Sermons

Assunto 15: A Epístola do Apóstolo Paulo aos GÁLATAS

[Capítulo 1-7] Uma Vida de Fé Legalista Só Traz Maldição (Gálatas 1:1-24)

Uma Vida de Fé Legalista Só Traz Maldição
(Gálatas 1:1-24)
“Paulo, apóstolo (não da parte de homens, nem por homem algum, mas por Jesus Cristo, e por Deus Pai, que o ressuscitou dentre os mortos), e todos os irmãos que estão comigo, às igrejas da Galácia: Graça a vós, e paz da parte de Deus nosso Pai, e do nosso Senhor Jesus Cristo, o qual se deu a si mesmo por nossos pecados, para nos livrar do presente século mau, segundo a vontade de Deus nosso Pai, a quem seja glória para todo o sempre. Amém. Admira-me que tão depressa estejais passando daquele que vos chamou na graça de Cristo, para outro evangelho; o qual não é outro, mas há alguns que vos inquietam, e querem transtornar o evangelho de Cristo. Mas, ainda que nós mesmos ou um anjo do céu vos anuncie outro evangelho além do que já vos anunciamos, seja anátema. Assim como já vo-lo dissemos, agora de novo também vo-lo digo: Se alguém vos anunciar outro evangelho além do que já recebestes, seja anátema. Persuado eu agora a homens ou a Deus? ou procuro agradar a homens? se estivesse ainda agradando aos homens, não seria servo de Cristo. Mas faço-vos saber, irmãos, que o evangelho que por mim foi anunciado não é segundo os homens. Não o recebi, nem aprendi de homem algum, mas pela revelação de Jesus Cristo. Pois já ouvistes qual foi antigamente a minha conduta no judaísmo, como sobremaneira perseguia a igreja de Deus, e a assolava. E na minha nação excedia em judaísmo a muitos da minha idade, sendo extremamente zeloso das tradições de meus pais. Mas quando aprouve a Deus, que desde o ventre de minha mãe me separou, e me chamou pela sua graça, revelar seu Filho em mim, para que o pregasse entre os gentios, não consultei carne nem sangue, nem subi a Jerusalém para estar com os que já antes de mim eram apóstolos, mas parti para a Arábia, e voltei outra vez a Damasco. Depois, passados três anos, subi a Jerusalém para ver a Pedro, e fiquei com ele quinze dias. E não vi a nenhum outro dos apóstolos, senão a Tiago, irmão do Senhor. Ora, acerca do que vos escrevo, diante de Deus testifico que não minto. Depois fui para as regiões da Síria e da Cilícia. Eu não era conhecido de vista das igrejas de Cristo na Judéia. Somente tinham ouvido dizer: Aquele que antes nos perseguia, agora anuncia a fé que outrora procurava destruir. E glorificavam a Deus a meu respeito.”
 
 
O número de visitantes do nosso website continua aumentando. Em média, nós temos mais de 4.000 visitantes por dia, e nós esperamos que esse número aumente ainda mais num futuro bem próximo. Ultimamente, temos tido visitantes não apenas dos países de língua inglesa, mas de pessoas de diferentes línguas do mundo todo, incluindo países do terceiro mundo, da Ásia, da África, e da América Latina. Por isso é eu sou muito grato a Deus. Embora eu tenha algumas decepções de vez em quando, ainda assim eu me alegro em ver como Deus nos tem dado os frutos do nosso evangelismo e nos tem abençoado.
Sendo assim, novos livros escritos para alimentar nossos irmãos continuam sendo publicados. Nesse momento, uma séria de sermões no livro da Gênesis estão para ser lançados como livros virtuais, e eu espero que esses livros também sejam publicados em breve. Eu creio que assim nós estaremos nos aproximando mais e mais do dia em que as pessoas no mundo inteiro encontrarão o evangelho da água e do Espírito através do nosso website.
 
