Проповіді

Assunto 15: A Epístola do Apóstolo Paulo aos GÁLATAS

[Capítulo 5-4] A Vontade do Espírito Santo e os Desejos da Carne (Gálatas 5:13-26)

 A Vontade do Espírito Santo e os Desejos da Carne
(Gálatas 5:13-26)
“Vós, irmãos, fostes chamados à liberdade. Não useis, porém, a liberdade para dar ocasião à carne; mas servi-vos uns aos outros pelo amor. Toda a lei se cumpre numa só palavra, a saber: Amarás ao teu próximo como a ti mesmo. Se vós, porém, vos mordeis e devorais uns aos outros, vede não vos consumais também uns aos outros. Digo, porém: Andai no Espírito, e não satisfareis à concupiscência da carne. Pois a carne deseja o que é contrário ao Espírito, e o Espírito o que é contrário à carne. Estes opõem-se um ao outro, para que não façais o que quereis. Mas, se sois guiados pelo Espírito, não estais debaixo da lei. As obras da carne são conhecidas, as quais são: prostituição, impureza, lascívia, idolatria, feitiçarias, inimizades, porfias, ciúmes, iras, pelejas, dissensões, facções, invejas, bebedices, orgias, e coisas semelhantes a estas, acerca das quais vos declaro, como já antes vos preveni, que os que cometem tais coisas não herdarão o reino de Deus. Mas o fruto do Espírito é: amor, gozo, paz, longanimidade, benignidade, bondade, fidelidade, mansidão, domínio próprio. Contra estas coisas não há lei. E os que são de Cristo Jesus crucificaram a carne com as suas paixões e concupiscências. Se vivemos no Espírito, andemos também no Espírito. Não nos tornemos convencidos, irritando-nos uns aos outros, invejando-nos uns aos outros.”
 
 

O que Significa para Nós Viver Segundo a Vontade do Espírito Santo?

 
Na passagem bíblica acima, o apóstolo Paulo diz: “Andai em espírito”. O que então significa para nós os nascidos de novo fazer realmente a vontade do Espírito Santo de Deus? Significa viver um tipo de vida que agrada a Deus – isto é, pregar o evangelho da água e do Espírito às pessoas para que elas possam receber a remissão dos seus pecados. O que faz nascer a vontade do Espírito Santo em nosso coração e nos faz viver segundo essa vontade é a própria fé no evangelho da água e do Espírito.
Para ter essa fé todos devem ouvir o evangelho da água e do Espírito. Se crermos no evangelho da água e do Espírito em nosso coração, nós seremos despertados para fazer a vontade do Espírito Santo. E já que o Espírito Santo habita em nosso coração, Ele faz brotar essa vontade em nós para que possamos fazer a vontade de Deus.
Todavia, parece que até mesmo os nascidos de novo estão mais inclinados a descobrir os desejos da carne do que a vontade do Espírito. Muito raramente nós somos sensíveis o bastante para descobrir qual é a vontade do Espírito Santo e a deixamos escapar de nós. Por isso, você e eu precisamos estar mais atentos à vontade do Espírito Santo que nasce em nosso coração, e quando nós a descobrimos, não devemos perdê-las, e sim, cumpri-la pela fé.
Na verdade, viver uma vida de fé é o mesmo que viver segundo a vontade do Espírito Santo. Todo dia nós refletimos sobre como podemos pregar o evangelho da água e do Espírito às pessoas. É uma grande alegria ver nosso semelhante sendo salvo com a nossa pregação do evangelho, e quando pegamos esse gostinho, nós ficamos imaginando como podemos pregar o evangelho não apenas para as pessoas ao nosso redor, mas a todas as nações do mundo, e ficamos pensando sobre o que é preciso para pregarmos o evangelho às pessoas do mundo todo. Então consideramos atentamente se vamos precisar de livros ou folhetos, e como vamos levantar colaboradores em cada nação. Por isso é que sempre organizamos cultos de avivamento para salvar as pessoas em determinadas regiões. E tudo isso que nós pensamos vem da vontade do Espírito Santo.
Por esse motivo, aqueles que buscam fazer a vontade do Espírito Santo são capazes de fazer qualquer coisa para pregar o evangelho. Os justos devem viver com sabedoria segundo a vontade do Espírito Santo, pregando a Palavra através do nosso ministério de literatura e dos cultos de avivamento. Mas se nós seguirmos o desejo da carne ao invés de fazermos a vontade do Espírito Santo, nós acabaremos nos tornando pessoas carnais, mas se nos apegarmos à vontade do Espírito e a cumprirmos, nós seremos servos do evangelho que guia almas à salvação.
