خطبے

Assunto 18: GÊNESIS

[Capítulo 4-8] Nosso Coração Tem que Estar na Justiça de Deus (Gênesis 4:1-7)

Nosso Coração Tem que Estar na Justiça de Deus(Gênesis 4:1-7)
“Conheceu Adão a Eva, sua mulher, e ela concebeu e teve a Caim, e disse: Alcancei do Senhor um homem. Tornou a dar à luz, e teve a Abel, seu irmão. Abel foi pastor de ovelhas, e Caim foi lavrador da terra. Ao cabo de dias trouxe Caim do fruto da terra uma oferta ao Senhor. Abel também trouxe dos primogênitos das suas ovelhas, e da sua gordura. Atentou o Senhor para Abel e para a sua oferta, mas para Caim e para a sua oferta não atentou. E irou-se Caim fortemente, e descaiu-lhe o semblante. Então lhe disse o Senhor: Por que te iraste? E por que descaiu o teu semblante? Se procederes bem, não serás aceito? E se não procederes bem, o pecado jaz à porta, e sobre ti será o seu desejo, mas sobre ele deves dominar”.
 
 
Adão e Eva, os primeiros ancestrais da humanidade, se deitaram e tiveram filho, e o nome do primeiro deles foi Caim. Depois do nascimento do seu primeiro filho, Adão demonstrou sua fé dizendo: “Adquiri um varão do Senhor”, e o chamou de Caim. Podemos ver que Adão conhecia a Deus e cria que Ele havia lhe dado um filho.
Depois, Adão e Eva tiveram outro filho e seu nome era Abel. Então, quando eles cresceram, cada um deles teve seu trabalho: Abel foi pastor de ovelhas e Caim lavrador da terra. E com o passar o tempo, eles ofereceram sacrifício a Deus. Caim ofertou ao Senhor o fruto da terra, porém Abel ofertou dos primogênitos de suas ovelhas e sua gordura. Estes dois homens ofereceram sacrifício a Deus, mas nós temos que entender qual dos dois sacrifícios foi correto para aos Seus olhos.
A diferença no sacrifício destes dois homens mostra a diferença que há na sua fé. A fé de Abel era a mesma de seus pais, porém a fé de Caim era diferente da deles. Conforme eles iam crescendo, Adão e Eva, seus pais, iam lhes contando sobre quem era Deus, por que eles foram expulsos do Jardim do Éden e, conseqüentemente, por que e como eles tinham que oferecer sacrifício. Deste modo, Abel ofereceu sacrifício a Deus porque herdou a fé de seus pais, mas o filho mais velho, Caim, rejeitou essa fé.
Isso significa que Caim não seguiu o exemplo da fé e do coração de seus pais. Mas Abel seguiu o exemplo da fé de seus pais. Como resultado, enquanto Abel, o pastor de ovelhas, sacrificou um cordeiro e o trouxe a Deus, Caim, o lavrador da terra, ofereceu o fruto do campo. Ao fazer isso, Caim mostrou sua ira contra Deus. Aí então Deus disse a ele: “Se procederes bem, não serás aceito? E se não procederes bem, o pecado jaz à porta” (Gênesis 4:7).
Aqui, vemos as palavras “procederes bem”. E se essa era a forma de buscar o verdadeiro bem, Caim tinha que oferecer um sacrifício que agradasse a Deus. Mas por não ter feito isso, Deus o repreendeu. O que Deus estava dizendo era: “Se você tivesse Me oferecido um sacrifício que me agradasse, Eu não o teria aceitado? Contudo, você ofereceu um sacrifício segundo a sua vontade. Então, por que você está irado por Eu não tê-lo aceitado? Do mesmo modo, mesmo que eu não tenha aceitado seu sacrifício por ele não ser adequado, é certo você se irar comigo que sou o Deus Todo Poderoso? Se você proceder bem, você não será aceito também?”
Como podemos ver, Caim era um homem cujo coração não estava em Deus realmente. Se no fundo do seu coração ele fosse justo, ele não teria ficado tão irado, mesmo tendo sido repreendido por Deus por ter oferecido um sacrifício que não O agradou. O que eu estou dizendo aqui é que se Caim pensasse assim: “Eu devo ter feito algo errado. Então, eu não entendi bem qual era a intenção de Deus”, ele não teria se irado tanto em seu coração assim. Mas apesar de ele ter até se arrependido um pouco, ele tentou entender a vontade de Deus pensando: “Deus deve estar escondendo algo sobre tudo isso”.
Mas Deus lhe mostrou que sua ira estava errada. “Se você proceder bem você não será aceito? Você buscou o verdadeiro bem? Você ofereceu um sacrifício correto? Você ofereceu o sacrifício segundo a sua vontade ou o que eu queria?” Deus conhece muito bem o coração das pessoas, e foi por isso que Ele apontou o erro no coração de Caim, dizendo: “Caim, seu coração não é correto. Apesar de dizer que está Me oferecendo sacrifício, você me traz o fruto da terra? Eu não salvei seus pais do pecado? Apesar de seus pais estarem condenados à morte, Eu os salvei tirando a vida de um animal, retirando sua pele para fazer túnicas para vesti-los. Você não ouviu essa história de seus pais?” Conforme Caim e Abel cresciam, Adão e Eva lhes contavam tudo sobre a justiça de Deus. Todavia, o coração de Caim não estava na justiça da salvação de Deus. E isso quer dizer que seu coração não estava Nele.
 
