Mahubiri

Assunto 16: O Evangelho Segundo JOÃO

[Capítulo 10-7] O Senhor é o Bom Pastor (João 10:7-16)

O Senhor é o Bom Pastor
(João 10:7-16)
“Tornou, pois, Jesus a dizer-lhes: Em verdade vos digo que eu sou a porta das ovelhas. Todos quantos vieram antes de mim são ladrões e salteadores, mas as ovelhas não os ouviram. Eu sou a porta; se alguém entrar por mim, salvar-se-á, e entrará, e sairá, e achará pastagens. O ladrão não vem senão a roubar, a matar e a destruir; eu vim para que tenham vida e a tenham com abundância. Eu sou o bom Pastor; o bom Pastor dá a sua vida pelas ovelhas. Mas o mercenário, que não é pastor, de quem não são as ovelhas, vê vir o lobo, e deixa as ovelhas, e foge; e o lobo as arrebata e dispersa. Ora, o mercenário foge, porque é mercenário e não tem cuidado das ovelhas. Eu sou o bom Pastor, e conheço as minhas ovelhas, e das minhas sou conhecido. Assim como o Pai me conhece a mim, também eu conheço o Pai e dou a minha vida pelas ovelhas. Ainda tenho outras ovelhas que não são deste aprisco; também me convém agregar estas, e elas ouvirão a minha voz, e haverá um rebanho e um Pastor”.
 
 
Eu quero compartilhar com vocês essa noite o capítulo 10 de João, continuando o sermão que eu preguei hoje pela manhã. O Senhor disse que é a porta das ovelhas, e mais: “Todos quantos vieram antes de mim são ladrões e salteadores, mas as ovelhas não os ouviram”. Ele também disse: “Eu sou a porta; se alguém entrar por mim, salvar-se-á, e entrará, e sairá, e achará pastagens”.
Se eu fosse resumir o texto de João 10:7-10, a mensagem central seria que o Senhor não é somente a porta das ovelhas, mas também o Pastor que dá a salvação e bênçãos ao seu povo. O Senhor disse no versículo 10: “O ladrão não vem senão a roubar, a matar e a destruir; eu vim para que tenham vida e a tenham com abundância”. Como o Senhor mesmo disse, ele é a porta das ovelhas e nosso Salvador. Mas essa palavra é algo que os que ainda não tiveram um encontro com o Senhor não entendem nem creem. O Senhor nos disse que ele é a porta das ovelhas e o bom Pastor, e que embora o ladrão tenha vindo para roubar, matar e destruir as ovelhas, ele veio a essa terra para que elas tenham vida.
Apesar de termos confessado crer no Senhor como nosso Salvador antes mesmo de termos tido um encontro com ele, quando ouvimos que o Senhor é nosso Pastor e a porta das ovelhas, nós não pudemos entender. Então, ficamos confusos com o assunto e pensamos: “Eu acho que isso é verdade. Já que foi isso que o Senhor disse, deve ser verdade e não mentira”. Mas agora que tivemos um encontro com o Senhor que veio pelo evangelho da água e do Espírito e confiamos nele, nós podemos entender o que ele realmente quis dizer quando falou que era a porta das ovelhas e o bom Pastor que dá sua vida por nós. E também podemos entender plenamente agora que já que o Senhor é a porta das ovelhas, elas entram e saem, encontram pastagens e recebem a salvação. O Senhor é mesmo nosso bom Pastor. E mesmo que alguns de nós não entendam tudo que essa passagem quer dizer, o Senhor com toda certeza é o bom Pastor e a porta das ovelhas.
 
 