A vontade do Espírito Santo já nasceu em seu coração? Você se apega a essa vontade quando ela é despertada? Você e eu temos que fazer a vontade do Espírito Santo. “Para quem eu tenho que pregar o evangelho da água e do Espírito agora para que eu possa levar a salvação?” A vontade do Espírito Santo é algo indispensável, e todos temos realmente que viver segundo a vontade do Espírito Santo. A razão pela qual nós temos uma Escola de Missões é para que façamos a vontade do Espírito Santo que é salvar almas. Nossa Escola de Missões não está preocupada em ensinar oratória ou técnicas de pregação para se alcançar simplesmente conhecimento. É para procurar fazer a vontade do Espírito Santo, caminhar com Ele, e obedecer à Sua vontade de pregar o evangelho e salvar almas que nós estamos dirigindo essa Escola de Missões.
O apóstolo Paulo disse que os justos que receberam a remissão dos seus pecados não devem aproveitar a liberdade que Deus lhes deu para seguir os desejos da carne, mas para servir uns aos outros através da fé. Foi por isso que ele disse: “Toda a lei se cumpre numa só palavra, a saber: Amarás ao teu próximo como a ti mesmo” (Gálatas 5:14). Para que nós possamos obedecer a essa Palavra que nos manda amar uns aos outros, nós os nascidos de novo temos de fato que viver para pregar o evangelho da água e do Espírito a todas as almas que ainda não ouviram esse genuíno evangelho. Nada mais do que isso é fazer a vontade do Espírito Santo.
Se tivermos inveja uns dos outros segundo nosso desejo carnal, nós então iremos competir uns com os outros em vão e acabaremos perecendo. Por isso Paulo nos advertiu: “Se vós, porém, vos mordeis e devorais uns aos outros, vede não vos consumais também uns aos outros” (Gálatas 5:15). E ele continuou dizendo: “Digo, porém: Andai no Espírito, e não satisfareis à concupiscência da carne” (Gálatas 5:16). Se nossa prioridade for servir ao evangelho da água e do Espírito de Deus, o desejo da nossa carne então nunca será satisfeito. Contudo, se buscamos o desejo da carne ao invés de buscarmos fazer a vontade do Espírito Santo, nós acabaremos satisfazendo o desejo da carne. É por isso que você e eu temos que viver segundo a vontade do Espírito Santo, colocando nossa fé no evangelho da água e do Espírito.
Se nós priorizarmos a obra espiritual, os desejos da carne então desaparecerão naturalmente. Por outro lado, se nós não andarmos segundo a vontade do Espírito, com certeza então acabaremos andando segundo os desejos da carne. O apóstolo Paulo deixou claro aqui no livro de Gálatas que andar segundo a vontade do Espírito nada mais é do que andar segundo o evangelho da água e do Espírito. O desejo do Espírito Santo para nós é que sigamos o evangelho da água e do Espírito e pertençamos à Igreja de Deus. Se nós, os crentes no evangelho da água e do Espírito seguirmos o desejo da carne acabaremos rejeitando tudo que é espiritual então. Não há razão para que as pessoas não façam parte da Igreja de Deus depois de nascerem de novo. E se isso acontece é porque elas estão buscando o desejo da carne ao invés de fazer a vontade do Espírito Santo.
Portanto, se alguém nasceu de novo, a não ser que ele busque fazer a vontade do Espírito Santo, ele não poderá levar uma vida de fé correta e sua fé acabará fracassando no final. Nós sempre temos dois tipos de desejo, um do Espírito e outro da carne; eles são totalmente contrários, e portanto, se nós buscarmos fazer a vontade do Espírito primeiro, naturalmente vamos conseguir evitar os desejos da carne. Em outras palavras, se andarmos segundo o desejo do Espírito Santo, nós vamos pregar o evangelho ainda mais, e quanto mais nós pregarmos o evangelho da água e do Espírito, menores serão as chances que teremos de satisfazer o desejo da nossa carne. Por isso que nós temos que levar uma vida ainda mais espiritual. E é exatamente por causa disso que Deus está nos mandando andar no Espírito.
O que significa para nós andar no Espírito? Vamos pensar no que estamos fazendo agora. Nós agora estamos servindo ao evangelho da água e do Espírito, trabalhando incansavelmente para pregar o evangelho e orando para que ele seja pregado. E embora estejamos exaustos por dedicarmos toda nossa vida à pregação do evangelho, nossa mente ainda continua atenta e vivemos segundo a vontade do Espírito Santo. Até nesse exato momento em que nós estamos ouvindo este sermão, todavia, é possível que busquemos o desejo da carne. Nós podemos até dormir durante o culto, mas se isso acontecer, não poderemos ouvir a Palavra, e é por isso que mantemos nossa mente atenta para ouvir a Palavra. Isso porque você e eu sabemos qual é a vontade do Espírito Santo. E é por isso que queremos obedecer a Palavra de Deus que nos manda viver segundo a vontade do Espírito, e queremos descobrir a verdadeira satisfação de fazer a vontade do Espírito Santo.
Meus amados irmãos, tem vezes em que nosso coração deseja servir ao Senhor e pregar o evangelho. Mas não tem vezes que esse desejo desaparece totalmente do nosso coração, nos deixando com nada mais do que o desejo carnal que anseia por fazer as obras da carne? Em tempos como este, devemos nos esforçar para fazer a vontade do Espírito. E só assim esse desejo carnal não poderá alcançar você.
