes não havia justos, mas Jesus nos tornou justos quando veio e tirou nossos pecados. Deus disse que aqueles que crêem nisso “são justos e não têm pecado.” Isso porque Ele nos tornou justos levando todos os pecados que cometemos sem intenção. O Senhor nos pergunta: “Vocês crêem que Eu tirei todos os seus pecados? Se crêem, vocês não têm pecado. Eu sou seu Salvador. Vocês são justos. Vocês são Meu povo. Vocês são o povo que entrará no Reino dos Céus no futuro.”
Irmãos, vocês pecam de 1 aos 10 anos ou não? E vocês pecaram até os 20 anos ou não? Estes pecados foram passados para Jesus ou não? Nós não temos nenhum pecado porque eles foram para Ele, não porque fomos iluminados por uma grande verdade ou doutrina. Já que no Budismo eles não conhecem o caminho para o Reino dos Céus, um monge disse certa vez: “Eu não posso encontrar o caminho para o céu porque esse caminho não existe.” Foi por isso que Sungcheol, um famoso monge budista, disse para olharmos para as coisas exatamente como elas são. Ele disse que a verdade está nisso e em nenhum outro lugar. Então, ele disse: “Um montanha é uma montanha, água e água.”
Mas Jesus Cristo disse: “Eu sou o caminho, a verdade e a vida.” Jesus disse que Ele é o caminho. Ele veio a essa terra e nos salvou. Ele veio para tirar nossos pecados. Ele tirou os pecados que cometemos sem intenção. Ele levou todos eles ao ser batizado. Ele é o Caminho para que entremos o Reino dos Céus. Ele disse: “Eu sou a verdade” e se tornou ela realmente. Seremos enganados se crermos em outra coisa. Contudo, todo aquele que crê que Jesus Cristo é Deus e seu Salvador, que Ele cumpriu toda a justiça através do batismo e do sangue na cruz, que Ele morreu e ressuscitou, tem a vida eterna.
Jesus também disse: “Eu sou a vida”, e nos deu a vida eterna. O Senhor não apenas disse que nós não temos pecado, Ele levou todos eles. Quando Ele foi batizado nossos pecados foram passados para Ele. Ele é o Cordeiro de Deus que recebeu nossos pecados e os tirou do mundo na cruz. Ele tirou todos os pecados do mundo e teve Suas mãos e Seus pés pregados na cruz. Ele tirou todos os nossos pecados quando morreu por nós.
Ele nunca cometeu pecado enquanto estava nessa terra, mas recebeu todos os pecados do homem quando foi batizado, violentamente pregado na cruz, quando derramou Seu sangue em nosso lugar, foi condenado pelo pecado e morreu por nós; quando ressuscitou ao terceiro dia e se sentou à direita do trono de Deus. Todos que crêem que Jesus Cristo é o seu Salvador através destas palavras são feitos por Ele povo de Deus. Ele deu o poder de serem feitos filhos de Deus àqueles que O receberam ou, em outras palavras, àqueles que crêem no Seu nome. Você crê?
Irmãos, todos os pecados que cometemos sem intenção foram passados para Jesus ou não? Alguém que crê em Jesus Cristo como seu Salvador tem pecado ou não? Não, não tem. E já que ele não tem pecado, ele diz as outras pessoas que elas devem crer em Jesus para ter uma vida abençoada e feliz. Você tem certeza que jamais vai pecar sem querer novamente? Não! Até os santos ainda são fracos e imperfeitos em sua carne. Se eles viverem bem, eles serão felizes, mas se não viverem bem, eles pensarão assim: “Oh meu Deus, eu vou morrer. Eu não tenho pecado mas eu vou morrer.” Irmãos, Deus conhece todos vocês. Ele sabe que a natureza e a personalidade de cada um de vocês são diferentes.