O Senhor Teve um Encontro Comigo Através do Evangelho da Água e do Espírito

 
Eu fui cristão por cerca de dez anos antes de nascer de novo realmente. E antes de crer no Cristianismo, eu cria no Budismo e até mesmo no Confucionismo. Mas quando eu fiquei muito doente e a vida não tinha mais sentido para mim, eu cri em Jesus como meu Salvador. Eu cri em Jesus porque eu estava muito doente, e já que achava que ia morrer, eu quis colocar minha vida em ordem e resolver o problema do pecado em meu coração. Na verdade, eu não entendia Jesus muito bem, mas eu me apeguei ao Senhor já que todos diziam que ele era o Salvador da humanidade, que ele foi crucificado para levar os pecados dos maus e pecadores, inclusive os meus, que ele ressuscitou dos mortos e que todos que cressem nele seriam remidos de todos os seus pecados. Por isso, eu pedi ao Senhor que perdoasse todos os pecados que eu tinha cometido até então. Embora eu cresse em Jesus porque queria que todos os meus pecados fossem purificados antes de eu morrer, eles na verdade não foram purificados naquela época. Mesmo assim, eu continuei praticando o Cristianismo por mais dez anos.
Há um provérbio coreano que diz que dez anos são suficientes para que as montanhas e os rios mudem. Hoje em dia, as coisas mudam muito mais rápido; um ano é suficiente para uma colina desaparecer, um túnel ser aberto, autoestradas serem pavimentadas, complexos de apartamentos serem edificados e novas estradas serem construídas. Mesmo sendo cristão por mais de uma década, os pecados do meu coração não desapareceram. E embora meu coração estivesse exultante quando eu cri em Jesus, meu problema com o pecado não foi resolvido. Então, mesmo crendo em Jesus, eu sentia que havia muito hipocrisia na minha fé. Embora eu cresse em Jesus fielmente e com sinceridade, sempre que eu olhava para o meu coração, eu via todos os meus pecados intactos dentro dele. E até quando eu pregava a Palavra para outras pessoas, eu lutava comigo mesmo porque sentia vergonha do meu estado pecaminoso.
Um dia, pela graça de Deus, eu encontrei o evangelho da água e do Espírito escrito na Bíblia e fui remido de todos os pecados do meu coração de uma vez por todas. Eu fiquei tão feliz naquela hora que um sorriso começou a brotar do fundo do meu coração. Eu entendi por que Deus disse quando nosso Senhor foi batizado e saiu da água: “Este é o meu Filho amado, em quem me comprazo” (Mateus 3:17). E eu também entendi por que o Senhor disse antes de ser batizado por João Batista: “Deixa por agora, porque assim nos convém cumprir toda a justiça”. Quando eu tive esse grande entendimento, eu pude ver a luz da verdade brilhando em meu coração. Quando eu entendi Mateus 3:13-17, foi como se um raio de luz brilhante de um laser viesse de cima e iluminasse meu coração. Foi então que eu entendi: “O Senhor levou todos os meus pecados ao ser batizado por João! Jesus Cristo levou sobre si não somente meu pecado original, mas também meus pecados pessoais! Ele tirou todos os pecados que eu cometi minha vida toda, desde minha infância até hoje!” Eu também entendi que todos os pecados que eu cometeria no futuro estavam incluídos nos pecados do mundo, e que esses pecados também foram passados para Jesus. E quando eu entendi isso, a paz invadiu meu coração.
Antes de ter um encontro com o Senhor da salvação por meio do evangelho da água e do Espírito, meu entendimento era limitado, e por isso eu costumava pensar assim: “O Senhor é o meu Pastor e o meu Salvador. Só ele é o meu Salvador e o Filho de Deus. São quatro as grandes religiões deste mundo, e o Cristianismo não é o melhor entre elas. Só Jesus é a verdade, o próprio Deus e meu Salvador”. Isso era tudo que eu sabia, mas os pecados do meu coração não podiam ser tirados de jeito nenhum.
Entretanto, quando eu encontrei a verdade do evangelho da água e do Espírito, a verdade da remissão de pecados que o Senhor nos deu, eu entendi que ele levou sobre si todos os meus pecados quando eu estava condenado ao inferno. Naquele momento, uma pequena onda invadiu meu coração. Antes meu coração só vivia endurecido, triste e frustrado, e por mais que eu estivesse rindo por fora, por dentro eu vivia atormentado. Mas depois que eu finalmente fui purificado dos meus pecados, eu pude respirar aliviado, fiquei muito feliz e disse para mim mesmo: “Meus pecados agora desapareceram realmente! Eu agora recebi a remissão de todos os meus pecados!”
Mas mesmo depois de receber a remissão de pecados, eu ainda me preocupava com o que iria comer, beber ou vestir. Isso porque eu ainda sentia em minha carne as necessidades básicas de alimentação, vestimenta e moradia, embora eu soubesse muito bem que por ter o Senhor ao meu lado, ganhar dinheiro neste mundo era algo insignificante, e que sua fama e riquezas não valiam nada para mim. Além disso, já que eu tinha encontrado o Senhor e sentia um senso de dever a cumprir, eu me perguntei o seguinte: “Será que eu devo servir ao evangelho do Senhor? Apesar de haver muitos cristãos, eles não conhecem a verdade do evangelho da água e do Espírito. Não é meu dever então pregar este evangelho?” Só que para pregar este evangelho, eu tinha que resolver as questões básicas de alimentação, vestimenta e moradia para minha família, pois este assunto me turbava muito enquanto eu lutava com isso.
Mas uma coisa estava muito clara para mim, que o Senhor havia apagado todos os meus pecados e da raça humana. Então, eu tentei pregar o evangelho da água e do Espírito, pois eu pensei: “Não é justo que os cristãos continuem sofrendo por causa do problema do pecado. É isso o que as pessoas que são espiritualmente cegas fazem. As pessoas não conhecem essa verdade. Os cristãos não estão errados por dizer que foram remidos somente do pecado original e fazer suas orações de arrependimento para ser remidos dos seus pecados pessoais? Como eles são ignorantes! Não é uma desgraça eles estarem aprisionados pelos seus pecados, já que creem em Jesus?” Eu então comecei a pregar o evangelho para todo mundo que eu encontrava. E embora muitos ficassem felizes por ouvir o evangelho, muitos se voltaram contra mim. Mas apesar disso, o Senhor me guiou fielmente para onde eu estou agora.
 