O coração dos nascidos de novo é como uma esponja, que fica ensopado de todo líquido que entrar em contato com ele. Se seguirmos o desejo da carne, nosso coração ficará ensopado de desejos carnais. Mas se nós fizermos a vontade do Espírito, nosso coração será preenchido pelo desejo do Espírito Santo. Quando pregamos o evangelho segundo a vontade do Espírito Santo, servirmos ao evangelho, apoiamos a pregação, e nós mesmos saímos para pregar, nosso coração se enche dessas boas obras não deixando nenhum espaço para que o desejo da carne entre em nós. Por outro lado, se nós fizermos as obras da carne, nosso coração então ficará cheio dos desejos da carne, assim como uma esponja colocada na água. Nós temos que entender que nosso coração ficará cheio daquilo que desejamos seguir e daquilo que estivermos interessados, por isso é que nós temos que buscar fazer a vontade do Espírito Santo.
Jesus nos disse: “amarás o teu próximo como a ti mesmo” (Mateus 19:19). Conseqüentemente, temos que dedicar nosso coração à salvação das pessoas sendo determinados segundo a vontade do Espírito Santo, a fim de que todos possam ouvir o evangelho da água e do Espírito. Quando nós saímos para dar testemunho deste verdadeiro evangelho, vemos que há muito que ser feito. Há tantas coisas que temos que fazer para servir ao evangelho da água e do Espírito. Nossas vozes, nosso bens materiais, nosso tempo, nossa dedicação e orações, tudo isso é necessário para salvar uma alma que seja.
É por isso que eu aconselho os novos alunos da nossa Escola de Missões a fazer primeiro a vontade do Espírito Santo em sua vida. E eu aconselho com as mesmas palavras todos os nossos irmãos nascidos de novo no mundo inteiro.
Nós temos que buscar fazer a vontade do Espírito Santo até o fim, mas podemos fazer isso realmente? Se caminharmos fazendo a vontade do Espírito Santo, então poderemos viver pela fé até o fim. Nós temos que viver segundo a vontade do Espírito Santo que nasceu em nosso coração. Nós temos que viver segundo o desejo do Espírito Santo que Deus colocou em nosso coração. Eu gostaria de deixar bem claro para vocês que são alunos da Escola de Missões, nossos irmãos e obreiros, que é absolutamente imprescindível que vivamos antes de tudo para fazer a vontade do Espírito Santo. Só assim poderemos levar uma vida de fé correta.
 
 

Como é Que Você Pode entender Corretamente a Vontade do Espírito?

 
Nós precisamos saber qual é a vontade do Espírito. Só quando entendermos isso é que poderemos deixar de lado todos os nossos outros desejos e fazer apenas a vontade do Espírito. O desejo por si mesmo não é o problema aqui; sem sentir todos esses desejos nossa vida seria triste e vazia. Por isso é que nós precisamos ter no mínimo algum tipo de desejo, e esse desejo deve vir do Espírito Santo. Se alguém tem em si esse desejo do Espírito Santo, ele é uma pessoa perfeita.
Deus purificou a alma de todos com o evangelho da água e do Espírito. O problema, todavia, é que muitas pessoas ainda não ouviram as boas novas e estão indo para o inferno.
Outro dia eu vi uma linda fonte jorrando e espalhando águas cristalinas por todo lado. A luz do sol refletida naquela fonte era algo realmente lindo. Gotas d’água caíam por todo lugar quando ela jorrava. E não havia apenas um jato d’água jorrando da fonte. A velocidade era controlada para que quando um jato d’água estivesse caindo, outro se encontrasse com ele no ar e ambos se espalhassem como que fazendo uma dança, tudo bem orquestrado o tempo todo. Era algo tão lindo que eu pensei comigo mesmo: “Ah, como eu gostaria que o evangelho do batismo de Jesus e da Sua Cruz cobrisse o mundo inteiro de forma tão linda assim!” Então eu comecei a meditar: “O que eu preciso fazer para pregar o evangelho da água e do Espírito no mundo todo e cobrir o mundo inteiro com esse evangelho?”
O homem tem dois tipos de desejo: o desejo do Espírito Santo e o desejo da carne. Dependendo de qual alguém venha a escolher, ele pode se tornar um servo de Deus ou um servo do mundo. Quando o apóstolo Paulo compreendeu isso, ele disse: “Andai no Espírito, e não satisfareis à concupiscência da carne”, e todos nós os nascidos de novo temos que entender o significado dessa passagem e crer nela. Esta passagem é crucial para que cada um de nós, dos nossos alunos da Escola de Missões a todos os nossos irmãos, nossos servos de Deus e até eu mesmo venhamos entender e guardar em nosso coração.
