布道

Assunto 15: A Epístola do Apóstolo Paulo aos GÁLATAS

[Capítulo 6-2] Nós Temos que Deixar as Nossas Orações de Arrependimento Sabendo que Elas São um Erro (Gálatas 6:1-10)

Nós Temos que Deixar as Nossas Orações de Arrependimento Sabendo que Elas São um Erro
(Gálatas 6:1-10)
“Irmãos, se alguém for surpreendido nalguma ofensa, vós, que sois espirituais, corrigi o tal com espírito de mansidão. Mas olha por ti mesmo, para que não sejas também tentado. Levai as cargas uns dos outros, e assim cumprireis a lei de Cristo. Se alguém pensa ser alguma coisa, não sendo nada, engana-se a si mesmo. Mas prove cada um a sua própria obra. Então terá motivo de glória só em si mesmo, e não em outrem, pois cada qual levará o seu próprio fardo. E o que é instruído na palavra, reparta todas as coisas boas com aquele que o instrui. Não vos enganeis: Deus não se deixa escarnecer. Tudo o que o homem semear, isso também ceifará. O que semeia na sua carne, da carne ceifará a corrupção; o que semeia no Espírito, do Espírito ceifará a vida eterna. E não nos cansemos de fazer o bem, pois a seu tempo ceifaremos, se não houvermos desfalecido. Então, enquanto temos oportunidade, façamos o bem a todos, mas principalmente aos da família da fé.”
 
 
Eu tratei de muitos assuntos em Gálatas até agora, porém para me aprofundar mais na Epístola de Gálatas, eu preciso ainda pregar mais sermões. Isso porque a Palavra em Gálatas é muito abundante e traz muitas lições espirituais para serem tratadas.
O motivo que fez com que o apóstolo Paulo escrevesse essa epístola é o seguinte: havia alguns da circuncisão nas igrejas da Galácia que tinham vindo do Judaísmo e estavam confundindo a fé dos crentes no verdadeiro evangelho da água e do Espírito. Foi por isso que o apóstolo Paulo disse: “Mas faço-vos saber, irmãos, que o evangelho que por mim foi anunciado não é segundo os homens. Não o recebi, nem aprendi de homem algum, mas pela revelação de Jesus Cristo” (Gálatas 1:11-12), e ele também descreveu a si mesmo como “apóstolo (não da parte de homens, nem por homem algum, mas por Jesus Cristo, e por Deus Pai, que o ressuscitou dentre os mortos)” (Gálatas 1:1). O apóstolo Paulo deixou bem claro que nem o evangelho por ele anunciado nem o seu apostolado vinham de homem algum, mas de Deus.
Paulo confessou que havia sido crucificado com Cristo e ressuscitado com Ele. Ele disse: “Todos vós sois filhos de Deus pela fé em Cristo Jesus, pois todos vós que fostes batizados em Cristo, vos revestistes de Cristo” (Gálatas 3:27). Em outras palavras, a mensagem principal de Paulo dizia que é crendo no evangelho da água e do Espírito que todos recebem o batismo espiritual que os leva a morrer com Jesus Cristo e a nascer de novo para ter uma nova vida.
Quando lemos o livro de Gálatas precisamos conhecer e entender a situação que as igrejas da Galácia estavam passando naquela época, e compreender que Paulo estava falando sobre a fé enganosa dos da circuncisão. Essa fé enganosa e legalista foi passada a essa geração e o resultado dessa evolução nada mais é do que a fé nas orações de arrependimento. Para ser muito sincero, os cristãos de hoje crêem que podem purificar os seus pecados através das orações de arrependimento, mas Paulo deixou bem claro que essa fé está corrompida.
Nós temos que entender aqui que o evangelho pregado por Paulo era o evangelho da água e do Espírito. Sendo assim, todo aquele que quiser encontrar o Salvador Jesus Cristo tem que conhecer primeiro o evangelho da água e do Espírito e crer nele. Somente quando cremos no evangelho da água e do Espírito é que podemos morrer com Jesus Cristo e ressuscitar com Ele. E aqueles que crêem no evangelho da água e do Espírito podem levar uma vida de fé segundo esse evangelho tendo uma fé verdadeira.
Enquanto interpretava e pregava sobre o livro de Gálatas, eu me lembrei uma vez de como nós os crentes no evangelho da água e do Espírito recebemos tremendas bênçãos espirituais de Deus. Além disso, a epístola aos Gálatas é a Palavra da Verdade que nos mostra que existe um erro na fé nos cristãos de hoje, que afirmam que os seus pecados são purificados com suas orações de arrependimento. Originalmente esta Palavra foi escrita para explicar porque a fé legalista vinda do Judaísmo e que afligia os crentes da Igreja Primitiva era um erro, e para expor também o erro da doutrina do arrependimento que vários cristãos acreditam hoje em dia. Por um lado é muito importante para nós o ministério de pregar a fé no evangelho da água e do Espírito, e por outro lado apontar a fé errada das pessoas. Se Deus não tivesse escrito o livro de Gálatas, hoje em dia nós não conseguiríamos entender porque as orações de arrependimento são uma doutrina enganosa. Sem o livro de Gálatas, em outras palavras, nós não poderíamos demonstrar com sucesso que a doutrina que afirma purificar os pecados das pessoas através das orações de arrependimento está incorreta. Nesse caso, nós não teríamos como levar muitas pessoas a ter uma fé correta crendo no evangelho da água e do Espírito. Mas felizmente, no entanto, nós temos a Palavra da Verdade que nos mostra de forma bem clara o que é certo e o que é errado.