 

Mesmo Depois de Ter Encontrado o Senhor, Eu Ainda Enfrentei Muitas Dificuldades

 
Assim como o cego descrito no capítulo 9 de João foi expulso da sinagoga, eu também fui odiado e desprezado por muitos dos meus velhos amigos e colegas. Mas eu não me importava com isso. Isso não tinha nenhuma importância para mim porque o Senhor era o verdadeiro Pastor da minha vida. Assim como o Senhor disse que era porta das ovelhas, ele de fato se tornou a porta da salvação para mim. E ele se tornou a porta da salvação para você também. E já que o ele se tornou nosso Senhor e Pastor, ele realiza os desejos do nosso coração quando vivemos para este evangelho, e sempre cuida de nós e nos guia, embora nos desviemos e cometamos alguns erros ao longo do caminho muitas vezes por sermos falhos e imperfeitos. O Senhor respondeu minhas orações quando eu o questionei sobre as coisas que deveria fazer para viver para o evangelho de Deus, e não para minha carne. Deus respondeu todas as minhas orações quando eu pedi: “Me abençoe, Senhor! Eu preciso das coisas materiais. Eu preciso de uma casa para servir ao evangelho. Por favor, me dê uma casa. Eu também preciso de um emprego agora. Senhor, Por favor, me dê um emprego”. Eu passei por muitas crises e dificuldades quando resolvi servir ao Senhor. Mas quando isso acontecia, eu apenas orava a Deus e o Senhor sempre vinha me ajudar. Eu também passei por muitos perigos enquanto servia ao Senhor e tive que vencer muitas crises pela fé. Houve vezes em que minha saúde ficou muito mal, quando eu tive muitos trabalhos urgentes para fazer para o reino de Deus. Certa vez, minha saúde ficou tão mal que eu me preocupei muito e pensei: “Eu acho que não vou durar muito tempo. Talvez minha hora esteja chegando”.
Quando saiu o terceiro volume da série dos meus livros do evangelho, eu fiquei tão absorvido pelo trabalho que não cuidei da minha saúde e tive espondilite, um tipo de artrite que afeta a coluna. E como aquilo não me incomodava muito, eu não me preocupava e às vezes pedia a um dos meus obreiros para fazer uma massagem nas minhas costas, achando que a dor era por causa da idade. Um dos meus obreiros então me apresentou ao Dr. Hong, um médico que praticava a medicina tradicional coreana, e ele fez acupuntura em mim com agulhas de ouro. Aí eu pensei: “Para mim não importa se as agulhas são feitas de ouro ou aço; eu só quero ficar logo curado para continuar servindo ao Senhor”. E como eu desejava, tudo deu certo e a partir daquela noite eu comecei a me sentir muito melhor. Como não somente eu, mas toda a igreja estava orando por mim, eu fiquei curado. E embora minha saúde ainda não esteja 100%, eu estou muito melhor agora.
Eu também tive um problema na minha garganta e fui consultar um médico no hospital da cidade, mas ele me disse que não era nada demais e me passou uns remédios. Mas, na verdade, havia um caroço tapando minha garganta. E como o problema continuou, eu resolvi ir a um grande hospital de Seul para ter um diagnóstico completo. Eles descobriram então que o caroço poderia se tornar um câncer se não fosse tratado. Eu então tive que removê-lo. Além disso, eu também tive outros problemas de saúde, mas todas as vezes Deus me ajudou a me recuperar com tratamento e medicação, além da oração dos santos, o que me ajuda a manter minha saúde até hoje. Deus sempre guia sua igreja e a ajuda.