Nós temos que ter esse desejo do Espírito Santo. A não ser que tenhamos esse desejo do Espírito Santo, nós acabaremos levando uma vida de fé em vão. Se alguém não tem o desejo do Espírito Santo mesmo depois de nascer de novo crendo no evangelho da água e do Espírito ele então é um homem carnal. Na verdade, os justos não são ninguém a não ser que eles façam a vontade do Espírito. Nós temos que fazer a vontade do Espírito Santo.
 
 
Qual é a Vontade do Espírito Santo Então?
 
A vontade do Espírito Santo não é outra a não ser que nós preguemos o evangelho da água e do Espírito às pessoas que ainda não nasceram de novo para salvá-las. Isso é o mesmo que cumprir o mandamento do Senhor: “Amarás o teu próximo como a ti mesmo”. É um desejo muito válido querermos levar as pessoas do mundo todo a receber a remissão de pecados. É por causa desse desejo do Espírito Santo que pensamos: “O que há de bom em pregar o evangelho”? E por essa razão é que nós estamos ansiosos para pregar o evangelho, trabalhando e nos esforçando para anunciar o evangelho.
Mas e aqueles que não sentem esse desejo do Espírito? Eles ficam se gabando de como sua igreja é grande e de quanto é recolhido como oferta toda semana. Eles se sentem satisfeitos com essas coisas. Isso porque o propósito da sua vida não é a salvação de almas, mas viver segundo o orgulho e os desejos da sua carne. Todo aquele que não crê no evangelho da água e do Espírito e ainda não nasceu de novo vive somente segundo a ganância da sua carne, sejam eles pastores ou membros. Essas pessoas se alimentam da concupiscência da sua carne, não com a vontade do Espírito. Por mais que tentem eles não conseguem fazer a vontade do Espírito. Isso porque eles não receberam a remissão dos seus pecados, e portanto, o Espírito Santo não habita em seu coração. Já que o Espírito Santo não habita em seu coração, como é que Seu desejo pode nascer nele?
Entretanto, aqueles que sentem o desejo do Espírito Santo pregam o evangelho da água e do Espírito. E ao fazerem isso, eles estão salvando almas, levando-as a ser guiadas pelo Espírito, e ensinando a essas pessoas nascidas de novo a levar uma verdadeira vida de fé. Eles vivem segundo a vontade do Espírito, dão o fruto do Espírito como amor, bondade, paz, e temperança, e dedicam sua vida para salvar outras almas, perseverando e suportando tudo pacientemente.
Todo aquele que nasceu de novo através do evangelho da água e do Espírito tem que sentir o desejo do Espírito Santo. A Bíblia diz: “Depois, havendo a concupiscência concebido, dá à luz o pecado; e o pecado, sendo consumado, gera a morte” (Tiago 1:15). Quando o desejo da carne dá à luz ao pecado ao ser concebido, o pecado traz a morte quando é consumado, mas quando o desejo do Espírito é concebido, almas são salvas para receber a vida eterna. Fazer a vontade do Espírito Santo é algo absolutamente indispensável para os nascidos de novo.
Por algum tempo eu cheguei a pensar que todo desejo era ruim. Existe um antigo provérbio coreano que diz: “Trate o ouro como se fosse uma pedra”. Eu me lembro especialmente desse provérbio desde que era criança. E de tempos em tempos eu o tenho gravado em meu coração para considerar o ouro não mais de uma pedra comum, sempre determinado a nunca ser cativado pelo materialismo. Eu tento não ter nenhuma ganância, pois acho que meu coração iria se corromper e eu me tornaria um homem mau se me deixasse levar pelo materialismo.
Entretanto, quando eu recebi a remissão dos meus pecados e li a Bíblia, eu descobri que havia um tipo de desejo que eu devia ter. E este desejo era o do Espírito Santo. Melhor dizendo, Deus me deu o desejo do Espírito Santo e me disse para viver segundo esse desejo.
Quase todos os santos nascidos de novo se adaptam muito bem à Igreja, mesmo a princípio sabendo muito pouco sobre a vida de fé. E mesmo que eles não tenham o desejo do Espírito, ainda assim eles seguem a Igreja conforme ela os orienta. No entanto, se eles quiserem mesmo viver como obreiros de Deus, eles precisarão então dar um passo à frente, reconhecendo o desejo do Espírito e o cumprindo por vontade própria. Só assim eles terão em si o desejo do Espírito e o seguirão, pensando: “Eu também quero que outras almas sejam salvas. Eu tenho que fazer o que for preciso para salvar essas almas”. Eu sou muito grato porque agora temos o desejo do Espírito em nosso coração.
Quando um desejo assim nasce em nosso coração, nós não podemos deixar isso de lado e ignorá-lo. Nós não podemos extinguir o desejo do Espírito. Se nós rejeitarmos o desejo do Espírito Santo assim que ele nasce em nós não teremos mais nada. É por isso que nós os justos nunca devemos reprimir ou deixar que o desejo do Espírito se perca. Sempre que nascer em nós o desejo do Espírito temos que entender que ao invés de nos fazer sofrer, isso fará um bem enorme à nossa alma; e sempre que nós sentirmos esse desejo espiritual, nós devemos segui-lo imediatamente. Quando somos despertados pelo nosso desejo de pregar o evangelho, temos simplesmente que pregar o evangelho, e quando nós sentimos o desejo de servir ao evangelho com todas as nossas forças, temos que servir ao evangelho então com tudo que temos.