A maioria dos pecados que cometemos é sem intenção. É algo natural pecarmos enquanto vivemos. Sabendo ou não, nós sempre pecamos. Essa é a natureza pecaminosa que nós temos. É isso o que chamamos vida. Alguém pode até dizer enquanto vive: “O homem pode se tornar um Buda ou deus?” Mas quem disse que o homem nasceu para ser um deus? Buda disso isso? Essa é sua esperança. Eles acham que podem fazer tudo porque têm essa esperança no coração. Entretanto, isso é simplesmente impossível acontecer.
Nós sempre pecamos. Sempre pecamos sem intenção. As pessoas pecam até morrerem, creiam elas em Deus ou não. No entanto, Jesus veio a essa terra, foi batizado, recebeu os nossos pecados, carregou-os até a cruz, foi condenado, derramou Seu sangue e morreu em nosso lugar para nos salvar destes pecados. Ao terceiro dia depois de ter morrido, Ele ressuscitou. Aí Ele ascendeu aos Céus e está à direita do trono de Deus. Este Jesus que veio a essa terra para me salvar é Deus. Ele é o Cristo, o Filho do Deus vivo. Foi Ele que me salvou e é o Deus que me criou. Eu creio nisso. Ele tornou Seu povo as pessoas que crêem nisso e aceitaram Jesus Cristo.
Você crê agora? Vamos voltar para a Palavra antes de nós terminarmos este sermão. Irmãos, se vivermos até os 90 anos, os pecados que cometermos até lá foram passados para Jesus ou não? A figura de Jesus sendo batizado é algo bem claro em todas as versões das Escrituras. “Deixa por agora, pois assim nos convém cumprir toda a justiça.” Se você analisar o texto original em grego, você terá um significado mais apurado desse texto; é a mais pura verdade que Jesus tirou todos os pecados do mundo ao ser batizado no rio Jordão por João Batista para cumprir a justiça de Deus.
 
 
O Senhor Quer Estabelecer o Segundo
 
Está escrito em Hebreus 10:9-14: “Então acrescentou: Aqui estou, para fazer, ó Deus, a tua vontade. Tira o primeiro para estabelecer o segundo. Nessa vontade é que temos sido santificados pela oferta do corpo de Jesus Cristo, feita uma vez por todas. Todo sacerdote se apresenta dia após dia, ministrando e oferecendo muitas vezes os mesmos sacrifícios, que nunca podem tirar pecados. Mas este, havendo oferecido, para sempre, um único sacrifício pelos pecados, assentou-se à destra de Deus. Daí por diante espera que os seus inimigos sejam postos por estrado dos seus pés, porque com uma só oferta aperfeiçoou para sempre os que estão sendo santificados.”
Vamos pensar em algo por um momento. Está escrito: “Então acrescentou: Aqui estou, para fazer, ó Deus, a tua vontade.” Nenhum outro veio a nós para cumprir a vontade de Deus senão Jesus Cristo. Ele foi batizado e morreu na cruz para tirar todos os pecados que cometemos sem querer e nos salvou de todos os nossos pecados. Crer Nele como seu Salvador é o mesmo que crer segundo a vontade do Pai. É isso que significa viver segundo a Sua vontade. Nunca houve alguém entre os homens que fez a vontade do Pai, já que isso significava viver pela lei. Mas a Bíblia diz: “Pois a vontade do meu Pai é que todo aquele que vê o Filho e nele crê tenha a vida eterna, e eu o ressuscitarei no último dia” (João 6:40).
O Filho de Deus veio a essa terra e fez a vontade do Pai. A Bíblia diz: “Aqui estou, para fazer, ó Deus, a tua vontade. Tira o primeiro para estabelecer o segundo.” O que foi “o primeiro?” Foi a lei. Em Hebreus 10:1 está escrito: “A lei, tendo a sombra dos bens futuros, e não a imagem exata das coisas, não pode nunca, pelos mesmos sacrifícios que continuamente se oferecem de ano em ano, aperfeiçoar os que se chegam ao culto.” Os pecados não podiam ser apagados por nenhum sacrifício do Antigo Testamento. Pegar uma ovelha, impor as mãos sobre ela, passar os pecados para ela e oferecê-la em sacrifício – isso não vale nada hoje em dia.