Eu posso entender totalmente agora o que o senhor quis dizer quando falou que era o bom Pastor. Eu posso desfrutar disso todos os dias, inclusive em minhas próprias experiências. Em Salmos 23:1-2, Davi canta este hino maravilhoso:
“O Senhor é o meu Pastor;
Nada me faltará.
Deitar-me faz em verdes pastos,
Guia-me mansamente a águas tranqüilas”.
Davi viveu confiando totalmente no Senhor, e assim como Deus concedeu a ele sua bondade e misericórdia todos os dias de sua vida, eu creio que ele dará as mesmas bênçãos a mim e a você. O Senhor está realmente vivo, e ele é a porta das ovelhas, nosso Salvador e nosso Pastor. Ele não é somente o meu Pastor, mas o seu Pastor também. O Senhor nos ajuda, nos protege e nos concede suas bênçãos.
Quando lemos este Salmo, podemos entender como o Senhor cuida de nós. Mas deixe-me te ensinar algumas coisas mais profundas sobre o que a Bíblia quer dizer quando fala que o Senhor é o nosso Pastor. O Senhor disse: “Eu sou o bom Pastor; o bom Pastor dá a sua vida pelas ovelhas”. O Senhor deu sua vida para nos salvar do pecado. Depois de nascer nessa terra, o Senhor levou sobre si todos os pecados do homem ao ser batizado por João Batista aos 30 anos de idade, e nos amou tanto que entregou seu corpo na cruz. E suportando todo aquele sofrimento terrível, a dor e o escárnio, ele derramou seu sangue na cruz, todo o sangue do seu corpo através das feridas nos pés, nas mãos e no coração. Aí então, ele ressuscitou dos mortos e assim se tornou nosso Salvador. E ele fez tudo isso para salvar você e a mim do pecado. De fato, o Senhor tem tudo para ser o nosso Pastor.
Se você passar por alguma luta depois de ter um encontro com o Senhor, tire a sujeira que você vem acumulando no seu coração todo esse tempo. Se você fizer isso, é porque você quer seguir o Senhor corretamente. O Senhor já tirou muito dos nossos desejos e pensamentos carnais. Mas para fazer isso, ele faz com que passemos por muitas dificuldades. Ele sempre nos guia fielmente quando é nosso desejo segui-lo em nossa vida confiando na justiça de Deus. Se pensarmos primeiro em fazer a vontade do Senhor e viver pela fé buscando seu reino e sua justiça, ele nos abençoará o tempo todo então. Nós entendemos agora que Deus usa muitas perseguições e lutas para purificar nosso coração, e depois nos abençoa segundo a nossa fé. É isso que o Senhor tem feito comigo e com você. Se ainda houver muito sujeira no seu coração e no meu, o Senhor fará com que tenhamos lutas em nossa vida até que ela seja removida. E por meio dessas lutas, nossa fé será depurada e seremos moldados para nos tornarmos instrumentos úteis para Deus. Nós sabemos que é a partir das experiências que temos que Deus faz de nós instrumentos úteis para ele, pois é assim que o Senhor trabalha ainda mais em nossa vida, nos ajuda mais e nos abençoa mais para que preguemos o evangelho da água e do Espírito.
 