Antes de tudo, nós temos que entender a Verdade do evangelho da água e do Espírito. Então iremos entender que é uma crença totalmente enganosa pensar que as pessoas podem purificar seus pecados fazendo orações de arrependimento. Ao nos dar o exemplo da fé errada dos da circuncisão, o apóstolo Paulo nos explica de maneira bem clara o erro das orações de arrependimento. E como nós somos privilegiados pelo apóstolo Paulo estar nos mostrando a contradição que há nas orações de arrependimento e as explicando para nós! Da mesma forma, nós podemos explicar aos cristãos de hoje que adotam uma fé errada nas orações de arrependimento os erros da sua fé. Já que nós os crentes no evangelho da água e do Espírito podemos provar agora o erro das orações de arrependimento, se tornou algo fácil demais então pregar esse genuíno evangelho.
No último capítulo de Eclesiastes, a Bíblia diz: “Não há limites para fazer livros, e o muito estudar é enfado da carne” (Eclesiastes 12:12). E essa é a questão realmente, porque nosso ministério de literatura é infinito. Já que nós começamos esse ministério, temos que estar sempre publicando novos livros. Palavras simples podem ser facilmente corrigidas quando se fala algo errado, mas contando que as pessoas possam entender umas as outras, uma frase mal construída não seria um grande problema numa conversa. Por outro lado, escrever requer de nós o uso de uma linguagem formal para que possamos passar exatamente o que nós estamos tentando dizer. Frases mal feitas podem ser distorcidas pelo leitor. É por isso que escrever é um trabalho muito árduo.
Entretanto, nosso ministério de literatura é absolutamente indispensável, e é por isso que nós estamos publicando nossos livros. Eu tenho plena certeza que nosso ministério de literatura é o meio mais eficaz de anunciarmos o evangelho da água e do Espírito. E eu estou muito feliz e grato a Deus por Ele nos ter confiado essa obra. O ministério de literatura é algo muito útil para pregarmos o evangelho da água e do Espírito. Por isso que não podemos parar essa obra e agradecemos a Deus cada vez mais por Ele tê-la confiado a nós.
Uma terra não cultivada é chamada de terra improdutiva. Muitas ervas daninhas crescem em terras improdutivas. Para retomar o cultivo de um campo que ficou improdutivo muitos anos, um fazendeiro tem que arar o solo antes de tudo, e depois tirar todo o mato, os arbustos e as ervas daninhas. Mas se ele semear a terra antes de fazer isso, as sementes não poderão criar raízes por causa do mato e dos arbustos, e até mesmo se alguma semente penetrar o solo e criar raízes, ela será sufocada pelo mato e acabará morrendo.
Da mesma forma, se nós queremos pregar o evangelho da água e do Espírito no mundo todo, não podemos apenas semear o evangelho da água e do Espírito no coração das pessoas que está em ruínas. Isso porque o coração das pessoas é como uma terra improdutiva, cheio de falsas doutrinas, e se a semente da vida, que é o evangelho da água e do Espírito, só for jogada nessa terra, por melhor que ela seja, ela irá morrer. Isso porque, para tentamos semear o reino da fé, nós primeiro temos que arrancar as ervas daninhas que são as falsas doutrinas, e só então plantar a semente do evangelho da água e do Espírito. Nós temos seguido esses passos cuidadosamente e pregado o evangelho da água e do Espírito no mundo todo de uma forma bem metódica até hoje.
Através dos sermões sobre o Tabernáculo, nós temos dado um testemunho muito detalhado de que apenas o evangelho da água e do Espírito é a única Verdade. Por isso, somente quando explicamos em detalhes como exatamente a fé dos cristãos de hoje está errada é que eles conseguem concordar com nossos ensinamentos e retornar para a fé correta. Por esse motivo, nós temos que explicar primeiro em cada língua, para cada tribo e nação, onde sua fé se desviou, e também provar para eles que o evangelho da água e do Espírito está certo. Quando pregamos o evangelho da água e do Espírito para eles, é muito importante mostrar os erros da sua fé detalhadamente. Isso porque todos podem se desviar, menos aquele que tem fé no evangelho da água e do Espírito.
Portanto, eu quero deixar bem claro aqui como está errada a fé dos cristãos atuais que buscam receber a remissão dos seus pecados fazendo orações de arrependimento. E eu também não quero deixar nenhuma dúvida quanto ao fato de que eles jamais poderão receber de Deus a remissão dos seus pecados através da sua fé errada. Assim como a fé enganosa dos da circuncisão nas igrejas da Galácia afirmava que os santos só poderiam fazer parte do povo de Deus se fossem circuncidados, a crença atual de que as orações de arrependimento são indispensáveis também é uma crença errada. Nós temos que explicar para todo mundo o erro que são as orações de arrependimento, e no coração dos que aceitarem nossa explicação, temos que plantar a semente do evangelho da água e do Espírito. Somente então a semente finalmente vai ser plantada de modo correto, crescer e dar frutos. Mesmo que seja muito duro a obra que nós estamos fazendo, quando olhamos para os frutos do nosso trabalho não temos como deixar de agradecer a Deus.
Quando nós lemos o livro de Gálatas podemos entender a diferença fundamental entre o evangelho da água e do Espírito e os falsos evangelhos, e isso nos ajuda muito em nossa vida de fé. Ao longo do livro de Gálatas nós também podemos crescer muito na fé. O Senhor nos ensinou como entender os outros evangelhos que estão surgindo. Eu acredito que Deus abençoou Sua Igreja e que Ele capacitou você e eu para distinguirmos o verdadeiro evangelho dos falsos, e para nos protegermos deles.
Para tudo existe uma ordem. Quando alguém constrói uma casa, a primeira coisa a ser colocada é um alicerce bem firme, então colunas são feitas e os tijolos são assentados. Da mesma forma, existe uma ordem no que diz respeito à obra de anunciar o evangelho da água e do Espírito. O pregador do evangelho não pode pregá-lo da maneira que ele quiser, mas ele tem que explicá-lo passo a passo para ter a certeza de que todos vão entende-o totalmente. Melhor dizendo, nós temos que mudar a fé e o coração das pessoas passo a passo e no tempo certo.
