Kazania

Assunto 13: O Evangelho Segundo MATEUS

[Capítulo 26-1] Dê ao Senhor um Vaso de Alabastro com Precioso Bálsamo (Mateus 26:1-29)

Dê ao Senhor um Vaso de Alabastro com Precioso Bálsamo
( Mateus 26:1-29 )
“Tendo Jesus terminado de dizer todas estas coisas, disse aos discípulos: Sabeis que daqui a dois dias é a páscoa; e o Filho do homem será entregue para ser crucificado. Então os principais sacerdotes, os escribas e os anciãos do povo reuniram-se na sala do sumo sacerdote, chamado Caifás, e deliberaram prender a Jesus, à traição, e matá-lo. Mas diziam: Não durante a festa, para não haver tumulto entre o povo. Estando Jesus em Betânia, em casa de Simão, o leproso, aproximou-se dele uma mulher com um vaso de alabastro cheio de precioso bálsamo, que lhe derramou sobre a cabeça, quando ele estava assentado à mesa. Vendo isto, os discípulos se indignaram, dizendo: Para que este desperdício? Este perfume podia ser vendido por muito dinheiro, e dar-se aos pobres. Jesus, porém, conhecendo isto, disse-lhes: Por que afligis esta mulher? Ela praticou uma boa ação para comigo. Sempre tereis convosco os pobres, mas a mim não haveis de ter sempre. Ora, derramando ela este perfume sobre o meu corpo, ela o fez preparando-me para o meu sepultamento. Em verdade vos digo que, onde quer que este evangelho for pregado em todo o mundo, também será referido o que ela fez, para memória sua. Então um dos doze, chamado Judas Iscariotes, foi ter com os principais sacerdotes, e disse: Que me quereis dar, e eu vo-lo entregarei? E pagaram-lhe trinta moedas de prata. Desde então buscava oportunidade para o entregar. No primeiro dia da festa dos pães asmos, os discípulos se aproximaram de Jesus e lhe perguntaram: Onde queres que façamos os preparativos para comeres a páscoa? Respondeu-lhes ele: Ide à cidade ter com certo homem, e dizei-lhe: O Mestre diz: O meu tempo está próximo. Em tua casa celebrarei a páscoa com os meus discípulos. Os discípulos fizeram como Jesus lhes ordenara, e prepararam a páscoa. Chegada a tarde, assentou-se à mesa com os doze. Enquanto comiam, disse-lhes: Em verdade vos digo que um de vós me trairá. E eles, entristecendo-se muito, começaram um por um a perguntar-lhe: Por acaso sou eu, Senhor? Respondeu-lhes: O que mete comigo a mão no prato, esse me trairá. Em verdade o Filho do homem vai, como acerca dele está escrito. Mas ai daquele por quem o Filho do homem é traído! Melhor lhe fora se não tivesse nascido. Então, perguntou-lhe Judas, o que o traía: Por acaso sou eu, Rabi? Respondeu Jesus: Tu o disseste. Enquanto comiam, Jesus tomou o pão e, abençoando-o, partiu-o e o deu aos discípulos, dizendo: Tomai, comei; isto é o meu corpo. Então ele tomou o cálice, e, tendo dado graças, deu-o aos discípulos, dizendo: Bebei dele todos. Isto é o meu sangue, o sangue da nova aliança, que é derramado por muitos, para remissão de pecados. E digo-vos que, desta hora em diante, não beberei deste fruto da vide, até àquele dia em que o beba de novo convosco no reino de meu Pai.’”
 