 
O Senhor é o Nosso Bom Pastor
 
Assim como o Senhor nos conhece, temos que conhecê-lo também. É tão maravilhoso e gratificante saber que o Senhor é o nosso Pastor. Ele é o nosso grande Pastor. Ele nos encontrou através do evangelho da água e do Espírito e nos salvou de todos os nossos pecados. E como nosso Pastor, ele nos ajuda e nos guia pelo caminho de justiça por amor de seu nome. E já que guardamos no coração o nome do Senhor, ele sempre nos ajuda a permanecer firmes sendo guiados por ele. É fabuloso saber que temos um Pastor assim conosco. Já que o Senhor se tornou nosso Salvador, é uma alegria tremenda fazermos a sua obra, pois antes fizemos muitas coisas inúteis neste mundo e éramos seres igualmente inúteis.
Há uma canção popular na Coreia que diz assim: “Eu bebo, eu canto, eu danço, mas tudo que fica em meu coração depois disso é a tristeza”. Eu não vivi tanto neste mundo como alguns de vocês, mas eu sei que a letra dessa canção fala de uma vida sem sentido. Ela é algo totalmente fútil, onde não há nada mais do que um vazio, como diz outra parte da canção: “Quando eu olho ao redor para ver a quem recorrer, todo mundo vira as costas para mim”. Não importa o que fizermos, sempre haverá barreiras a ser transpostas. Às vezes somos bem sucedidos e outras vezes fracassamos – nada é garantido. O vencedor pode se tornar o perdedor, e o perdedor pode se tornar o vencedor.
Há uma cidade aqui que tem nos seus arredores um hotel chamado “Sorte Grande”. E é provável que o dono do Hotel Sorte Grande tenha usado este nome para expressar seu desejo de ser bem sucedido nos negócios. Talvez ele tenha colocado este nome no seu hotel para ter sorte, mas nós temos o Senhor que nos concede grandes bênçãos. Nós temos o Pastor que veio pelo evangelho da água e do Espírito. Nosso Senhor nos ajuda e abençoa a todos nós.
Como eu disse antes, eu realmente gosto muito de fazer a obra de Deus. Isso porque a obra do mundo é complemente inútil. Se você trabalhar como funcionário público por 30 anos, você talvez se aposente com alguns milhares de reais na sua conta, mas todo este dinheiro não significa nada para o Senhor. Você pode trabalhar duro no seu emprego, mas isso não tem valor algum; você pode tocar seu negócio com todo entusiasmo, mas isso não tem valor algum; e você pode até ganhar muito dinheiro, mas isso também não tem valor algum. Afinal de contas, tudo isso não são coisas que somente garantem nosso pão de cada dia? Essa vida não é muito miserável então?
Aqueles que não meditam sobre isso devem achar que a vida é muito fácil, mas, na verdade, ela não é. O serviço militar na Coreia é obrigatório a todos os homens. Então, depois de deixar o serviço militar e começar a procurar emprego, a maioria deles já está com quase 30 anos. Depois de se casarem e ter um casal de filhos, eles já estão com 40 anos. A vida é como a viagem de um andarilho. Nós viemos a este mundo sem nada e o deixaremos sem nada também. Até nossas irmãs que ainda não são casadas logo se casarão, terão filhos e ouvirão seus netos chamá-las de vovó. E não adianta querer comparar nossa vida com a vida de outras pessoas. Isso só gera uma sensação inútil de superioridade ou inferioridade.
A saúde não é grande coisa também. Embora eu nunca tenha sido um homem saudável, eu sou feliz por agora servir ao evangelho da água e do Espírito. Tanto os abastados quanto os desfavorecidos geralmente fazem três refeições ao dia. Os ricos deixam este mundo depois de passar a vida inteira tentando administrar seu patrimônio para ficar mais ricos ainda. Há tempos de sucesso e de fracasso na vida. É por isso que a vida é como o mar, nunca está calmo. Há dias bons e dias ruins, dias ensolarados e dias nublados, dias tranquilos e dias agitados – no fim de tudo isso, a vida acaba.