 
O Propósito pelo qual Paulo Escreveu essa Epístola
 
Paulo enviou essa epístola aos santos da região da Galácia para corrigir sua fé. Nessa epístola, Paulo escreveu sobre sua fé, descrevendo que tipo de fé ela era.
Em Gálatas 1:1 ele escreve: “Paulo, apóstolo (não da parte de homens, nem por homem algum, mas por Jesus Cristo, e por Deus Pai, que o ressuscitou dentre os mortos),” e mais abaixo no versículo 12 ele escreve: “Não o recebi, nem aprendi de homem algum, mas pela revelação de Jesus Cristo.”
O apóstolo Paulo escreveu essa epístola para nos advertir dos ensinos dos da circuncisão, que estavam criando uma confusão nas igrejas da Galácia naquela época. Ao invés de crer no evangelho da água e do Espírito, o evangelho pregado pelo apóstolo Paulo, os da circuncisão consideravam outra coisa – isto é, a circuncisão física – mais importante do que o verdadeiro evangelho. Em outras palavras, algumas pessoas na igreja da Galácia estavam ensinando que os crentes poderiam se tornar filhos de Deus não através da sua fé no batismo de Jesus Cristo e do Seu sangue na Cruz, mas guardando a Lei de Deus e sendo circuncidados.
Foi por isso que o apóstolo Paulo disse: “Admira-me que tão depressa estejais passando daquele que vos chamou na graça de Cristo, para outro evangelho” (Gálatas 1:6). E ele então repreendeu os planos que os da circuncisão tinham, dizendo: “o qual não é outro, mas há alguns que vos inquietam, e querem transtornar o evangelho de Cristo.”
Não pode haver outro evangelho neste mundo a não ser o evangelho da água e do Espírito dado por Deus. Apesar disso, os cristãos da Galácia preferiram a circuncisão e gostavam dela cada vez mais. Podemos concluir, portanto, que eles buscavam o desejo da carne com sua fé legalista.
O apóstolo Paulo se irou tanto com os legalistas que disse a eles: “Mas, ainda que nós mesmos ou um anjo do céu vos anuncie outro evangelho além do que já vos anunciamos, seja anátema” (Gálatas 1:8). Antes de mais nada, nós precisamos entender aqui o que dizia o evangelho pregado pelos legalistas que levou o apóstolo Paulo a afirmar que se alguém pregasse “outro evangelho além do que ele já lhes anunciava, seria anátema.” As palavras mais terríveis que podemos ouvir neste mundo é quando somos amaldiçoados por Deus, e foram essas palavras de maldição que os santos da Galácia ouviram de Paulo. A razão disso tudo foi que eles rejeitaram o evangelho da água e do Espírito e deram uma importância muito maior à circuncisão. Foi por isso que Paulo não teve como evitar a ira em seu coração.
O “outro evangelho” aqui não significa que havia outro evangelho além do evangelho da água e do Espírito, mas se refere ao falso evangelho que declara que nós só podemos nos tornar povo de Deus se guardarmos a Lei. Em outras palavras, o outro evangelho exigia uma fé legalista dos santos da Galácia.
O que, então, para Deus, era essa fé legalista? Era aquela que dava mais importância ao Sábado e também exigia a circuncisão. Por causa disso, os santos das igrejas da Galácia passaram a dar mais importância à sua fé legalista do que ao evangelho da água e do Espírito. “Se você deseja crer em Jesus e ser salvo, você também tem que ter sua carne circuncidada como qualquer descendente de Abraão, guardar o Sábado, e viver segundo a Lei. E você não pode comer a carne de nenhum animal que tenha pata fendida, nem de nenhum animal morto por estrangulamento, nem de nenhum animal morto de causa natural, mas você tem que se alimentar da comida que é devidamente designada segundo os estatutos da Lei.” Era esse tipo de fé inútil que eles estavam defendendo.
Na verdade, se você e eu nos afastarmos do evangelho da água e do Espírito para levarmos uma vida de fé legalista, nós também seremos amaldiçoados por Deus. Nós podemos nos tornar filhos de Deus através da nossa fé legalista? Não, até mesmo se nós, que cremos no evangelho da água e do Espírito, levarmos uma vida de fé legalista, acabaremos morrendo espiritualmente também.
Isso significa então que nós não temos que ser zelosos ao guardarmos a Lei? Temos que desejar ardentemente conhecer essa grande Verdade e servi-la; se alguém se dedica a alguma coisa sem antes conhecer a Verdade da água e do Espírito, isso nada mais é do que praticar um mal ainda maior.
Uma fé legalista jamais pode ser aprovada por Deus. Aqueles que tem esse tipo de fé interpretam literalmente a Bíblia – por exemplo, quando a Palavra nos diz para não trabalharmos no Sábado, eles levam isso ao pé da letra, e então não cozinham desde o pôr-do-sol da sexta-feira até o pôr-do-sol do Sábado, mas comem o que já haviam preparado antes. Eles não saem no Sábado, já que segundo a Lei, eles não devem sair de casa por motivo algum. Ao fazerem isso, eles obedecem rigorosamente à Lei de acordo com sua própria justiça. Essa tentativa de estabelecer sua própria justiça ao guardar fielmente não apenas a Lei, mas também as tradições passadas oralmente pelos seus ancestrais, é o mesmo que levar uma vida de fé que rejeita as bênçãos dadas pela graça de Deus, trazendo sobre eles a ira de Deus. Uma instituição que tenta guardar a Lei literalmente é a Igreja dos Adventistas do Sétimo Dia. Sempre que os adventistas debatem algum assunto, a questão do Sábado vem em primeiro lugar. Eles defendem que o Sábado vai do pôr-do-sol da sexta-feira até o pôr-do-sol do Sábado, e que todos devem guardar estritamente as horas desses dias. Contudo, já que ninguém deve trabalhar no Sábado, eles têm um grande problema entre si que no diz respeito a ligar ou não a luz durante o culto no Sábado. Isso porque há algumas pessoas que dizem que ligar a luz indiretamente faz com que os funcionários das hidrelétricas trabalhem, e por isso eles não deveriam ligar a luz durante o culto. Se essa é a questão, eles então não deveriam usar nenhuma eletricidade dentro de casa, e nem abrir a torneira, usando apenas a água que eles guardaram antes. Isso é uma grande piada.
A fé na grande verdade não é uma fé legalista, mas uma fé que crê no evangelho da água e do Espírito. Mas mesmo assim muitas denominações cristãs não compreendem isso. E é por isso que os seus membros são tão zelosos em guardar a Lei. Então eles agora precisam crer de coração que o Filho de Deus os salvou de forma perfeita de todos os seus pecados através do evangelho da água e do Espírito. Eles têm que crer em Deus Pai, na salvação que veio através do amor do Seu Filho, e dessa forma receber as bênçãos de Deus e glorificá-Lo.
 