Antes de tudo, nós temos que ter conhecimento suficiente da Bíblia para fazermos isso; segundo, precisamos explicar o evangelho de modo que todos os nossos ouvintes o entendam; terceiro, precisamos ensiná-los sendo bem detalhistas e usando termos bíblicos; e por último, precisamos esperar que eles por si mesmos rejeitem sua fé errada e voltem para o evangelho da água e do Espírito. E temos que ser um só coração com aqueles que voltarem para o evangelho da água e do Espírito, para que possamos compartilhar a fé que temos em comum com muitas outras pessoas e orientá-las de forma correta.
Eu fico muito feliz por podermos fazer essas coisas. E sou grato a Deus por Ele nos permitir pregar o evangelho da água e do Espírito no mundo inteiro e por Ele realizar essas obras por meio de Sua Igreja.
 
 

Vamos Curar os Não-Crentes da sua Fé Enganosa

 
Vamos ler Gálatas 6:1 juntos: “Irmãos, se alguém for surpreendido nalguma ofensa, vós, que sois espirituais, corrigi o tal com espírito de mansidão. Mas olha por ti mesmo, para que não sejas também tentado.”
O apóstolo Paulo está sendo mais direto em sua epístola agora. Depois de ter apontado corretamente a fé enganosa dos da circuncisão, Paulo conclui sua epístola com essas palavras de exortação mais uma vez se dirigindo aos santos. As Palavras finais de Paulo ainda trazem sua preocupação com aqueles que defendiam a circuncisão. Foi por isso que ele disse: “Irmãos, se alguém for surpreendido nalguma ofensa, vós, que sois espirituais, corrigi o tal com espírito de mansidão” (Gálatas 6:1). Quando lidamos com aqueles que têm uma fé errada, ao invés de tentar mudá-los, temos que despertá-los para que eles vejam seu erro, ensinar a Verdade a eles, e mostrá-los como crer de forma correta.
Paulo disse: “Mas olha por ti mesmo, para que não sejas também tentado”. Ele disse isso porque qualquer um de nós pode se desviar. As falhas dos santos em si mesmas não podem ser um problema porque todas elas são resolvidas pelo Senhor Jesus. O maior erro diante de Deus é corromper Sua Palavra e pregar uma fé falsa.
Na verdade, se alguém interpretar a Palavra de Deus sem entender o evangelho da água e do Espírito, ele então poderá acrescentar sua própria opinião a ela e interpretá-la de forma errada segundo o seu conhecimento. É por isso que os cristãos pecadores estão ensinando a Palavra de forma errada. E isso é mais do que suficiente para corromper o evangelho da água e do Espírito. Todavia, Deus não quis abandonar essas pessoas. Então, tendo levantado homens de fé com o evangelho da água e do Espírito e os colocado como Seus servos em Sua Igreja, Deus está preservando da corrupção agora o evangelho da água e do Espírito. É assim que Deus nos assegura que Sua Igreja andará pelo caminho espiritual correto e nos inspira a pregar a todos o evangelho da água e do Espírito de modo adequado.
Nós temos que levar as cargas uns dos outros como nos disse o apóstolo Paulo: “Levai as cargas uns dos outros, e assim cumprireis a lei de Cristo” (Gálatas 6:2). Se fizermos algo errado, temos que corrigir uns aos outros, e também temos que cumprir a lei de Cristo tendo comunhão uns com os outros. Para fazermos isso, precisamos ter a verdadeira comunhão pela fé no evangelho da água e do Espírito. Nós temos que ajudar muitas pessoas para que elas sejam salvas do pecado, e elas por sua vez devem pregar o evangelho da água para muitas outras pessoas para que todos no mundo sejam salvos.Quando Paulo nos disse para levarmos as cargas uns dos outros, ele quis dizer que nós temos que fazer isso servindo ao evangelho. Em outras palavras, ele nos disse para levarmos as cargas uns dos outros guiando os santos de forma correta para que eles possam levar muitos outros a receber a remissão de pecados, e também para evitar a discórdia na Igreja de Deus.
O apóstolo Paulo disse em Gálatas 6:3: “Se alguém pensa ser alguma coisa, não sendo nada, engana-se a si mesmo”. Melhor dizendo, se alguém pensa que é completamente maduro espiritualmente, quando de fato nem alcançou a fé espiritual, ele está enganando a si mesmo então.
A idéia que os santos tinham na época da Igreja Primitiva de que fariam parte do povo de Deus sendo circuncidados pelos da circuncisão era completamente absurda. O apóstolo Paulo disse claramente: “Todos vós sois filhos de Deus pela fé em Cristo Jesus, pois todos vós que fostes batizados em Cristo, vos revestistes de Cristo” (Gálatas 3:27). Comparada à fé de Paulo, a fé dos que defendiam a circuncisão não era nada realmente. Da mesma forma, Deus aprovou a fé de Abraão não por ele ter sido circuncidado. Foi por causa da sua fé que ele foi aprovado, como está escrito: “Creu Abrão no Senhor, e isso lhe foi imputado para justiça” (Gênesis 15:6). Quando nós cremos no evangelho da Palavra de Deus temos a certeza absoluta de que fazemos parte do Seu povo e que isso nada mais é do que a circuncisão espiritual. Quando Deus disse a Abraão para ser circuncidado, isso poderia ser interpretado como circuncisão física, mas o que Deus estava falando de fato era da circuncisão espiritual. A circuncisão espiritual é o mesmo que arrancar os pecados do coração crendo no evangelho da água e do Espírito dado por Jesus Cristo. Essa é a verdadeira fé da circuncisão. Sendo assim, temos que entender que a fé onde cremos que devemos ser circuncidados para fazer parte do povo de Deus fora do evangelho da água e do Espírito é uma fé corrompida, e a fé que prevalece hoje em dia de que a remissão de pecados é alcançada quando fazemos orações de arrependimento também está corrompida.