Quando eu era jovem, meus pais deram todo o dinheiro que tinham para uma religião indígena coreana chamada Daesonjinrihoe. Uma das doutrinas dessa religião dizia que se houvesse uma guerra, seus seguidores seriam assuntos ao céu na mesma hora. Isso é tão ridículo e absurdo. Enfim, já que meus pais davam todo dinheiro que ganhavam para este grupo religioso, eu tive uma infância muito difícil. Até os 12 anos de idade, meu sonho era um dia poder comer um prato cheio de arroz. Você pode até achar isso engraçado, mas eu nasci numa família muito pobre. E como eu cresci nessa pobreza, eu tive uma infância extremamente difícil.
Mas depois que eu tive um encontro com o Senhor através do evangelho da água e do Espírito, eu vi que havia muitas oportunidades de ganhar dinheiro. Se você abrir os olhos, olhar ao redor e se preparar passo a passo, você verá que há muitas oportunidades de ganhar dinheiro, embora nem todos vão ter sucesso de uma hora para a outra. Eu também percebi como as outras pessoas viviam. Eu mesmo trabalhei como assalariado por catorze meses. Eu trabalhava oito horas por dia e ganhava cinquenta dólares. Em 1980, isso era considerado um bom salário na Coreia. Mas mesmo que eu ganhasse 500 ou 5.000 dólares por mês, isso poderia ser comparado à pregação do evangelho da água e do Espírito? Mesmo se alguém me desse um caminhão cheio de dinheiro, isso poderia ser comparado à obra de Deus? Claro que não! Eu nunca trocaria meu ministério por qualquer outra coisa. Por mais que me oferecessem muito dinheiro, o meu ministério não somente é muito mais valioso do que isso, mas também vale muito mais a pena vivê-lo a cada minuto da minha vida. É por isso que eu me sinto realizado. É muito gratificante fazer a obra de Deus.
Sempre que nossos pastores se reúnem, eu digo para eles: “Vocês têm que ser gratos a Deus. Vocês têm que ser gratos a ele por ter tido um encontro com o Senhor pelo evangelho da água e do Espírito e estar servindo a ele agora. Vocês acham que encontraram o Senhor pelas suas próprias forças quando o procuravam? Claro que não! Vocês jamais poderiam ter tido um encontro com o Senhor por si mesmos. Vocês jamais conseguiriam servir ao Senhor por si mesmos. Com uma fé assim e esse tipo de atitude, vocês jamais conseguiriam servir ao Senhor, mesmo se quisessem. Nem todos podem servir ao evangelho da água e do Espírito. Então, o próprio fato de vocês poderem servir a este evangelho já é algo que vocês deveriam agradecer muito”. Mas eu reconheço que há alguns pastores que não entendem o que eu quero dizer com isso. É provável que eles pensem consigo mesmos: “Como é que ele pode nos pedir para ser gratos, já que nos dá tanto trabalho? Isso é ridículo!”
Na verdade, isso é algo que de fato deve nos levar a ser muito gratos. Já que você e eu encontramos o evangelho da água e do Espírito em nossa vida, nós temos que trabalhar duro para anunciar este verdadeiro evangelho. O que nós estaríamos fazendo agora se não estivéssemos pregando o evangelho? Todos nós não estaríamos trabalhando só para ganhar a vida. Não estaríamos trabalhando só para ganhar o pão de cada dia? Que vida miserável seria essa!
Vamos dizer que você ganhe 200 reais por um dia de trabalho. Se você trabalhar todo dia então, sem tirar nenhuma folga, você ganhará 6.000 por mês. Isso não é muito dinheiro? Na verdade não. De certo modo, até parece muito dinheiro, mas na verdade não é, pois ele logo acabará. Vamos dizer que você trabalhe duro para se alimentar bem, comprar uma casa e móveis novos para ter uma vida mais confortável, comprar um carro novo, ser um membro respeitado da comunidade e todos chamaram você de ‘patrão’. Tudo isso pode até parecer grande coisa, mas na verdade trabalhar para ter tudo isso é algo inútil. Sua vida seria muito monótona, sempre com a mesma rotina, acordando cedo para ir trabalhar, voltando para casa depois para dormir, e no outro dia de manhã começando tudo de novo. No final do dia, quando você olhasse para trás, você não teria nenhuma alegria pelo que fez, nada disso teria valido a pena.
 