Foi por isso que Jesus Cristo veio a essa terra. O Filho de Deus veio e cumpriu a vontade do Pai, pela qual nós fomos “santificados pela oferta do corpo de Jesus Cristo, feita uma vez por todas.” A frase “fomos santificados” é uma afirmação. Jesus Cristo fez a vontade de Deus ao ser batizado de uma vez por todas no rio Jordão, ao ser condenado na cruz e ressuscitar. Qual era a vontade do Pai então? Acabar com todos os nossos pecados.
Está escrito em 1 Tessalonicenses 4:3: “Esta é a vontade de Deus para a vossa santificação.” Então, Sua vontade é a nossa santificação. A vontade de Deus é nos tornar sem pecado. Adorar a Deus é o mesmo que se achegar a Ele sem pecado, louvá-Lo, ser grato a Ele e glorificá-Lo com alegria e gratidão, além de devolver toda a glória para Ele.
Nós nunca poderíamos receber a remissão de pecados por meio do sistema sacrificial do Antigo Testamento. Do mesmo modo, nós não podemos receber a remissão de pecados fazendo orações de arrependimento todos os dias. Nós podemos fazer orações de arrependimento para todas as coisas? Podemos fazer orações de arrependimento à noite por todos os pecados que nós cometemos durante o dia? Você consegue fazer orações de arrependimento por todos os pecados que você cometeu um mês inteiro sem esquecer de nenhum? Não? O que você pode fazer então com os pecados que você nem se lembra e não pode fazer orações de arrependimento por eles? Se os pecados são perdoados com orações de arrependimento, o que você pode fazer com aquele que você nem se lembra mais? O que? Deus cuidará deles? Você acha que Deus age de uma maneira ilógica assim? Por acaso Ele nos criou para fazermos coisas ilógicas? Os sacrifícios do Antigo Testamento não podem nos tornar perfeitos. E por eles não poderem fazer isso, nosso Senhor se tornou a propiciação por nós e se santificou oferecendo Seu corpo por nós de uma vez por todas.
Hebreus 9:12 diz que “não por meio de sangue de bodes e bezerros, mas pelo seu próprio sangue, entrou no Santo dos Santos, uma vez por todas, havendo obtido uma eterna redenção.” Não é por meio de sangue de bodes e de bezerros, ou de orações de arrependimento, que somos purificados dos nossos pecados. Então, com o que somos purificados? “Pelo seu próprio sangue... havendo obtido uma eterna redenção” quer dizer que Ele expiou e tirou todos os pecados do mundo de uma vez por todas. Você entende isso? Por que Jesus Cristo pôde morrer na cruz? É preciso ter pecado para ser morto. Ele então cometeu pecado alguma vez? Não, nunca. Vocês crêem então, irmãos, que Jesus nunca cometeu pecado? Vocês crêem que Jesus é Deus? Vocês crêem que Ele é o Filho de Deus? Já que vocês dizem então que crêem que Jesus nunca cometeu pecado, por que Ele teve que morrer na cruz? Ele só pôde morrer na cruz porque recebeu os seus e os meus pecados no rio Jordão. Jesus jamais cometeu um pecado sequer.
Ele entrou no Santuário celestial de uma vez por todas com Seu sangue. E este sangue é a conclusão do Seu ministério da salvação. O batismo que Jesus recebeu de João Batista tirou todos os nossos pecados, os purificou e apagou todos eles com Seus sangue. Foi assim que Ele nos livrou da condenação e nos salvou. Esta é a nossa garantia final.
Irmãos, Jesus Cristo precisou morrer duas vezes? Ele precisou morrer três vezes? Ou Ele tirou nossos pecados de uma vez por todas? Se alguém crê em Jesus mas diz que tem pecado no coração, ele pede sempre: “Purifique meus pecados hoje também, por favor.” Ao dizer isso, ele está dizendo que Jesus precisa vir mais uma vez e morrer de novo. Hebreus 9:22 diz: “Quase todas as coisas, segundo a lei, se purificam com sangue, e sem derramamento de sangue não há remissão.” A fim nos dar a remissão de pecados, alguém tinha que receber a transferência deles e morrer em nosso lugar. Vocês entendem isso? Receber a remissão de pecados pela fé na justiça que Jesus cumpriu é o mesmo que dar a glória a Deus. Essa é a lei da salvação que Deus estabeleceu.