 

A Razão pela qual Deus nos Deu a Lei da Justiça

 
Meus amados irmãos, por que Deus nos deu a Lei? Deus nos deu a Lei para que nós conhecêssemos nossos pecados (Romanos 3:19-20). Para esses crentes da Galácia, entretanto, guardar a Lei todos os dias não era suficiente, mas eles ensinavam que se alguém quisesse fazer parte do povo de Deus ele teria que ser circuncidado primeiro.
Esses falsos profetas acusavam abertamente qualquer crente que não fosse circuncidado, declarando que eles só poderiam fazer parte do povo de Deus se fossem circuncidados. Eles exortavam os novos convertidos dizendo: “Deus ordenou que todo o povo de Abraão fosse circuncidado. Mas você se recusa a ser circuncidado, só porque você crê em Jesus? Então você é maior do que Abraão?” Levando isso em consideração, não tinha como a fé dos santos da Galácia não se tornar espiritualmente corrupta. E como resultado, eles acabaram dando mais importância a outro evangelho que insistia na necessidade da circuncisão, e por causa disso crer no evangelho da água e do Espírito se tornou algo sem sentido, mesmo que eles tenham crido no verdadeiro evangelho antes.
Somente quando guardamos de fato a Lei de Deus é que somos salvos de todos os nossos pecados e nos tornamos povo de Deus? Havia 613 mandamentos e estatutos na Lei de Deus. Na verdade, o povo judeu não tinha apenas esses 613 estatutos na Lei de Deus, mas também centenas de tradições passadas pelos seus ancestrais. Mas alguém pode guardar todos esses estatutos realmente? Não, ninguém pode viver pela Lei. A humanidade é totalmente incapaz de guardar a Lei. É por isso que a Bíblia diz: “Logo, a lei é contra as promessas de Deus? De modo nenhum. Pois se fosse dada uma lei que pudesse vivificar, a justiça, na verdade, teria sido pela lei” (Gálatas 3:21). Portanto, o fato dos crentes da igreja da Galácia estarem discutindo se deveriam ser circuncidados ou não é a própria evidência de que eles não estavam mais seguindo a Verdade. Você pode imaginar então o que estava acontecendo nas igrejas da Galácia.
O apóstolo Paulo viu a grande necessidade de restabelecer a fé dos santos da Galácia na Palavra da Verdade. Então, para fazê-los lembrar da fé que ele antes lhes havia anunciado, Paulo disse: “Paulo, apóstolo (não da parte de homens, nem por homem algum, mas por Jesus Cristo, e por Deus Pai, que o ressuscitou dentre os mortos)” (Gálatas 1:1). Paulo diz aqui que o evangelho que ele cria não era da parte de homens. Ao contrário, esse evangelho não veio por homem algum, mas era o evangelho da água e do Espírito que veio do Senhor.
O evangelho que o apóstolo Paulo cria e pregava não foi ensinado a ele por homem algum. João 1:17 diz: “Pois a lei foi dada por intermédio de Moisés; e a graça e a verdade vieram por meio de Jesus Cristo.” Através de quem a Lei nos foi dada? Deus falou a Moisés e Moisés a repassou para o povo de Israel. A Lei de Deus foi dada para que as pessoas viessem a conhecer seus pecados (Romanos 3:19-20).
A graça e a verdade, em outras palavras, vieram através de Jesus Cristo. A graça aqui significa o dom de Deus, indicando que a grande Verdade da salvação nos foi dada através de Jesus Cristo. Foi por isso que o apóstolo Paulo disse: “O evangelho que por mim foi anunciado não é segundo os homens. Não o recebi, nem aprendi de homem algum, mas pela revelação de Jesus Cristo.” Paulo deixou bem claro aqui que ele conhecia e cria nesse evangelho porque o próprio Jesus o havia ensinado. Em outras palavras, Paulo recebeu a remissão de todos os seus pecados por crer que Jesus Cristo o salvou ao ser batizado por ele, morrendo na Cruz, e ressuscitando dentre os mortos.