 

Nós Seres Humanos Merecemos a Repreensão de Deus e Precisamos Dela

 
Deus repreende aqueles cujo coração não está Nele. E se alguém confia na justiça de Deus, sua fraqueza carnal não tem importância alguma. Mas não ter o coração em Deus é o pior dos pecados. Satanás tem medo de que as pessoas tenham seu coração na justiça de Deus. Se alguém não tem seu coração em Deus, essa pessoa não é nada. Por isso, Satanás não tem medo dessa pessoa. Satanás é a companhia daqueles que não crêem na justiça de Deus. Portanto, se não tivermos um coração justo unido ao de Deus, nós nos tornaremos servos do diabo.
Foi um grande pecado o coração de Caim não ser como o de seus pais. Se coração não estava unido ao de seus pais pela fé. Deus disse a Caim: “Se procederes bem, não serás aceito?” Apesar de ter feito aquilo sem intenção, ele poderia ter sido sincero e dito: “Espere, não era esta a oferta que Tu querias? Se não for, eu vou trazer uma que Te agrade, está bem?” Então, ele poderia trazer outro sacrifício e oferecê-lo. Mas Caim não fez isso.
Quando o coração de alguém está errado, seu semblante muda. Mas mesmo que as atitudes de alguém sejam erradas, ele pode receber a remissão de pecados; mas é difícil aqueles que têm um coração soberbo e corrupto perante Deus receber a remissão de pecados. Você tem que entender que se as pessoas quiserem receber a remissão de pecados, elas têm que ter uma fé sincera que crê na justiça de Deus. Todo aquele cujo coração não crê na justiça de Deus não pode receber a remissão de pecados.
 
 

Aqueles que Crêem na Justiça de Deus Oferecem Sacrifício de Fé Segunda a Sua Vontade