 
O Senhor Permite que Todos que Têm Sede de Justiça Façam Muitas de Suas Obras
 
O Senhor disse em Mateus capítulo 5: “Bem-aventurados os que têm fome e sede de justiça, porque eles serão fartos”. Isso significa que os que realmente desejam fazer a boa obra do Senhor serão fartos. Melhor dizendo, o Senhor confiará a eles sua obra. E ele nos torna fartos justamente para fazermos esta boa obra que ele nos confiou. Amados irmãos, se vocês tiverem que gastar todas as horas, todos os minutos, todos os meses, todos os anos só para garantir sua prosperidade, ao invés de fazer algo que vale realmente a pena, sua vida será totalmente miserável então. Algumas pessoas se sentem felizes só porque suas necessidades com alimentação, vestimenta e moradia são supridas. É por isso que chamamos essas pessoas de ‘porcos com o estômago cheio”. Elas são como animais. Mas o que as torna como os porcos não é o fato de viverem como eles, e sim o desejo ter sua barriga cheia como eles. Um filósofo disse certa vez que preferiria ser um Sócrates faminto do que um porco com a barriga cheia. Há muitos artistas que praticam sua arte na pobreza. Mas por que eles fazem isso? Porque acham que vale muito a pena fazer isso. Eles não praticam sua arte apenas para ganhar o pão de cada dia.
Um provérbio coreano diz que quando um tigre morre, ele deixa sua pele, e quando um homem morre, ele deixa seu nome. Mas e você? Se você morrer depois de passar toda a sua vida só ganhando o pão de cada dia, não haverá nada de importante para escrever na sua lápide senão a data do seu nascimento e da sua morte. Fora isso, não haverá mais nada para se escrever na sua lápide. Você tem que ter algo importante para se escrito na sua lápide depois de morrer, depois que você for encontrar com Deus. Deve haver algo bom que você fez em sua vida. Vá ao cemitério e leia algumas lápides lá. Algumas delas trazem os nomes de todos os antepassados do falecido. Outros dizem apenas quantos filhos ele tinha. Algumas lápides até dizem algo sobre o falecido, mas é difícil encontrar alguma que diz que o homem enterrado ali era um justo.
O falecido diácono Myoungchan Kim está enterrado num dos cemitérios públicos da cidade, e todos vocês podem visitar seu túmulo. Na sua lápide está escrito: “Aqui dorme o justo diácono Myoungchan Kim, esperando a volta do Senhor”. Todos os cristãos nascidos de novo por crerem no evangelho da água e do Espírito esperam a volta do Senhor em sua vida. E há muitos que copiam este epitáfio apesar de não terem nascido de novo. Eles nos imitam, mas tiram a palavra ‘justo’ e escrevem: “Aqui dorme o presbítero fulano de tal, esperando a volta do Senhor”. A bem da verdade, isso é uma violação do direito de propriedade intelectual. Contudo, essas pessoas não entendem o significado do epitáfio do diácono Kim e só acham que suas palavras soam bem. Talvez este seja o motivo de não usarem a palavra ‘justo’ e só escreverem “o presbítero fulano de tal, o diácono fulano de tal, ou o santo fulano de tal dormem aqui, esperando a volta do Senhor”.
Para Deus, há dois tipos de pessoas: todos são justos ou pecadores. Aqueles que foram salvos do pecado, receberam a remissão de pecados e tiveram um encontro com o Senhor por crerem no evangelho da água e do Espírito são justos, mas os que ainda têm pecado, embora afirmem crer em Jesus, são pecadores. É claro que aqueles que não conhecem Jesus são todos pecadores também.
Deve haver algo importante para escrever na sua lápide. É por isso que somos gratos por fazermos a obra do Senhor. Nós estamos fazendo o que é certo. Há muitos obreiros na Igreja de Deus agora, e todos eles devem ser gratos a Deus. E eles têm que ser gratos a mim também, pois fui eu que dei a eles tanto trabalho, não é verdade? O que vocês dizem sobre isso? Talvez vocês não queiram dizer nada. Talvez alguns de vocês estejam pensando: “Eu estou cansado de trabalhar! Tudo que ele me dá é trabalho e mais trabalho!” Contudo, amados irmãos, pensem no que aconteceria se eu não desse nenhum trabalho a vocês. O que vocês fariam se eu dissesse a vocês para ficar à toa porque não há nada para fazer? Vocês certamente procurariam alguma coisa para fazer, mas o que vocês fariam? Tudo que vocês fizessem não teria valor algum. No fim, vocês acabariam fazendo algo que não duraria muito. Talvez vocês fossem comer, cantar e dançar, mas nada disso restaria quando vocês acordassem no outro dia pela manhã. É por isso que vocês têm que ser gratos a Deus por ele ter confiado essa obra a vocês.
O Senhor disse: “Eu sou a porta; se alguém entrar por mim, salvar-se-á, e entrará, e sairá, e achará pastagens” (João 10:9). Isso quer dizer que já que o Senhor é o Pastor das ovelhas e a porta da salvação, os que creem nele certamente serão salvos. A salvação não é algo que pode ser alcançado de outro jeito. Ela só é alcançada crendo no evangelho da água e do Espírito dado pelo Senhor. Você primeiro tem que ser salvo crendo no Senhor, depois ser abençoado no seu corpo e no seu espírito, e então frequentar a Igreja de Deus para encontrar pastagens ali. Na Igreja de Deus, você receberá as bênçãos celestiais e ouvirá a Palavra de Deus, que é pão para a sua alma, e também poderá fazer a abençoada obra do Senhor. É isso que você tem que fazer nessa terra. Já que o senhor é nosso Pastor, ele nos alimentará em seu aprisco porque ele é soberano. Nós temos que entender muito bem que o Senhor é a porta das ovelhas e o nosso Pastor. Não devemos parar ao recebermos a salvação. O Senhor disse que é ele quem nos dá a vida eterna. E ele disse também que nos alimentaria e nele encontraríamos pastagens. A vida eterna é justamente isso.