Mas tentar receber a remissão de pecados todos os dias é o mesmo que pregar Jesus na cruz de novo e dizer a Ele: “Senhor que veio do Céu, por favor, venha novamente. Eu estou com problemas porque pequei. Por favor, venha e morra de novo.” Isso é negar o batismo de Jesus. É rejeitar sua terrível morte. É cometer este pecado, o pecado contra o Espírito Santo. Irmãos, todos os pecados podem ser remidos por Deus, menos contra o Espírito Santo.
O que é a blasfêmia contra o Espírito Santo? É não crer que Deus se tornou homem, foi batizado por João Batista no rio Jordão e tirou todos os nossos pecados. É negar que Jesus tirou todos os nossos pecados com Seu batismo. Este é o pecado de blasfemar contra o Espírito Santo. Se você falar em línguas e alguém te disser para parar, você acha que isso é o pecado de blasfêmia contra o Espírito Santo? Não, não é. O pecado de blasfêmia contra o Espírito Santo é não crer no evangelho da água e do Espírito e impedir os outros que querem crer neste evangelho de fazer isso. Este é o pecado de blasfêmia contra o Espírito Santo.
Nosso Senhor veio a essa terra, apagou todos os pecados do mundo de uma vez só quando foi batizado e derramou Seu sangue na cruz. Está escrito em Hebreus 10:11-18: “Todo sacerdote se apresenta dia após dia, ministrando e oferecendo muitas vezes os mesmos sacrifícios, que nunca podem tirar pecados. Mas este, havendo oferecido, para sempre, um único sacrifício pelos pecados, assentou-se à destra de Deus. Daí por diante espera que os seus inimigos sejam postos por estrado dos seus pés, porque com uma só oferta aperfeiçoou para sempre os que estão sendo santificados. O Espírito Santo também no-lo testifica. Primeiro diz: Esta é a aliança que farei com eles depois daqueles dias, diz o Senhor: Porei as minhas leis em seus corações, e as escreverei em seu entendimento. Então acrescenta: E jamais me lembrarei dos seus pecados e das suas iniqüidades. Ora, onde há remissão destes, não há mais oferta pelo pecado.”
Melhor dizendo, Ele remiu todos os pecados, todos eles. Se juntarmos todos os pecados que cometemos sem intenção, estes são os pecados do mundo. Há dois tipos de pecado que nós cometemos ao longo da nossa vida: o pecado de blasfêmia contra o Espírito Santo e os pecados que nós freqüentemente cometemos sem intenção.
Se não rejeitarmos que Jesus se tornou o Salvador através do evangelho da água e do Espírito mas crermos nisso, nós não blasfemaremos contra o Espírito Santo. Mas se rejeitarmos isso, nós blasfemaremos contra o Espírito Santo.
Os pecados que você cometeu sem querer no seu coração e nos seus pensamentos são os mesmos pecados? O pecado de adultério é um pecado cometido sem querer ou não? O pecado de furto é cometido sem querer ou não? Todos estes são pecados que cometemos sem querer? Está escrito: “Ora, onde há remissão destes, não há mais oferta pelo pecado.” E nosso Senhor também disse: “Eu apago as tuas transgressões e dos teus pecados não me lembro.” Ele está dizendo que ninguém se lembrará dos nossos erros ou pecados que nós cometemos sem intenção. Você crê nisso?
Somente assim nosso coração fica ligado em Deus e nós entregamos a Ele nossa alma e o verdadeiro louvor. Apesar de saber que pecamos sem querer todos os dias, Ele não nos diz: “Ei, por que você pecou tanto essa semana? Vá embora, eu não quero nem olhar para você. Suma daqui. Vá para a frente da igreja e ponha as mãos sobre sua cabeça.” Irmãos, se Deus nos dissesse para fazer isso, como nós poderíamos adorá-Lo então? Que clima teríamos para adorá-Lo? Como poderíamos exaltar Sua justiça?