Paulo, dessa forma, advertiu severamente os santos da Galácia dizendo: “É por isso que eu prego o evangelho da água e do Espírito às pessoas. Por que, então, vocês estão pregando um evangelho diferente do evangelho da água e do Espírito que eu prego? Vocês não conseguem ver que é um ensinamento errado dizer que alguém é salvo dos seus pecados crendo apenas no sangue da Cruz e guardando a Lei? Por que vocês estão pregando um evangelho diferente do evangelho da água e do Espírito? Vocês acabarão sendo amaldiçoados por Deus. Vocês jamais devem pregar outro evangelho.” Paulo disse isso porque ele tinha muita compaixão pelos crentes da Galácia, porque assim eles estavam indo direto para o inferno.
Até mesmo se aqueles que crêem no evangelho da água e do Espírito tiverem uma fé legalista, eles acabarão perecendo espiritualmente. Não existe exceção aqui. Você acha que existe outra razão para a morte espiritual dos cristãos? Uma pessoa com certeza perece quando tenta ser salvo crendo em outro ensinamento fora do evangelho da água e do Espírito. Tudo é muito simples aqui. Se alguém der importância à Lei e se apoiar no legalismo, isso então é o mesmo que crer em outro evangelho, e o fim de tudo isso é a morte.
Não existe outro evangelho neste mundo. O verdadeiro evangelho é o evangelho da água e do Espírito, e não pode haver outro evangelho. Todos os outros evangelhos além do evangelho da água e do Espírito, por outro lado, trazem ensinamentos que inevitavelmente exigem certas atitudes do homem para que ele alcance a salvação. É dessa maneira que você crê? “Embora eu tenha recebido a remissão dos meus pecados crendo no evangelho da água e do Espírito, eu ainda tenho que guardar a Lei, e eu também tenho que tentar não cometer nenhum pecado. Se por acaso eu pecar, então eu tenho que purificar meus pecados fazendo as minhas orações de arrependimento.” Esse tipo de fé nada mais é do que crer em outro evangelho. Todo aquele que crê dessa forma enfrentará a morte espiritual, sem nenhuma exceção.
Se formos realmente guardar toda a Lei, então teremos que celebrar o ritual da Páscoa também. Uma vez por ano, nós teríamos que matar um cordeiro e colocar seu sangue sobre os umbrais de nossas portas. E toda vez que pecássemos, nós teríamos que oferecer sacrifícios, e também teríamos que comer somente o que é permitido pelos estatutos da Lei. Mesmo assim, isso é apenas a ponta do iceberg; ainda há muitos outros estatutos que deveríamos guardar. Portanto, como é que poderíamos cumprir todas essas exigências? Isso é impossível, e é exatamente isso que o Senhor nos disse: “Pois a lei foi dada por intermédio de Moisés; e a graça e a verdade vieram por meio de Jesus Cristo” (João 1:17).
O apóstolo Paulo disse que o seu evangelho “não era da parte dos homens.” Em outras palavras, Paulo estava dizendo: “Meu evangelho não é e nem veio de homem algum. Não foi por guardar a Lei de Moisés que eu fui salvo. Se eu pudesse alcançar a salvação somente guardando a Lei, eu então a teria alcançado a muito tempo atrás. Meus ancestrais receberam a Lei de Moisés, e eu mesmo fui um legalista no começo. Eu fui muito bem doutrinado por Gamaliel, um grande doutor da Lei. A julgar somente por esse mérito então, o conhecimento que vocês têm da Lei pode de alguma forma se comparar ao meu? Mesmo assim não foi por guardar a Lei que eu me tornei um homem justo. Foi por conhecer a Jesus Cristo, e por crer que Ele me salvou através do evangelho da água e do Espírito, que eu alcancei a salvação. E eu tenho pregado isso a vocês. Então vocês não devem ter uma vida de fé legalista, senão acabarão amaldiçoados por Deus.” É isso que o apóstolo Paulo está dizendo.