Nós servimos ao evangelho de várias maneiras, e muitas vezes damos oferta na Igreja para a pregação do evangelho. Às vezes quando o desejo do Espírito move nosso coração ele nos leva a ofertar muito mais ainda. Quando isso acontece, se nós reprimirmos esse desejo, dissermos não a ele e o desprezarmos, isso será o mesmo que extinguir o desejo do Espírito Santo.
Nós devemos fazer a vontade do Espírito Santo da forma mais simples. Se nós sentirmos o desejo de servir ao Senhor da maneira que podemos, devemos então servir ao Senhor como uma criança inocente. Só então poderemos dar muitos frutos do Espírito. Quando nosso coração quiser pregar o evangelho, nós temos que sair e pregar o evangelho; quando quisermos dedicar nossa vida inteiramente à obra do evangelho, nós temos que ser obreiros e ofertar toda nossa vida a Deus; e quando quisermos servir ao Senhor de todas as formas possíveis, nós temos que servir ao Senhor totalmente assim. É isso que significa fazer a vontade do Espírito Santo.
Muitas vezes nós ignoramos a vontade do Espírito Santo. Nós somos insensíveis demais para sentir e entender a vontade do Espírito Santo e fazê-la. E mesmo que Deus faça nascer certos desejos espirituais em nós, ficamos relutantes demais para realizá-los. No que se refere à vontade do Espírito, você não está trilhando o caminho errado, arrastando seus pés e mal conseguindo se manter no caminho? E quando o Espírito Santo faz nascer em você um simples desejo, você não hesita demais antes de cumpri-lo?
Quando o Espírito Santo desperta em nós um desejo, podemos cumpri-lo na mesma hora se nos apegarmos a ele, e quando fazemos isso novamente para cumprir outro desejo do Espírito que vem acompanhado com mais desejos ainda, nós conseguimos seguir adiante sem nenhum impedimento. Apesar disso, se ficarmos parados e não seguirmos a orientação do Espírito Santo quando Ele tenta nos inspirar para fazer algo, isso não vai ser muito decepcionante para nosso Senhor? O Senhor disse que vomitaria da Sua boca todo aquele que não fosse nem frio nem quente, mas morno.
Se o Espírito Santo habitar em nosso coração poderemos saber qual é a Sua vontade. É o Espírito Santo que faz nascer esse desejo dentro de nós. Em outras palavras, o Espírito Santo vem apenas sobre aqueles que são nascidos de novo através do evangelho da água e do Espírito, e Deus faz nascer esse desejo somente naqueles em que o Espírito Santo habita. Sendo assim, só aqueles que nasceram de novo crendo no evangelho da água e do Espírito têm o desejo de servir ao Senhor, pregar esse evangelho, e fazer obedientemente a vontade do Espírito Santo.
Quando alguém que sente o desejo de fazer a vontade do Espírito trabalha com alguém que não tem esse desejo, ele está propenso a ficar muito frustrado, furioso e descontrolado. Já que eles não vivem segundo a vontade de Deus nem seguem o Espírito Santo, como poderemos dar um passo a mais que seja com essas pessoas? Ao mesmo tempo, os líderes da Igreja não podem abandoná-los à sua própria sorte porque isso será muito frustrante para eles. Moisés, que guiou o povo de Israel, não pôde fazer a vontade do Espírito Santo sozinho, mas mesmo assim não deixou o resto do povo para trás e também não disse a eles: “Façam o que vocês quiserem, e sigam quem vocês quiserem”. Ao contrário, Moisés os guiou como seu líder.
Quando Moisés disse: “Jeová nos deu a terra de Canaã, vamos em frente!” havia alguns israelitas que por trás dele ficavam reclamando, e essas pessoas geralmente ficavam para trás. Entretanto, eles continuavam reclamando e murmurando: “Por que você nos trouxe aqui para morrermos de fome nesse deserto? Não havia covas suficientes no Egito para que você nos trouxesse aqui para sermos enterrados pelas águas do Mar Vermelho?” Aqueles que seguiram Moisés de perto puderam ver milagres, o seguiram sem duvidar e louvaram a Deus. Mas aqueles que seguiram Moisés de longe só porque não tinham outra escolha, todos eles blasfemaram contra Deus, O acusaram e apontaram seu dedo para Ele. E você? Que tipo de pessoa você é? Como aqueles que seguiam o servo de Deus Moisés de perto e desfrutavam de tudo que é bom, você tem fazer parte da Igreja de Deus e seguir seu líder bem de perto para onde ele te levar.