Deus se revelou a nós como o Deus do amor e o Senhor que tirou nossos pecados por meio do evangelho da água e do Espírito. Ele disse à mulher que foi apanhada em adultério: “Nem eu também te condeno” (João 8:11). O Senhor remiu todos os pecados que cometemos sem querer. Ele apagou todos os seus e os meus pecados. Mas somos imperfeitos e, enquanto vivemos, nós olhamos para as pessoas de cara feia quando elas fazem algo que nos desagrada e odiamos uns aos outros. Mas mesmo assim, podemos adorar a Deus com gratidão porque o Senhor remiu todos os pecados que cometemos sem intenção quando foi batizado e derramou Seu sangue. Ele nos remiu pela água e pelo sangue, por isso, nós podemos nos achegar a Ele, louvá-Lo e adorá-lo.
Amados irmãos, vocês conhecem o evangelho da água e do Espírito e crêem nele? Nosso Senhor nos tornou perfeitos para sempre com uma só oferta ou não? Ele veio a essa terra 2000 anos atrás, e já que sabia que os homens pecam depois que nascem, Ele tirou todos os nossos pecados ou não? Sim, tirou. Irmãos, todos nós dizemos que Kim Il-sung, o antigo governante da Coréia do Norte, era muito mal. Mas o Senhor tirou os pecados deste homem mau também ou não? Sim, tirou. Mas já que o falecido Kim Il-sung não creu em Jesus, seus pecados continuaram como antes. Sendo assim, ele continuou sendo um homem mau. Apesar de vivermos na Coréia do Sul, se não crermos em Jesus, seremos pessoas más. Se uma pessoa não reconhecer que Deus a amou tanto que veio num corpo carnal, foi batizado por ela, levou seus pecados, derramou Seu sangue, morreu na cruz e a salvou assim, ela é uma pessoa má.
Quando Jesus morreu na cruz, Ele morreu pregado sobre ela. E enquanto Ele estava na cruz, um soldado romano O feriu ao lado com uma lança para ver se Ele estava realmente morto. Isso fez um grande buraco no seu peito e fez com que saísse água e sangue dele (João 19:34). Nosso Senhor testificou mais uma vez assim que Ele nos salvou pela água e pelo sangue.
1 João 5 nos diz quem são aqueles que têm a fé que vence o mundo e de fato recebem a remissão de pecados. Está escrito em 1 João 5:5: “Quem é o que vence o mundo senão aquele que crê que Jesus é o Filho de Deus?” Irmãos. Vocês crêem que Jesus é o Filho de Deus? Vocês crêem que Ele é o nosso Deus?
Está escrito em 1 João 5:6-10: “Este é aquele que veio por água e sangue, isto é, Jesus Cristo. Ele não veio só pela água, mas pela água e pelo sangue. E o Espírito é o que dá testemunho, porque o Espírito é a verdade. Pois três são os que dão testemunho no céu: o Pai, a Palavra, e o Espírito Santo; e estes três são um. E três são os que dão testemunho na terra: o Espírito, a água e o sangue; e estes três concordam. Se recebemos o testemunho dos homens, o testemunho de Deus é maior, porque o testemunho de Deus é este, que de seu Filho testificou. Quem crê no Filho de Deus, em si mesmo tem o testemunho. Quem não crê em Deus, mentiroso o faz, porque não crê no testemunho que Deus dá acerca do seu Filho.”
Irmãos, vocês têm esse testemunho no seu coração? Vocês têm a Palavra do testemunho que vocês receberam a salvação? Vocês têm essa Palavra? O apóstolo João disse: “Ele nos salvou pela água e pelo sangue.” Vocês crêem nisso? Todos os pecados que cometemos sem querer foram para Jesus Cristo ou não? Nós temos pecados ou não? Nós somos imperfeitos ou não? Embora nosso coração, nossos atos e pensamentos sejam imperfeitos, Jesus tirou todos eles. Então, é impossível nós nos achegarmos a Deus com confiança e ousadia? Sim, mas quando nós temos fé Nele, podemos nos achegar a Ele dessa maneira (Efésios 3:12). Ele apagou todos os pecados que cometemos sem intenção. Ele acabou com todos eles.