Portanto, se você acha que se tornou um justo mesmo que você não tenha se tornado de fato, então você tem que aceitar o evangelho da água e do Espírito com o coração aberto e nascer novamente através desse verdadeiro evangelho. Você tem que passar todos os seus pecados a Jesus Cristo e ressuscitar com Ele pondo sua fé no batismo que Ele recebeu de João Batista. Todos nós temos que morrer com Jesus Cristo e ressuscitar com Ele pela fé para nos tornarmos realmente povo de Deus.
Os cristãos atuais têm um conceito errado de que eles já foram salvos por crer apenas no sangue da Cruz, e eles também acreditam que os pecados que eles cometeram depois de terem sido salvos podem ser remidos com orações de arrependimento. Isso é um grande problema. Seus pecados de fato desaparecem só porque eles fazem orações de arrependimento? Até na sua mente eles sabem que não. Mesmo assim eles ainda acreditam nisso e acabam enganando a si mesmos com essa fé falsa. O que eles têm que fazer agora é se desfazer dessa fé. Esse tipo de fé não os tornará justos.
A fé que confia somente no precioso sangue da Cruz vem inevitavelmente junto com a falsa doutrina do arrependimento, que afirma que é possível purificar os pecados fazendo orações de arrependimento. Isso porque se alguém só crê no precioso sangue da Cruz, ele não tem outra escolha a não ser tentar ter seus pecados purificados por si mesmo, só que em vão porque ele não pode entender o poder do batismo de Jesus que levou todos os seus pecados, e que por esse motivo ele nunca passou seus pecados a Jesus. Se você não crer que seus pecados foram passados a Jesus quando Ele foi batizado por João Batista, você jamais poderá receber a remissão dos seus pecados. E isso o levará a fazer orações de arrependimento todos os dias a fim de tentar purificar seus pecados. Além disso, você passará a crer na falsa Doutrina da Santificação Contínua que afirma que uma pessoa é santificada dia após dia e é totalmente transformada quando morre. Por outro lado, no entanto, se você entender o evangelho da água e do Espírito, você vai dizer: “Ah, todos os meus pecados foram passados a Jesus quando Ele recebeu o batismo de João Batista!”
Você precisa entender porque o Cristianismo hoje em dia jaz em meio a tantas trevas. Tudo isso está acontecendo porque até hoje os cristãos crêem piamente apenas no sangue da Cruz e tem uma fé errada de que seus pecados pessoais são apagados com suas orações de arrependimento. A santidade hoje em dia no Cristianismo está cada vez mais sombria porque eles crêem e têm uma idéia errada de que são santificados aos poucos quando buscam levar uma vida reta, e que assim eles estarão um dia diante de Deus sem pecado no corpo e no espírito. Não é possível que alguém acredite nisso realmente. A fé dessas pessoas é uma fé fracassada que não pode realizar nada. Esse é o tipo de fé que não pode ser aprovado por Deus. Crer em uma doutrina criada por homens ao invés de crer na Verdade que Deus salvou os pecadores através do evangelho da água e do Espírito é o mesmo que ter a fé que não pode salvar ninguém do pecado. É justamente por causa disso que o Cristianismo hoje em dia adota sua fé criada por homens e, apesar dos seus templos suntuosos e do grande número de membros, eles não apenas estão destituídos de todo poder espiritual mas também são muito criticados pela sociedade. É por isso que até mesmo nos países cristãos o Cristianismo não consegue mais exercer nenhuma influência sobre a sociedade decaída. O Cristianismo não é capaz de mudar nem a sociedade nem o coração das pessoas. No máximo exerce uma influência política por causa do seu grande número de membros. Olhem para vocês mesmos. As atitudes dos cristãos e dos não-cristãos não são iguais? Pelo fato dos cristãos crerem em algo fora do evangelho da água e do Espírito é que eles são incapazes de exercer algum poder em sua vida, e é por isso que a era das trevas continua.
Os cristãos de hoje que crêem apenas no sangue da Cruz e confiam nas suas orações de arrependimento têm que entender que elas não são nada, e devem crer agora no evangelho da água e do Espírito. Todo aquele que crê que pode receber a remissão dos seus pecados fazendo orações de arrependimento ainda não pôde ver nenhuma mudança espiritual em si até hoje. Se você creu apenas no sangue da Cruz até hoje, você tem que saber que você não recebeu a remissão dos seus pecados e não alcançou nada até agora. Então você tem que crer no evangelho da água e do Espírito para receber a verdadeira salvação dos seus pecados. Nós temos que ter a capacidade de discernir o verdadeiro evangelho dos falsos.
Vamos voltar para Gálatas 6:4-5: “Mas prove cada um a sua própria obra. Então terá motivo de glória só em si mesmo, e não em outrem, pois cada qual levará o seu próprio fardo”. Cada um de nós precisar para olhar si mesmo diante de Deus a fim de analisar sua vida. “Eu recebi mesmo de Deus a remissão dos meus pecados? Meus pecados foram realmente passados a Jesus quando Ele foi batizado por João? Eu passei meus pecados a Jesus através da minha fé no evangelho da água e do Espírito?” Ao analisar essas questões, se alguém foi realmente salvo do pecado por crer no evangelho da água e do Espírito, ele então se alegrará em si mesmo, não com outras pessoas. E como Paulo nos disse aqui: “pois cada qual levará o seu próprio fardo”, cada um de nós tem que receber a salvação, e a obra de Deus também ter que ser feita por cada um de nós. Afinal de contas, existe alguém que crê no evangelho da água e do Espírito só por nossa causa? Não, ninguém.