Se dependesse de mim, eu teria feito tudo sozinho. Mas na verdade, há muitas atitudes ditatoriais quando se faz a obra de Deus. Deus, acima de tudo, é um ditador. Deus disse que só Ele deve ser glorificado, porque Ele é um único Deus e o único objeto da nossa adoração, nosso único Salvador, e o único que é Onipotente. Assim como Deus nos salvou porque Ele quis nos salvar, e assim como Ele nos criou porque quis nos criar, Deus fez tudo conforme Sua vontade e demonstra tudo isso sem reservas através dos Seus servos. Por isso, quando alguém diz: “essa igreja afirma ser a Igreja de Deus, mas ela funciona como uma ditadura”, eu digo a eles: “por que você levou tanto tempo que descobrir isso? A Igreja por natureza é uma ditadura. Alguém que está sob um ditador é outro ditador, um ditador que faz a vontade do Espírito. Um verdadeiro líder é aquele que não aceita nada a não ser a vontade do Espírito.”
Por isso, meus amados irmãos, vamos fazer a vontade do Espírito. Deus faz nascer certos desejos espirituais em nosso coração, e quando isso acontece, você tem que permitir a você mesmo realizá-los. Longe de extinguir esse desejo do Espírito, você tem que realizá-lo. Deus nos alertou para não mordermos nem devorarmos uns aos outros, mas para fazermos a vontade do Espírito Santo ao invés disso, a fim de que nós não sejamos consumidos uns pelos outros.
Se ao invés de sermos zelosos em relação à pregação do evangelho da água e do Espírito e não nos interessarmos pela obra de salvar almas, se nos preocuparmos somente em nos exaltar, ficarmos discutindo sobre quem é o melhor, impedindo o evangelho de ser pregado, ou mancharmos a reputação uns dos outros com boatos infundados, estaremos então nos opondo ao Espírito Santo. Isso nada mais seria do que seguir os desejos da carne e buscar nossa própria destruição. As muitas religiões deste mundo e os valores seculares que provocam os desejos da carne não nos deixam em paz, nós que cremos na Verdade do evangelho da água e do Espírito. Em termos carnais, nós somos considerados fracos quando não seguimos os desejos da carne. E por isso é que temos que entender como o mundo tenta nos atacar persistentemente no nosso ponto fraco. Eu exorto todos vocês a não aceitar mais tudo aquilo que quer fazê-los desviar.
A bíblia chama os religiosos deste mundo de caçadores (Gênesis 10:9). O caçador mata um animal por esporte, mas um caçador poderoso caça a alma das pessoas. Esses caçadores poderosos não passam de servos de Satanás. O seu principal ministério é se opor àqueles que pregam o evangelho da água e do Espírito e impedir que eles preguem esse evangelho. Estes são aqueles que seguem os desejos da carne, que consideram um ministério bem sucedido ter uma igreja enorme com muitos membros.
Se alguém prega o evangelho da água e do Espírito de Deus, nós temos que respeitá-lo. Não existe outra obra neste mundo mais linda e importante do que pregar o evangelho da água e do Espírito. Embora haja muitas pessoas neste mundo que invocam a Palavra de Deus nas suas pregações, poucos realmente pregam a Verdade sobre a remissão de pecados do evangelho da água e do Espírito. Por mais que um pregador se sobressaia ao pregar seu sermão, se ele não pregar o evangelho da água e do Espírito ele não pode então ser considerado um verdadeiro pregador.
Independente de como um pregador seja excelente, ele não é tão valioso como os pregadores do evangelho da água e do Espírito. É por isso que muitas pessoas estão espalhando mentiras simplesmente por não saberem o que é valioso, e o que é valioso é a vontade de Deus. A vontade de Deus é que nós andemos em Espírito e façamos Sua vontade, mas essas pessoas não entendem isso, e é por isso que todos os dias elas discutem umas com as outras por coisas simples, estão sempre contra Deus e tentando prejudicar aqueles que estão pregando o evangelho da água e do Espírito. Essas pessoas não deveriam fazer isso, e você também não deve ser como elas. Ao invés de perseguir aqueles que estão pregando o evangelho da água e do Espírito, você deve respeitá-los da maneira que eles merecem.
Para que nós não busquemos os desejos da carne e não os realizemos, temos que fazer a vontade do Espírito. Se nós fizermos a vontade do Espírito Santo, naturalmente então será impossível satisfazermos o desejo da carne, já que ninguém consegue seguir dois desejos totalmente opostos ao mesmo tempo. Você pode tirar uma soneca na hora do almoço e ao mesmo tempo dar testemunho do evangelho? Não, você não pode fazer isso ao mesmo tempo. Se você procurar fazer a vontade do Espírito, é óbvio que você não poderá seguir os desejos da carne. Melhor dizendo, se alguém procurar fazer a vontade do Espírito os desejos da carne vão sumir naturalmente, assim como ninguém pode pregar a Palavra e pecar ao mesmo tempo.