O fato de vivermos com um corpo perfeito e imortal prova como é tremenda a bênção que recebemos. Quando nosso corpo imperfeito for transformado num corpo perfeito e espiritual, seremos como Deus e nunca mais ficaremos doentes, jamais seremos imperfeitos novamente ou envelheceremos. É uma bênção tremenda viver para sempre numa condição onde desfrutaremos do esplendor e da glória de Deus. Por isso que é maravilhoso crer em Jesus, receber a remissão de pecados e a vida eterna crendo nele que nos deu o evangelho da água e do Espírito e é a porta da nossa salvação.
O Senhor nos deu o Reino Milenial e disse que reinaremos com ele por mil anos. E nós conheceremos todos os detalhes do nosso reino quando chegarmos lá. O Senhor também nos disse que depois do Reino Milenial, ele nos dará o eterno reino de Deus para que lá desfrutemos da ‘vida eterna’. Vocês creem nisso, irmãos? Isso é difícil de imaginar porque nenhum de nós ainda experimentou a vida eterna, mas pense em como será viver para sempre como um ser eterno. Imagine viver para sempre como um ser perfeito, sem nenhuma doença e tendo a fé, o coração e os pensamentos perfeitos. E imagine desfrutar de toda glória e esplendor. Isso é uma bênção maravilhosa! O Senhor disse que ele é a porta das ovelhas e o nosso Pastor, e por isso aqueles que forem até ele poderão entrar e sair quando quiser, receberão a salvação e encontrarão pastagens. Melhor dizendo, eles receberão a vida eterna e, por essa razão, nunca mais terão sede ou morrerão.
O Senhor logo voltará a essa terra, só que não sabemos quando exatamente. Mas ele voltará com toda a certeza. Então, os cristãos que nasceram de novo e estão enterrados serão transformados, terão um corpo perfeito e serão levados para o céu. Depois disso, os justos que ainda estão vivos encontrarão o Senhor nos ares, exatamente como está escrito na Bíblia: “Porque o mesmo Senhor descerá do céu com alarido, e com voz de arcanjo, e com a trombeta de Deus; e os que morreram em Cristo ressuscitarão primeiro; depois, nós, os que ficarmos vivos, seremos arrebatados juntamente com eles nas nuvens, a encontrar o Senhor nos ares, e assim estaremos sempre com o Senhor” (1 Tessalonicenses 4:16-17). O Senhor então fará com que haja novos céus e uma nova terra para vivermos ali por mil anos.
No entanto, aqueles que ainda têm pecado no coração, embora professem crer em Jesus – ou seja, aqueles que dizem que creem em Jesus mas se recusam a crer no evangelho da água e do Espírito e entender que Jesus é a porta das ovelhas, o Salvador e a porta da salvação – não serão aceitos por Jesus naquele dia. Após estes mil anos, no fim do nosso reinado de glória e esplendor, Deus os ressuscitará e os levará ao “Juízo do Trono Branco”. Apocalipse 21 diz que aqueles cujos nomes estão escritos no Livro da Vida receberão a vida eterna, mas aqueles cujos nomes não estiverem serão lançados no fogo eterno do inferno. A Bíblia diz que esta é a segunda morte, o que significa que todo pecador irá sofrer para sempre.
Todo mundo tem que crer em Jesus Cristo, que é a porta da salvação e a porta das ovelhas, a fim de que possam receber a salvação e encontrar pastagens para a vida eterna. Caso contrário, todos sofrerão para sempre. Se um pecador morrer fisicamente, sua alma e seu corpo serão lançados no inferno depois do Reino Milenial; essa é a chamada segunda morte. E é por isso que as bênçãos que esperam por mim e por vocês como o povo redimido de Deus são tão maravilhosas. E até os privilégios que gozam os governantes mais poderosos dessa terra não podem ser comparados com essas bênçãos. Esses privilégios só duram enquanto eles estão no poder, mas os privilégios que desfrutaremos durarão por toda a eternidade. É por isso que somos muito gratos a Deus.
Jesus disse no versículo 16: “Ainda tenho outras ovelhas que não são deste aprisco; também me convém agregar estas, e elas ouvirão a minha voz, e haverá um rebanho e um Pastor”. Isso quer dizer que temos que guiar aqueles que ainda estão desviados e perdidos. Essas pessoas precisam mesmo encontrar os justos, ouvir a verdade sobre o evangelho da água e do Espírito em detalhes, entrar no aprisco de Deus e receber as mesmas bênçãos que recebemos quando nos convertemos antes deles.
Qual o motivo de existirmos nessa terra? Qual a razão de termos nascido aqui? O homem nasce para encontrar o Senhor, ser salvo e receber a vida eterna. Você nasceu por um propósito específico: para ter um encontro com o Senhor e ser remido de todos os seus pecados. Se isso não acontecer em sua vida, você então nasceu em vão. Seria melhor você nem ter nascido, como Judas Iscariotes.

Portanto, vamos guiar aqueles que ainda não fazem parte deste aprisco, pregar o evangelho da água e do Espírito para eles, torná-los parte deste rebanho junto conosco, e levá-los a receber e desfrutar das mesmas bênçãos que recebemos.