Mesmo que a Bíblia deixe claro o que são as orações de arrependimento, poucos conseguem entendê-la corretamente e deixar o caminho errado. Se alguém sabe que não pode receber a remissão dos seus pecados com orações de arrependimento, e mesmo assim não deixa a fé desviada que tem nelas, até o fim então será impossível que ele seja remido dos seus pecados, porque ele não conhece a Verdade do evangelho da água e do Espírito. Embora muitas pessoas tentem entender o evangelho da água e do Espírito, elas não rejeitam seu conhecimento errado, e é por isso que não elas podem alcançar a verdadeira salvação. Mesmo que vocês digam aos outros que vocês foram salvos do pecado, muitos de vocês não poderiam dizer isto para si mesmos. A consciência do pecador constantemente condena sua alma acusando-o dessa forma: “Você ainda é pecador”, e é por isso que ele não pode ter nenhuma alegria em sua vida.
É por isso que os cristãos no mundo todo devem deixar sua fé errada que crê que seus pecados podem ser purificados com orações de arrependimento. Eles têm que voltar ao lugar certo para que possam ter alegria em sua vida. E eles poderão dizer então: “Eu posso até não saber muito, mas pelo menos eu creio no evangelho da água e do Espírito. O evangelho da água e do Espírito é o verdadeiro evangelho, e todos os evangelhos além deste são falsos”.
Todo aquele que nasceu de novo tem que saber disso e crer assim: “Todo aquele que prega tudo menos o evangelho da água e do Espírito é intransigente. Somente esse evangelho da água e do Espírito é a Verdade. E mesmo que eu seja fraco, eu pelo menos creio nisso, e é por isso que eu me orgulho de Jesus Cristo”. As pessoas de fé, em outras palavras, têm que exaltar sua fé no evangelho da água e do Espírito, no dom de Deus e na fé para a salvação que Deus as concedeu. Nós temos que crer assim: “O evangelho da água e do Espírito é a Palavra da Verdade e o dom precioso”, e também temos que ter a fé que nos levar a ter orgulho desse evangelho.
Você crê que o evangelho da água e do Espírito é a única Verdade? Você tem certeza agora de que a doutrina que adota as orações de arrependimento como um caminho para remissão de pecados está errada? Você consegue entender bem agora o erro que é crer que a remissão de pecados é recebida somente pelo sangue da Cruz? Você tem que entender tudo isso muito bem. Nós temos que entender que o evangelho da água e do Espírito em que cremos é a única Verdade, mas também temos que saber a razão pela qual nós dizemos que fazer orações de arrependimento está errado. Decepcionado com a declaração dos da circuncisão que dizia que alguém poderia ser salvo por meio da circuncisão, Paulo disse que todos eles iriam para o inferno. Nos nossos dias os servos de Deus estão expressando sua frustração assim também: “Vocês serão condenados a ir para o inferno se crerem nas orações de arrependimento”.
Quando eu olho para os cristãos, eu consigo ver como seu coração está vazio. Como disse Deus: “A terra era sem forma e vazia; e o Espírito de Deus pairava sobre a face das águas” (Gênesis 1:2), os cristãos de hoje realmente não tem nenhuma fé. O coração dos que crêem que seus pecados são apagados com orações de arrependimento não têm fé no evangelho da água e do Espírito e, portanto, sem o evangelho da Verdade é impossível evitar que seu coração esteja quase todo vazio. Assim como eles, houve uma época em que meu coração se sentia vazio também. Mas já que reclamar não ia adiantar nada, eu busquei a Verdade que poderia preencher esse vazio. No final eu acabei encontrando o evangelho da água e do Espírito na Palavra de Deus, e quando eu cri nessa Verdade, todo vazio do meu coração desapareceu completamente. O evangelho da água e do Espírito é a Verdade que todos têm que encontrar enquanto estão vivendo neste mundo.
A maioria dos cristãos hoje em dia tem levado uma vida de fé em vão e vazia porque ainda há pecado em seu coração. Algum tempo atrás havia um famoso cantor evangélico. Eu o vi uma vez louvando na televisão, e a letra da sua música era simplesmente maravilhosa. Mas pouco tempo atrás eu ouvi a trágica notícia de que ele havia cometido suicídio. Mesmo ele tendo falado da salvação para outras pessoas e cantado lindos louvores, ele não tinha em seu coração a grande Verdade da salvação. Ele se matou porque seu coração estava vazio. Nada pode preencher o vazio daqueles que não têm o evangelho da água e do Espírito no coração.
Todos nós temos que crer, em nosso coração, que Jesus Cristo é o nosso Salvador que veio pelo evangelho da água e do Espírito. Temos que crer que apenas o evangelho da água e do Espírito é a Verdade da grande salvação que Deus concedeu a todos nós. Deste modo, nós temos que conhecer o evangelho da água e do Espírito e também ter fé nesse verdadeiro evangelho.
Você pode ver. A fé atual que crê somente no sangue da Cruz no fim acaba rejeitando a Verdade do batismo que Jesus recebeu de João Batista. A doutrina do arrependimento que as pessoas crêem hoje não vem da fé que é colocada somente no sangue da Cruz? Além disso, a Doutrina da Santificação Contínua também não vem da fé que crê somente no sangue da Cruz? Nós podemos encontrar a fé correta no coração daqueles que crêem apenas no sangue da Cruz? Nós também podemos encontrar outra doutrina absurda em seu coração chamada de Doutrina da Eleição Incondicional. Muitos pastores e teólogos acreditam fielmente na doutrina de Calvino chamada “Doutrina da Eleição Incondicional”, que adota o princípio de que Deus escolheu alguns incondicionalmente e outros não. Esta doutrina faz algum sentindo? Deus é tão injusto assim?