Nós não vencemos os desejos da carne lutando contra eles e tentando resolvê-los por nós mesmos, dizendo: “Eu vou lutar contra os desejos da carne e vencê-los”. Ao contrário, é quando fazemos a vontade do Espírito que passamos a caminhar não mais segundo nossos desejos carnais. Quando nós fazemos a vontade do Espírito, os desejos da carne não têm mais direito sobre nós e por isso são vencidos pela vontade do Espírito Santo. Se você entrar no ringue e seu adversário não aparecer para a luta, você vai vencer por desistência e o cinturão será seu. Da mesma forma, se você fizer a obra de Deus com dedicação, buscar fazer a vontade do Espírito com dedicação, e servir ao evangelho com sabedoria, você então não terá mais tempo para satisfazer os desejos da carne, e por isso a vontade do Espírito se cumprirá na sua vida.
Já que queremos dar testemunho do evangelho, como é que nós podemos freqüentar a praça de alimentação de um shopping? Já que nós estamos trabalhando duro para levantar recursos para servir ao evangelho, como é que podemos perder tempo indo para o teatro ou para o cinema todo fim de semana? Já que não temos tempo para isso, é natural que desistamos dos desejos da carne. É assim que podemos vencer os desejos da carne facilmente. É por isso que temos que fazer a vontade do Espírito e encorajar os outros a fazer isso também. “Mesmo que isso seja tudo que eu posso fazer pelo Senhor por agora, eu quero servi-Lo muito mais”. Temos que alimentar esse desejo dentro de nós.
O Espírito Santo me orienta muito em relação a Sua vontade. O dia da volta do Senhor a essa terra está cada vez mais próximo. E é muito decepcionante para mim não realizar a vontade do Espírito por completo. Que ajuda financeira nós temos para publicar diferentes tipos de literatura do evangelho e nossa série de crescimento espiritual? Se formos encorajados e fortalecidos por tudo que recebemos segundo a vontade do Espírito, não tem porque não conseguirmos esses recursos financeiros, e também não há nenhuma razão para que nós não publiquemos nossos livros no mundo todo em cada idioma.
Até agora já publicamos mais de 200 títulos em dezenas de idiomas. Muito dinheiro foi gasto nesse ministério. Mas isso é resultado de toda a orientação que nós recebemos conforme a vontade do Espírito Santo. Plantar igrejas também é resultado da orientação que recebemos segundo a vontade do Espírito Santo. Nós ficamos pensando como pudemos fundar igrejas por toda a Coréia, mas nós realizamos isso com algo que nos foi dado porque nosso coração deseja fazer a vontade do Espírito. Decididos a realizar essa obra, nós fundamos novas igrejas pela fé porque era nosso desejo salvar almas aqui. Nós também enviamos missionários para pregar na China e salvar a alma do povo chinês dos seus pecados por causa da orientação que recebemos conforme a vontade do Espírito Santo.
O fato de estarmos tentando pregar o evangelho no mundo inteiro também é resultado de toda a orientação dada a nós segundo a vontade do Espírito Santo. Já que nosso Senhor disse: “Mas recebereis poder, ao descer sobre vós o Espírito Santo, e sereis minhas testemunhas, tanto em Jerusalém com em toda a Judéia e Samaria, e até os confins da terra” (Atos 1:8), Ele quer que todos sejam salvos do pecado. Dar valor à vontade de Deus e obedecê-la é o mesmo que fazer a vontade do Espírito. Por isso, não devemos desejar as coisas carnais, mas temos que ter um desejo enorme de realizar coisas espirituais quando isso nos for dado.
Nossa Missão iniciou seu ministério mundial muito tarde. Mas mesmo assim ela cresceu mais do que qualquer agência missionária. Eu não estou me gabando por sermos maior do que qualquer outra comunidade cristã, mas eu só estou dizendo que só foi possível pregar esse verdadeiro evangelho no mundo todo porque buscamos fazer a vontade do Espírito Santo. Nas comunidades cristãs do mundo, o evangelho da água e do Espírito não está presente, e é por isso que nesse tempo todo elas não fizeram nenhum progresso espiritual.
Se nós trabalharmos duro somente por mais três anos, nós alcançaremos o mundo inteiro com o evangelho da água e do Espírito. E isso com certeza acontecerá porque é a vontade do Espírito Santo. Ao contrário das igrejas do mundo que não são guiadas pelo Espírito Santo nem têm lideres espirituais, nós conhecemos bem a vontade do Espírito porque nós cremos na Verdade do evangelho da água e do Espírito. E é por isso que nós faremos a vontade de Deus segundo o desejo do Espírito.
Na verdade, nosso desejo é pregar essa Verdade, que é o evangelho da água e do Espírito, no mundo todo, e nós estamos fazendo isso realmente. E queremos pregar esse evangelho com mais intensidade ainda na Coréia para que todos sem exceção possam ouvir esse evangelho da água e do Espírito. Assim como a chuva cai do céu e molha toda a terra, e toda forma de vida é regada pela chuva, nós pregaremos o evangelho da água e do Espírito no mundo inteiro para que todos possam ouvir esse genuíno evangelho pelo menos uma vez. Queremos que todos sintam o desejo de nascer de novo recebendo a remissão de pecados. Nosso coração deseja que as pessoas do mundo todo sejam salvas do pecado. Não queremos perder nenhuma alma, nem uma sequer. Nós queremos que todos ouçam o evangelho da água e do Espírito. Esse é o desejo do Espírito Santo que nasceu em nosso coração.