 
Existem dois tipos de sacrifício: um dos primogênitos do rebanho e sua gordura, e o outro é do fruto da terra. Abel ofereceu como sacrifício a Deus o primogênito do seu rebanho, o imolou, tirou o que era impuro de suas entranhas, separou a gordura, os rins e o fígado dos intestinos, e queimou o melhor do cordeiro oferecendo-o a Deus. O sacrifício correto a Deus foi o de Abel; ele ofereceu um cordeiro e sua gordura para o sacrifício. Este sacrifício demonstra alguém que conhece seus pecados e reconhece a lei da morte e da vida de Deus. “Eu sou alguém que pecou perante Deus. Por isso, se Deus me julgar de modo justo segundo a Sua lei, é justo que eu morra”. O certo é que todos sacrifiquem o primogênito de seu rebanho e ofereça sua gordura a Deus, isto é, se eles reconhecerem perante Deus que estão condenados à destruição e aceitarem a salvação que há na Sua justiça.
Abel sacrificou um cordeiro a Deus, e isto é a confissão de fé que diz: “Eu sou desobediente a Deus e, por isso, não posso evitar a morte por causa do meu pecado. Eu creio que Deus me salvou levando meus pecados e morrendo em meu lugar, assim como este cordeiro do sacrifício morreu por mim”. Assim, o que vemos na oferta de sacrifício realizada com o primogênito do rebanho é a seguinte confissão: “Todos herdaram o pecado dos seus antepassados, e eu reconheço diante de Deus que sou também um ser humano destinado a morrer por causa dos meus pecados. Existem muitas coisas no meu coração que não são perfeitas e muitas de minhas atitudes não são perfeitas também. Sendo assim, eu sou alguém que merece ser julgado e ir para o inferno. Entretanto, porque o Senhor me amou, eu sei que Tu preparaste um caminho para que eu receba a remissão dos meus pecados. Por favor, aceite esta oferta, e assim como Tu salvaste os meus pais do pecado, salve-me também”. Se Caim tivesse um coração assim para com Deus, ele teria oferecido um cordeiro. Se ele tivesse voltado atrás e oferecido a Deus um primogênito do rebanho e sua gordura, ele teria recebido Dele a remissão de pecados também, assim como seus pais também a receberam.
Ao ler a passagem bíblica deste capítulo, alguns podem até pensar: “Já que é assim, não podemos receber a remissão de pecados crendo apenas no sangue que Jesus derramou na cruz ao morrer por nossos pecados?” Entretanto, Deus deixou que tudo isso acontecesse para que ninguém jamais dissesse: “Abel também trouxe dos primogênitos das suas ovelhas, e da sua gordura. Atentou o Senhor para Abel e para a sua oferta” (Gênesis 4:4). A que se refere à gordura mencionada aqui? Ela se refere ao Espírito Santo. Deus, que é o Espírito, foi gerado no corpo de Maria e veio através dela. Assim, Ele nasceu como Jesus Cristo. Deus, que é santo, veio num corpo carnal a fim de levar todos os pecados do homem porque ele não tinha defeito.
Além disso, para que o Salvador Jesus Cristo levasse os pecados do mundo, Ele enviou um representante para toda a humanidade e foi batizado por ele pela imposição de mãos. Jesus levou os pecados de toda humanidade ao ser batizado por João Batista e morreu de uma forma correta oferecendo a si mesmo a Deus como perfeito sacrifício. Ao fazer isso, Ele acabou com os pecados deste mundo. A frase: “Abel também trouxe dos primogênitos das suas ovelhas, e da sua gordura” significa isso.
O sacrifício tem que ser oferecido para agradar a Deus de acordo com o sistema sacrificial estabelecido por Ele. Só então ele se torna um sacrifício que Deus aceita com prazer. É assim que o sacrifício deve ser oferecido, pois só assim é possível receber a remissão de pecados Dele pela fé. No entanto, há muitos que dizem sem pensar: “Eu creio que Jesus é o meu Salvador”, mas não entendem a obra que Deus fez por toda a humanidade. Muitas pessoas confessam que crêem em Jesus de qualquer maneira e insistem que são salvas apesar de não terem fé na justiça de Deus. De fato, poucos são aqueles que crêem em Jesus Cristo tendo um só coração no evangelho da água e do Espírito dado por Ele.