Se você for ligar algo e apertar o botão errado primeiro, todos os outros botões que você apertar depois estarão errados também. Você tem que entender que se você crer em Jesus sem conhecer as doutrinas cristãs erradas de hoje, sua fé mal poderá respirar e você levará uma vida de fé totalmente inútil para o resto da sua vida, e no fim será lançado no inferno.
Martinho Lutero iniciou a Reforma criticando duramente a afirmação da Igreja Católica de que as pessoas poderiam ser purificadas do pecado se pagassem indulgência. Tudo o que Lutero fez, contudo, foi apontar certos erros da igreja a qual ele pertencia naquela época, e não defender o evangelho da água e do Espírito. Literalmente, ele apenas deu o pontapé inicial para uma “reforma religiosa”, mas não para uma “reforma na fé”. Se ele tivesse entendido que o evangelho da água e do Espírito é a Verdade, e se ele tivesse iniciado uma “reforma na fé” no seu sentido mais verdadeiro, o Cristianismo não mais continuaria sendo apenas uma religião do mundo hoje em dia. Portanto, embora a Reforma tenha se estendido a vários países durante o século dezesseis, não havia pessoas que tinham a fé verdadeira e pregassem o evangelho da água e do Espírito. Uma igreja sem vida está inevitavelmente condenada a se tornar uma mera instituição e ser secularizada. Veja por si mesmo. Os pastores protestantes não se vestem como os padres hoje em dia, seguindo o costume de se vestir da Igreja Católica? Pior ainda, eu ouvi dizer que algumas denominações dão tanta importância à Santa Ceia que ela é celebrada em todos os cultos, e que algumas delas crêem de fato na Doutrina da Transubstanciação defendida pela Igreja Católica. Tudo isso não passa de crenças falsas. E isso é a prova de que a Reforma não realizou nada.
Jesus disse em João 6:55: “pois a minha carne é verdadeiramente comida, e o meu sangue é verdadeiramente bebida”. Nosso Senhor descreveu Seu corpo como sendo o pão da vida. E foi por isso que através do batismo de João, Jesus levou todos os pecados do mundo sobre Seu corpo de uma vez por todas, morreu na Cruz, ressuscitou dos mortos e se tornou nosso Salvador. Foi por Jesus ter apagado todos os nossos pecados com o evangelho da água e do Espírito que Ele descreveu Seu corpo como o verdadeiro pão da vida. É por isso que a Doutrina da Transubstanciação que ensina que o pão se transforma realmente no corpo de Cristo quando o padre o abençoa está errada. Embora comamos o pão e bebamos o vinho na Santa Ceia, isso não significa que recebemos o pão da vida através dessa cerimônia.
Quando os discípulos de Jesus perguntaram a Ele: “Que faremos para realizar as obras de Deus?” O Senhor respondeu: “A obra de Deus é esta: crede naquele que ele enviou” (João 6:28-29). Fazer a obra de Deus Pai é o mesmo que crer no que Jesus realizou quando foi enviado por Ele. Quem é Aquele que Deus Pai enviou? Nenhum outro a não ser Jesus Cristo. O que Jesus Cristo fez quando veio a essa terra? Ele foi batizado por João Batista, derramou Seu precioso sangue e morreu na Cruz, ressuscitou do mortos, e assim nos salvou completamente. Crer que Jesus levou sobre Si nossos pecados ao ser batizado por João, que Ele morreu na Cruz para levar os pecados do mundo, e que Ele dessa forma salvou você e a mim nada mais é do que fazer a obra de Deus. Mas a primeira coisa a fazer é crer no evangelho da água e do Espírito.
Meus amados irmãos, se vocês crêem no evangelho da água e do Espírito, vocês terão então em seu coração algo do que se orgulhar. Entretanto, se vocês não crerem, vocês não terão nada do que se orgulhar. Isso porque cada um de nós tem que levar seu fardo da fé. Cada um por si mesmo tem que crer e conhecer Jesus Cristo como o seu Salvador que veio pelo evangelho da água e do Espírito. Deus levantou Seus servos para ensiná-los que essas coisas não são verdade porque vocês não conseguem discernir as falsas doutrinas e as palavras enganosas. Mas mesmo assim é sua responsabilidade conhecer e crer no evangelho da água e do Espírito.
 
 

Você Tem que Ser um Crente do Evangelho da Água e do Espírito

 
O apóstolo Paulo disse o seguinte em Gálatas 6:6: “E o que é instruído na palavra, reparta todas as coisas boas com aquele que o instrui”. Já que aqueles que ensinam a Palavra de Deus crêem no evangelho da água e do Espírito e pregam esse evangelho a você, você tem que unir seu coração com aqueles que te lideram. Se aqueles que são ensinados não seguirem a fé dos seus pais espirituais que os ensinaram, eles não poderão então compartilhar as boas novas.
Está muito claro que não nos tornamos filhos de Deus sendo circuncidados. Os santos da Galácia tiveram que rejeitar sua fé nessa falsa doutrina. Você também tem que entender que “a fé que crê nas orações de arrependimento para a remissão de pecados está errada”. E você tem que guardar em seu coração o evangelho da água e do Espírito e crer nele. Mas se você dizer: “eu não creio isso,” e rejeitar a Verdade dada por Deus, você será então lançado no inferno. O Céu e o inferno estão à sua escolha.