Todos nós temos que viver segundo a vontade do Espírito Santo. As pessoas estão morrendo porque não vivem segundo essa vontade do Espírito, mas segundo os próprios desejos da sua carne.
Se fizermos a vontade do Espírito, nós poderemos todas as coisas naquele que nos fortalece (Filipenses 4:13). Quando nós estávamos construindo nosso centro de recuperação, nossa situação financeira ficou tão precária que tivemos que parar a construção por causa de alguns míseros milhares de dólares. Naquela época, eu orei a Deus para que nos desse 30 milhões de dólares para pregarmos o evangelho no mundo todo. Meus colaboradores disseram que quando eles ouviram minha oração eles pensaram: “De onde nós vamos tirar tanto dinheiro?” No entanto, desde esse dia Deus nos tem provido com os recursos financeiros de várias formas, e Ele nos capacitou para fazermos uma obra ainda maior. Agora, quando eu penso sobre isso eu me arrependo de não ter pedido mais dinheiro ao Senhor.
Nós temos que ter um desejo espiritual realmente. Nós temos que viver para fazer a vontade do Espírito. Ao invés de invejarmos uns aos outros e ficarmos brigando segundo aquilo que somos ou não somos na carne, nós temos mesmo é que viver segundo a vontade do Espírito pela fé no evangelho da água e do Espírito. A coisa mais linda e valiosa é vivermos segundo a vontade do Espírito Santo. Nós recebemos essa graça de Deus. É por isso que o apóstolo Paulo nos aconselhou a vivermos segundo a vontade do Espírito Santo dada por Deus.
Hoje em dia, nós estamos ensinando na Escola de Missões, e o motivo pelo qual temos uma Escola de Missões é para que vocês possam viver segundo a vontade do Espírito Santo. E nós agora estamos mesmo vivendo segundo a vontade do Espírito. Se nós tivéssemos confiado somente nas ofertas da nossa igreja e não no nosso ministério de fazer tendas, nós poderíamos ter fundado a Igreja de Deus em todos os lugares e publicado e distribuído tantos livros do evangelho? Não, nós não teríamos realizado esses ministérios. Atualmente, nossos irmãos estão achando muito difícil viver assim, e por isso não estão dando muitas ofertas na Igreja. Ao invés de dedicarem sua vida para servir ao Senhor, eles têm que cuidar dos seus familiares primeiro e só depois dar oferta do que sobrou, e é por isso que eles são tão limitados. Já que eles não podem dar oferta porque têm que cuidar dos seus familiares, as ofertas na Igreja tendem a diminuir. Então, se nós esperarmos somente receber a oferta dos santos não poderemos fazer nada, e é por isso que nossos obreiros levantam recursos por si mesmo trabalhando duro para isso.
Já que nossos obreiros dedicam toda sua vida para servir ao evangelho, trabalham juntos para levantar recursos, e se oferecem para apoiar nosso ministério, sempre há um fluxo constante de fundos. Mas parece que os recursos financeiros da nossa Missão estão sempre acabando. A razão disso é muito simples: por querermos demais fazer a vontade do Espírito, nós gastamos todas as nossas finanças para salvar almas. Quando o desejo do Espírito é abundante em nosso coração, os recursos financeiros acabam aumentando. Deus se agrada de nós e nos dá recursos financeiros abundantes porque nós não estamos trabalhando com o propósito de termos muitos membros para construirmos uma mega igreja, mas nosso único propósito é pregar o evangelho da Verdade para guiar as almas à salvação e levar os salvos a viver para a justiça. Considerando o fato de que temos que pregar na Coréia plantando igrejas, e pregar para as pessoas em outros países com nossa literatura para salvar sua alma também, nossa vida como justos se resume em plantar igrejas e publicar e distribuir nossa literatura do evangelho para que todos venham a crescer espiritualmente.
Existe um provérbio oriental que diz: “Se um homem sábio não ler um livro pelo menos uma vez por dia, sua garganta vai ficar seca”. Da mesma forma, se não trabalharmos para Deus pelo menos uma vez por dia, nós não teremos alegria alguma por viver neste mundo. O que quer que façamos, temos que fazer a obra de Deus, e só então teremos alegria na nossa vida. Publicando nossos livros ou trabalhando para levantar recursos financeiros, temos que fazer tudo isso para pregar o evangelho de Deus. Só então teremos alegria em nossa vida; mas se por outro lado vivermos para nossa carne, até o apetite nós iremos perder. Isso porque o Espírito Santo que habita em nós não se agrada quando só vivemos para satisfazer a carne.
Todo aquele que nasceu da água e do Espírito tem que viver inegavelmente segundo a vontade do Espírito Santo.