Na verdade, nós temos que confiar na justiça de Deus com fé. Deus disse ao homem: “Pois o salário do pecado é a morte, mas o dom gratuito de Deus é a vida eterna em Cristo Jesus nosso Senhor” (Romanos 6:23). Está escrito aqui que o salário do pecado é a morte. Este versículo está nos dizendo que se alguém peca contra Deus, ele tem que ir para o inferno. Uma pessoa sincera, que aceita a Palavra de Deus como sendo a Verdade, confessa: “Eu tenho pecado em meu coração, por isso eu estou destinado ao inferno. Eu sou alguém que ainda não teve um encontro com o Senhor!” Aí então ele diz: “Querido Deus, eu sou pecador. Por favor, tenha misericórdia de mim”, e oferece sacrifício como o de Abel buscando Sua compaixão.
Abel creu na justiça de Deus e ofereceu um sacrifício. Foi por isso que Ele se agradou e o aceitou. Todavia, por Caim não ter crido na justiça de Deus e não ter oferecido o sacrifício de fé que Ele desejava, ele não pôde receber a salvação dos seus pecados. Aqueles que não buscam a Deus com fé para serem um só com Ele serão destruídos por causa dos seus pecados, como Caim. Apesar de ser apenas um lavrador da terra, já que Caim sabia que Deus queria que o sangue de sua oferta fosse derramado, ele tinha que dar uma oferta de sacrifício pela fé e fazer a seguinte confissão de fé: “Querido Deus, eu teria que morrer por causa dos pecados que cometi perante Ti. Mas por teres requerido um sacrifício para a expiação em meu lugar, por favor, aceite esta oferta, purifique meus pecados e salve-me. Por favor, me dê uma nova vida”. Esta é a fé que crê na justiça de Deus. A fé que confia na justiça de Deus, assim como a fé que deseja o Seu amor, é aquela que oferece um sacrifício para buscar Sua misericórdia, é ter um coração que deseja Seu amor.
Entretanto, Caim não fez isso. Ele trouxe oferta a Deus segundo a sua vontade. Isso significa que ele se dobrou perante Deus e disse: “Por favor, aceite isso”, e fez uma pilha com os frutos da terra como tomate, inhame, milho, arroz, maçãs, pêssegos, melancias, etc. Estas ofertas são as mesmas que as pessoas oferecessem quando se dobram diante dos espíritos.
A oferta que Deus quer é um sacrifico de sangue. Temos que oferecer sacrifício a Deus com a fé que confessa: “Eu teria que morrer, mas por Tu seres justo, eu oferece a Ti uma oferta de expiação segundo o sistema sacrificial que Tu estabeleceste. Ao passar meus pecados para esta oferta de sacrifício pondo minhas mãos sobre sua cabeça, e ao imolá-la em meu lugar, eu não tenho mais pecado no coração. Por favor, aceite-a então”. Mas não foi essa oferta de sacrifício que Caim ofereceu. Como isso é maligno para Deus! Já que Ele cumpriu toda justiça para nos salvar, é justo que aqueles que resistem a Ele e oferecem sacrifício à sua maneira sofram com a morte espiritual.
Amados irmãos, vocês têm que examinar a si mesmo para ver se vocês estão seguindo o Senhor crendo de coração na Sua justiça ou não. Se vocês ainda não são um só com Ele, por favor, aprendam isso então. Mas eu não estou dizendo aqui que vocês devem servir os que se converteram antes de vocês de qualquer jeito. Eu não estou dizendo que vocês têm que seguir alguém só porque ele é um servo de Deus que está à sua frente. Os que se converteram antes de vocês estão à sua frente porque estão fazendo a vontade de Deus e seu coração crê na Sua Palavra da justiça. Como está escrito: “Diante das cãs te levantarás, honrarás a face do ancião, e temerás o teu Deus. Eu sou o Senhor” (Levítico 19:32), aqueles que servem ao evangelho há bastante tempo têm experiência e sabedoria. Isso significa que os que se converteram antes há muito tempo são um coração com o Senhor e O seguem na Sua Igreja. A bíblia está nos dizendo para os respeitarmos e os seguirmos por causa da sua fé.