Nós temos que reconhecer que Deus levantou Seus servos na Igreja e segui-los pela fé. Um verdadeiro líder é alguém que prega o evangelho da água e do Espírito, enquanto que alguém que não prega esse evangelho não passa de um assalariado. Eu aconselho vocês todos a entender que os líderes que pregam o evangelho da água e do Espírito são servos de Deus que foram indicados por Ele mesmo. Vocês crêem nisso? Por mais fraco que eu seja, foi Deus quem me levantou perante vocês. E isso não porque sou sábio, mas eu estou fazendo essa obra porque Deus me deu o evangelho da água e do Espírito antes de vocês, e foi Deus quem me levantou como um líder para pregar essa Palavra.
Se eu creio no evangelho da água e do Espírito e o prego, vocês têm que me reconhecer com líder e confiar em mim. E quando eu, que creio no evangelho da água e do Espírito, disser a vocês que “as orações de arrependimento são erradas, vocês têm que rejeitá-las” para que vocês entendam e creiam nisso. Essa é a fé mais verdadeira que existe. O apóstolo Paulo, um líder da Igreja Primitiva, pregou o evangelho da água e do Espírito, mas alguns irmãos rejeitaram seus ensinamentos ao afirmar que eles poderiam fazer parte do povo de Deus sendo circuncidados. A fé que eles tinham era a fé correta? Não, e Paulo os repreendeu por causa da sua fé enganosa.
O apóstolo Paulo disse: “E o que é instruído na palavra, reparta todas as coisas boas com aquele que o instrui.” Quais são as coisas boas então que aqueles que nos ensinam a Palavra têm? Eles crêem no evangelho da água e do Espírito, rejeitam as falsas doutrinas, e fazem a vontade de Deus apesar das suas fraquezas. Nós temos que repartir juntos essas coisas. Já que obviamente não devemos repartir as coisas ruins que os líderes da Igreja têm, temos que repartir as boas. E está mais do que claro porque muitos não podem fazer isso. Muitas pessoas só crêem no que querem ao invés de seguir o exemplo dos seus líderes na Igreja de Deus. Mas a sua fé cresce dessa maneira? Não, de forma alguma.
Por que os alunos vão para a escola? Se um aluno pode estudar por si mesmo sem aprender com o professor, por que ir à escola então? Seria melhor ele ir para a biblioteca e estudar sozinho. A razão de haver muitos professores é para que os que aprenderam primeiro possam orientar outros alunos. Quando um aluno é orientado por um professor, ele pode entender mais facilmente, e uma vez que ele aprende, a partir daí ele pode estudar sozinho.
Assim como as escolas precisam de professores, a Igreja de Deus precisa dos servos de Deus. Sem estes líderes haveria morte espiritual. Sem estes líderes a igreja seria espiritualmente enganada e explorada pelos falsos profetas que são como lobos, e eles roubariam tudo que eles têm física e espiritualmente. Por esse motivo, é bom ficarmos juntos na Igreja de Deus com os que ensinam a Palavra. Tanto a classe de adultos na Escola Dominical quanto o ministério de mulheres e o grupo de jovens devem que ter um líder para guiá-los. Cada Igreja também deve ter um líder. Isso porque sem um líder o rebanho logo iria se dispersar.
É importante termos um governo e um estatuto. Imagine o que aconteceria numa anarquia. Sem um governo não haveria ordem na nossa sociedade e ela acabaria voltando ao seu estado natural, sendo regida pela lei da selva. Foi por isso que Platão disse que é melhor um governo ruim do que nenhum governo. Uma nação é composta por um povo, e é preciso um líder para guiar esse povo. Assim como um presidente ou um primeiro ministro têm que zelar pela ordem social e garantir o bem estar do seu povo, a Igreja de Deus também precisa de um líder para manter a ordem espiritual.
Se os membros da Igreja de Deus não reconhecerem seus líderes que os tem guiado e protegido, eles não serão diferentes dos órfãos espirituais. As bênçãos de Deus então não têm como serem dadas a essas pessoas. Eu não estou dizendo isso só para lembrar a vocês a minha posição de líder, mas estou explicando um simples princípio da fé: quando se trata de levar uma vida de fé na Igreja de Deus, você tem que ter Deus em seu coração e também ser orientado por um líder escolhido por Ele para que sua fé venha a crescer. Eu digo com toda certeza que sem um líder em seu coração sua fé jamais irá crescer.
Meus amados irmãos, vocês acham difícil confiar nos líderes da Igreja de Deus? Vocês pensam em destitui-los algum dia para assumir sua posição? No meu país, a Coréia do Sul, o partido de oposição não aceitou os resultados da última eleição presidencial e tentou durante todo o ano destituir o presidente. Eles arrumaram um pretexto e desencadearam uma grave crise institucional votando o impeachment do presidente. Da mesma forma, se você não reconhecer seus líderes na Igreja de Deus, você acabará arquitetando algo para destitui-los algum dia para assumir sua posição. Esse pensamento é contrário a Deus.
Na passagem bíblica que vimos há pouco está escrito que os que são instruídos devem repartir todas as coisas boas com quem os instrui. Deus nos diz aqui para repartirmos as coisas boas, não as ruins. Quais são as coisas boas que os líderes têm? Antes de tudo, uma coisa boa que eles têm é a fé no evangelho da água e do Espírito. O que aconteceria se eu, mesmo crendo no evangelho da água e do Espírito, também cresse em outra coisa? Você inevitavelmente acabaria crendo nisso também. Foi por isso que o apóstolo Paulo disse que sofreu a perda de todas as coisas e as considerou como refugo para ganhar a Cristo (Filipenses 3:8). Da mesma forma, quando os cristãos que têm crido errado conhecem a Verdade e passam a crer no evangelho da água e do Espírito, eles têm que rejeitar todas as doutrinas do Cristianismo que são como refugo.