O evangelho da água e do Espírito é o evangelho em que o apóstolo Paulo cria. Paulo professou sua fé dizendo: “Estou crucificado com Cristo, e já não vivo, mas Cristo vive em mim. A vida que agora vivo na carne, vivo-a na fé do Filho de Deus, que me amou e a si mesmo se entregou por mim” (Gálatas 2:20). Como foi possível ele ser crucificado com Cristo? Ele pôde ser crucificado com Cristo porque se uniu a Ele crendo no Seu batismo. Sendo assim, a morte de Jesus na Cruz significa basicamente a morte do seu e do meu eu pecador.
Ao ser batizado, Jesus levou sobre Si os seus e os meus pecados; ao ser crucificado e ao derramar Seu sangue na Cruz, Ele suportou toda a condenação por causa dos nossos pecados; ao ressuscitar dos mortos, Ele nos deu uma nova vida. Então não é mentira dizer que, apesar de tudo isso, crer em Jesus Cristo que nos salvou através do evangelho da água e do Espírito não é suficiente, mas que temos que guardar a Lei, ser circuncidados, e guardar fielmente o Sábado? Assim nós acabaremos sendo como os cristãos das igrejas da Galácia, que desprezaram o evangelho da água e do Espírito e tentaram ser perfeitos diante de Deus por si mesmos.
O mesmo princípio se aplica à fé hoje em dia. Nós, da mesma forma, somos remidos de todos os nossos pecados e alcançamos a salvação crendo no evangelho da água e do Espírito. Não há nada mais que possamos fazer a não ser crer somente nesse evangelho da Verdade e sermos gratos a ele. E uma vez que recebemos a remissão dos nossos pecados, nós temos que cumprir tudo que nos for designado pela fé sendo usados como instrumentos de Deus para pregar com toda nossa gratidão esse evangelho que Ele nos deu. Em outras palavras, nós não precisamos guardar a Lei para alcançarmos a salvação novamente. Ao invés disso, estamos levando uma vida de fé unidos à Igreja de Deus para defender a Palavra do evangelho da Verdade e para pregá-la aos outros pela fé, já que fomos salvos crendo no evangelho da água e do Espírito. O evangelho da água e do Espírito é tão imperfeito assim que você busca complementá-lo guardando a Lei? Todo aquele que tenta se aperfeiçoar exteriormente com certeza é alguém que ainda não nasceu de novo, e que ainda está sob maldição.
Como são os cristãos de hoje em dia então? Apesar deles crerem que Jesus os salvou através do sangue na Cruz, eles continuam afirmando que têm que fazer suas orações de arrependimento freqüentemente para serem santificados. Esse conceito de que alguém por si mesmo tem que fazer algo freqüentemente para ser salvo não passa de uma fé legalista. Eles dizem que têm que ficar acordado a noite inteira orando, num monte bem distante, e em jejum enquanto oram.
Mas Deus só nos responde quando jejuamos e oramos? Ele só nos ouve quando ficamos acordados a noite inteira orando? Se alguém é salvo realmente dos seus pecados só por guardar a Lei e viver uma vida santa, quem poderia ser salvo dos seus pecados? Ninguém, nem uma pessoa sequer, pode ser salvo dessa maneira. A única maneira de se alcançar a salvação é crendo no evangelho da água e do Espírito; não existe outra maneira. A graça e a verdade vêm de Jesus Cristo. É por isso que temos que levar nossa vida de fé confiando no evangelho da água e do Espírito. Nós devemos ter uma vida de fé crendo no evangelho da água e do Espírito pela nossa fé na Palavra da Verdade de Deus.
As igrejas da Galácia estavam espiritualmente confusas, sendo assoladas por escândalos espirituais. Você acha que a Igreja de Deus está completamente livre do engano espiritual? Não, até mesmo na Igreja de Deus há pessoas sem caráter. Os enganadores das igrejas da Galácia pensavam de forma errada, que a salvação era alcançada guardando a Lei, e passaram a ensinar que, além da fé no evangelho, a circuncisão era algo necessário. O apóstolo Paulo passou por sofrimentos terríveis quando pregou o evangelho para eles, e mesmo depois deles aceitarem o evangelho da água e do Espírito, eles o traíram covardemente por aceitarem um evangelho diferente e pregá-lo, afirmando que tinham que guardar a Lei.
 