Que coração e que fé Deus quer que tenhamos? Deus crer que tenhamos a fé que crê na Sua justiça. Ele se agrada quando conhecemos corretamente Sua justiça e cremos nela, mas Ele não se agrada quando fazemos Sua obra e nos exaltamos por causa disso. Por isso, antes de fazermos a obra de Deus, temos que ver primeiro se nosso coração é um só com Sua justiça. Se ele não for, temos que crer na justiça de Deus de coração então. Eu espero que vocês tenham fé e creiam na justiça de Deus. Eu quero que vocês orem por essa fé e também a estimem muito em seu coração. Apesar de você e eu termos atitudes erradas, eu creio que se nós tivermos essa fé e esse coração, Deus os aceitará e permitirá que vivamos o resto de nossa vida junto com Ele. Por favor, tenha essa fé. Eu creio que o Senhor que vê e conhece nosso coração muito bem nos dará grandes bênçãos depois de ver nossa fé.
No entanto, quase todos os cristãos estão adorando a Deus como Caim. Aqueles que estão adorando a Deus como Abel são muito poucos, mas são os que O adoram “em Espírito e em Verdade” (João 4:24), pois estes receberam a remissão de seus pecados e o Espírito Santo com um dom por crerem em Jesus Cristo, que veio a nós pela água e pelo Espírito. Aqueles que têm uma fé religiosa adoram a Deus como Caim. Aqueles que adoram à sua maneira e não têm seu coração em Deus são os malignos que se levantam contra Ele. É por isso que Ele envia Sua maldição sobre estas pessoas. Mas Deus salva aqueles que dentre eles merecem Sua misericórdia.
Dez anos depois de aceitar Jesus, eu reconheci na Palavra de Deus que na verdade era um pecador condenado ao inferno. Nela está escrito: “O salário do pecado é a morte”. E apesar de terem se passado dez anos que eu havia aceitado Jesus, eu vi na Palavra de Deus que havia pecado em meu coração. Então, eu reconheci que era pecador e confessei: “Senhor, eu estou condenado ao inferno”. Quando eu fiz isso, o Senhor teve um encontro comigo através do evangelho da água e do Espírito.
Alguns podem até refutar isso dizendo: “Há mais de vinte anos eu creio em Jesus, já me sacrifiquei e fiz muitas obras para Ele. Eu falei em línguas e tive visões. O Senhor apareceu muitas vezes para mim e me disse muitas coisas. Por isso, eu tenho certeza que Deus está comigo. No entanto, você vem me dizer que eu vou para o inferno? Eu posso ser imperfeito, mas tenho certeza que vou para o Céu”. Mas isso não passa do seu próprio pensamento, pois a Palavra de Deus diz que o salário do pecado é a morte. A verdade é que todos têm pecado e irão para o inferno. Aqueles que pensam assim têm que deixar o mais rápido possível sua maneira de adorar a Deus como Caim, o que eles têm feito até agora, e oferecer sacrifício de expiação como Abel para que recebam a remissão dos seus pecados.
A oferta de Abel e Caim, vistas em Gênesis capítulo 4, mostram com muita precisão dois tipos de fé. E se você e eu entendermos isso, nós saberemos que tipo de fé devemos ter em nossa vida. Apesar de sermos imperfeitos como Abel, nós receberemos as bênçãos de Deus quando servirmos ao Senhor de todo o nosso coração e fizermos Sua vontade sendo um só coração com Ele. Contudo, temos que nos lembrar que Ele nos amaldiçoará se tivermos uma fé como a de Caim, que não cria Nele. Espiritualmente falando, só há dois tipos de pessoas neste mundo: Caim e Abel. A maioria das pessoas deste mundo é descendente de Caim. Mas também há os descendentes de Abel, apesar de não serem muitos.
Se as pessoas, não importa quem sejam, tiverem pecado no coração mas quiserem crer de fato na Palavra de Deus como ela é, elas têm que receber a remissão de pecados agora. Nós temos que crer na justiça de Deus. Vamos buscar ao Senhor sendo um só com Ele, um só com a Palavra de Deus, um só com Sua Igreja, um só com a obra que ela faz, um só com nossos líderes e um só com os outros santos. Nós temos que ter uma vida justa crendo na justiça de Deus.