Se você me reconhecer e confiar em mim como um líder, como alguém que crê no evangelho da água e do Espírito e o prega, você será abençoado então. Você estará repartindo boas coisas com alguém que está te ensinando o evangelho da água e do Espírito. Por outro lado, se você não crer no evangelho da água e do Espírito, não confiar no seu líder e duvidar dele, você não poderá repartir as coisas boas então.
O apóstolo Paulo diz em Gálatas 6:7: “Não vos enganeis: Deus não se deixa escarnecer. Tudo o que o homem semear, isso também ceifará”. Meus amados irmãos, vocês não podem enganar sua própria fé. Vocês têm que examinar a si mesmos para ver se vocês realmente crêem no evangelho da água e do Espírito ou em outro evangelho, para que vocês tenham certeza de que não estão enganando a si mesmos. Paulo diz aqui que Deus não se deixa escarnecer. Isso significa que Deus não deixa que ninguém zombe Dele. Deus diz: “Se vocês crêem no evangelho da água e do Espírito, vocês foram salvos, e por isso vocês são Meus filhos”. Se vocês crerem no evangelho da água e do Espírito e chamarem a Deus assim: “Pai,” Ele então os aceitará como Seus filhos e dirá: “Sim, eu sou seu Pai”.
No entanto, por outro lado, se alguém disser: “Deus, Tu és meu Pai”, não crendo no evangelho da água e do Espírito, Deus irá dizer então: “Você está escarnecendo de Mim? Você está tomando Meu nome em vão!” Por isso que o apóstolo Paulo disse: “Não vos enganeis: Deus não se deixa escarnecer”. Deus de maneira alguma é ridicularizado.
Paulo continuou dizendo em Gálatas 6:8: “O que semeia na sua carne, da carne ceifará a corrupção; o que semeia no Espírito, do Espírito ceifará a vida eterna”.
O que é que semeamos? Devemos semear a fé. Que tipo de fé nós devemos semear? A fé no evangelho da água e do Espírito. Da mesma forma, isso também significa que nós não devemos semear doutrinas feitas por homens em nosso coração. A Bíblia deixa bem claro aqui que os que crêem no evangelho da água e do Espírito semeiam para a vida eterna, enquanto que os que semeiam na carne colhem corrupção.
O apóstolo Paulo está exortando os da circuncisão para que eles não enganem a si mesmos. Você crê que fará parte do povo de Deus se for circuncidado? Assim como isso não é verdade, Deus está dizendo àqueles que crêem nas orações de arrependimento para não se enganarem. O pecado não some só porque alguém faz orações de arrependimento. Os Cristãos acham que todos que não fazem orações de arrependimento são heréticos, mas eles mesmos sabem melhor do que ninguém que seus pecados não são apagados por mais fervorosamente que eles façam suas orações de arrependimento. Eles fazem suas orações de arrependimento só porque não têm outra alternativa para resolver o problema do pecado. Eles precisam das orações de arrependimento justamente porque crêem apenas no sangue da Cruz; se eles cressem no evangelho da água e do Espírito, por que então precisariam fazer orações de arrependimento? Estas orações seriam desnecessárias porque eles já teriam passado todos os seus pecados a Jesus através do evangelho da água e do Espírito.
Aqueles que crêem somente no sangue da Cruz estão enganando a si mesmos e escarnecendo de Deus. Obviamente Deus não se deixa escarnecer por mais que tentem fazer isso. Mas se alguém se enganar através da sua fé e achar que Deus é seu Pai mesmo tendo pecado em seu coração, ele estará então zombando de Deus. Porque se todo aquele que tem pecado em seu coração chamar a Deus de “Pai”, isso é o mesmo que dizer: “Deus, Tu és Pai de alguém que está condenado ao inferno”. E é o mesmo que dizer também: “Tu és incompetente e nem foste capaz de apagar meus pecados”. Deus responderia alguém que falasse com Ele desse jeito? Não, claro que não. Portanto, nós primeiro temos que crer no evangelho da água e do Espírito e nos tornar realmente filhos de Deus. Só quando nos tornamos de fato filhos de Deus é que nós podemos chamá-Lo de Pai e glorificá-Lo, ao invés de zombarmos dele.
 
 

Nós Colhemos o que Plantamos

 
Se alguém crê no evangelho da água e do Espírito, ele então receberá a salvação, alcançará a vida eterna, se tornará filho de Deus e receberá as Suas abundantes bênçãos. Por outro lado, se ele crer apenas no sangue da Cruz e fizer orações de arrependimento, ele será condenado à destruição e será jogado no inferno. Nós colhemos o que plantamos.
O que devemos plantar então? Nós devemos crer como os servos Deus, exatamente como eles crêem e pregam a Palavra de Deus. Só então poderemos receber as mesmas bênçãos.
O apóstolo Paulo disse em Gálatas 6:9-10: “E não nos cansemos de fazer o bem, pois a seu tempo ceifaremos, se não houvermos desfalecido. Então, enquanto temos oportunidade, façamos o bem a todos, mas principalmente aos da família da fé.”
Meus amados irmãos, se vocês trabalharem juntos para o evangelho numa só fé várias pessoas serão salvas. Quando nós pensamos em quantas pessoas no mundo todo estão vindo para o evangelho da água e do Espírito, aí é que nós nos sentimos cansados mesmo.
E nós temos que tratar bem as pessoas de fé. Aqueles que rejeitam o evangelho, que enganam a Deus e a si mesmos, e que defendem as falsas doutrinas é que não devemos tratar com gentileza, mas devemos honrar aqueles que fielmente seguem ao Senhor. Vamos todos servir ao Senhor então, obedecendo à ordem espiritual estabelecida por Deus e seguindo o exemplo dos que nos antecederam na fé.