 

A Graça e a Verdade Vieram Através de Jesus Cristo

 
Jesus salvou você e a mim dos nossos pecados através do evangelho da água e do Espírito. Ele apagou nossos pecados e nos deu o dom da salvação. A verdade indiscutível é que Ele nos salvou vindo a essa terra, sendo batizado, morrendo na Cruz, e ressuscitando dos mortos. Isso é totalmente verdade. Não há outra lei da salvação a não ser esta, que Jesus Cristo nos salvou através do evangelho da água e do Espírito.
Nenhum ser humano pode salvar outro ser humano dos seus pecados. Jesus Cristo é o Filho de Deus e o próprio Deus. Pelo fato do próprio Deus ter nos salvado ao viver nessa terra como homem por algum tempo, todas as obras que Ele realizou são perfeitas. Rejeitar a divindade de Jesus e dizer que Ele é apenas o Filho do homem é algo que fazem os enganadores espirituais hoje em dia. É por isso que nenhum homem pode ser salvo dos seus pecados por outro homem.
Através dessa Palavra em Gálatas, nós temos que saber qual é o verdadeiro evangelho, e devemos viver de acordo com ele. Somente o evangelho da água e do Espírito é a única Verdade, e se não o seguirmos pela fé, tudo mais que enfatize nossas boas obras ou a Lei é impiedade. Crer no evangelho da água e do Espírito, servir ao evangelho, e viver para esse evangelho é fazer a coisa certa. A não ser que vivamos para o evangelho da água e do Espírito, nossa vida será vazia e sem propósito.
Somente quando cremos e seguimos o evangelho da água e do Espírito com nosso coração é que podemos continuar a receber o amor e as bênçãos de Deus. Não importa o quanto nossas obras sejam justas, se nosso coração não tiver fé no evangelho da água e do Espírito, isso então para nós não vale nada. Deus ama aqueles que crêem no evangelho da água e do Espírito em seu coração, e que vivem de acordo com ele. Ao longo do capítulo um de Gálatas, podemos ver como é precioso o evangelho, e como a fé legalista é anátema.
Muitas pessoas têm uma fé legalista justamente por não crerem de coração no verdadeiro evangelho, mas ao contrário deles, você tem que manter seu coração firme colocando sua fé no evangelho da água e do Espírito. Você tem que entender que a fé legalista acabará trazendo somente maldição.
Eu agradeço ao Senhor por Sua graça que nos permite levar uma vida abençoada, com nosso coração inundado do verdadeiro evangelho de Deus.