O que é a fé que vence o mundo então? Aquela que crê que Jesus Cristo é o Filho de Deus e que, por ser o Filho de Deus, Ele também é o nosso Deus. É isso mesmo. Quem vence o mundo senão aqueles que crêem que Jesus Cristo é o Filho de Deus? O Filho de Deus entrou no nosso coração porque Ele mesmo veio a essa terra num corpo carnal e acabou com todos os nossos pecados pela água e pelo sangue. Irmãos, Ele veio pela água e pelo sangue? Cristo não veio somente pela água, mas pela água e pelo sangue. Ele não apenas tirou todos os nossos pecados, mas também foi condenado por eles na cruz e fez isso para que não fôssemos julgados pelos pecados que nós cometemos sem intenção.
“E o Espírito é o que dá testemunho, porque o Espírito é a verdade. E três são os que dão testemunho na terra: o Espírito, a água e o sangue.” Irmãos, três dão testemunho. O Espírito entra no coração daqueles que aceitam a Palavra da Verdade. A pessoa não sente quando isso acontece, mas Ele dá testemunho disso em seu coração. Ele dá testemunho dizendo: “O Filho de Deus te salvou pela água e pelo sangue. Ele tirou todos os pecados que você comete sem intenção. Ele acabou com todos eles.” Vocês crêem nisso?
Está escrito em 1 Pedro 3:21: “Que também agora, por uma verdadeira figura - o batismo - vos salva, o qual não é o despojamento da imundícia da carne, mas a indagação de uma boa consciência para com Deus, por meio da ressurreição de Jesus Cristo.”
O que é a figura que a Palavra diz que nos salva? A Bíblia diz que é o batismo. Irmãos, Jesus levou todos os pecados que cometemos sem querer quando foi batizado. Seu batismo é o sinal que Ele nos salvou. Vocês entendem isso? Vocês não devem conhecer somente a cruz.
O apóstolo Pedro disse: “Uma verdadeira figura - o batismo - vos salva” (1 Pedro 3:21). Você crê no batismo de Jesus? Sim, Ele foi batizado e levou todos os nossos pecados, inclusive os pecados involuntários que cometemos agora e os pecados que cometeremos no futuro. Ele levou os pecados que nós cometemos no passado, os que cometemos agora e os que cometeremos no futuro. Você tem pecado então? Não, não tem.
Jesus é o nosso Salvador? Sim, Ele é. Nós não pecamos então porque fomos batizado em Jesus Cristo? O apóstolo Pedro disse: “Que também agora, por uma verdadeira figura - o batismo - vos salva, o qual não é o despojamento da imundícia da carne, mas a indagação de uma boa consciência para com Deus, por meio da ressurreição de Jesus Cristo” (1 Pedro 3:21). Ele disse que crer no batismo de Jesus e no Seu sangue significa não termos pecado na nossa consciência diante de Deus, pois recebemos a salvação pela qual Deus tirou os nossos pecados. Mas isso não quer dizer que não cometemos pecado. É por isso que está escrito que para que pudéssemos estar diante de Deus com uma boa consciência, Jesus recebeu o batismo nas águas para apagar todos os nossos pecados, foi condenado na cruz para nos salvar, remiu todos os pecados que cometemos sem querer e apagou todos eles. Você crê nisso?
Você já cometeu muitos pecados sem querer, não foi? Mas estes pecados estão em você ou não? Você não recebeu a remissão de todos estes pecados? Como foi que você recebeu essa remissão? Você a recebeu pela água e pelo sangue. Você crê nisso? Aquele que crê no evangelho da água e do Espírito não tem pecado. Ele é alguém que exalta a justiça de Deus. Aleluia!