 
Jesus Cristo sabia tudo o que ia acontecer no futuro. Então, Ele disse aos Seus discípulos: “Eu serei entregue aos principais sacerdotes para ser crucificado”. Quando a páscoa estava perto, os principais sacerdotes e os líderes religiosos de Israel se reuniram no templo e planejaram matá-Lo. A páscoa para os israelitas era um dia de grande festa para celebrar a sua saída do Egito. Assim como os criminosos são soltos da prisão em nosso país sob anistia no feriado nacional, tal como o Dia da Independência, no tempo de Israel, havia o costume de libertar um criminoso no dia de festa como o da páscoa. Por outro lado, havia também o costume de executar aos olhos de todos os piores criminosos. Por causa desse costume, os principais sacerdotes tentaram matar Jesus durante a páscoa. Jesus já sabia de seus planos. Então Ele disse aos Seus discípulos: “Eu serei vendido para as pessoas durante a páscoa como o Cordeiro sacrificial.”
Quando Jesus estava em Betânia com Seus discípulos na casa de Simão o leproso, uma mulher veio até Ele com um vaso de alabastro com um bálsamo precioso, e o derramou sobre a Sua cabeça enquanto Ele estava à mesa. Jesus ficou parado. Hoje, aquele bálsamo é como se fosse um perfume francês, que é considerado o melhor de todos. A mulher derramou generosamente o bálsamo sobre a cabeça de Jesus, o qual exalou um perfume tão forte que se espalhou rapidamente por todo o ambiente. Talvez, o bálsamo tenha descido sobre o cabelo de Jesus. O perfume do bálsamo deve ter enchido todo o ambiente e sufocado as pessoas.
Enquanto Jesus ficou parado, os rostos de Seus discípulos ficaram vermelhos de tanta raiva. Os discípulos censuraram aquela mulher, dizendo: “Para que este desperdício? Este perfume podia ser vendido por muito dinheiro, e dar-se aos pobres.” Os discípulos pensaram que certamente a mulher era louca quando a viram derramar o precioso bálsamo sobre a cabeça de Jesus. Enquanto ela derramava o bálsamo, que molhava a face de Jesus caindo até o Seu pescoço, Jesus ficou parado, contudo, Seus discípulos ficaram indignados. Jesus disse aos discípulos que estavam indignados: “Por que afligis esta mulher? Ela praticou uma boa ação para comigo. Sempre tereis convosco os pobres, mas a mim não haveis de ter sempre. Ora, derramando ela este perfume sobre o meu corpo, ela o fez preparando-me para o meu sepultamento. Em verdade vos digo que, onde quer que este evangelho for pregado em todo o mundo, também será referido o que ela fez, para memória sua.”
Aquela mulher sabia que Jesus morreria em breve. Ela sabia que Jesus morreria na cruz levando todos os nossos pecados e salvando a humanidade, por isso ela preparou o Seu sepultamento. Normalmente, se um homem morre, ele cheira mal. Contudo, ele não cheira mal depois que for passado um bálsamo sobre seu corpo. Essa era a maneira de enterrar dos judeus. Assim, aquela mulher derramou o bálsamo sobre Jesus e Ele a elogiou. Houve uma ligação entre a mente da mulher e a mente de Jesus. Jesus disse que Ele seria traído e vendido para as pessoas na páscoa. Conseqüentemente, aquela mulher veio na hora e derramou o bálsamo sobre Sua cabeça. Na verdade, a mulher queria que as boas novas proclamadas por Jesus que salvaria ela e toda a humanidade dos pecados depois que Ele recebeu Seu batismo e morreu na cruz, fossem pregadas a todas as pessoas. Então ela derramou o bálsamo sobre Sua cabeça com um coração grato. Porque aquela mulher fez tudo aquilo para servir ao evangelho, Jesus disse: “Onde quer que este evangelho for pregado em todo o mundo, também será referido o que ela fez, para memória sua.”
Aqui um outro homem, Judas, é mencionado. Ele era um dos doze discípulos de Jesus, mas foi até os principais sacerdotes e vendeu Jesus por trinta moedas de prata depois do ocorrido. Ele disse aos principais sacerdotes: “Quanto vocês querem me dar se eu entregar meu mestre, a quem vocês querem?” “Nós lhe daremos trinta moedas de prata”. “Está feito! A quem eu beijar quando vocês chegarem é Jesus” Judas recebeu trinta moedas de prata ali e retornou. O nosso Senhor não saberia disso? Nosso Senhor é Deus. Ele sabia tudo sobre quando e como Ele iria morrer. Certamente o Senhor sabia o que Judas faria no futuro.
Jesus disse aos Seus discípulos: “Vão até a cidade a um certo homem e digam-lhe para preparar a mesa para Mim, pois quero cear lá”. Quando os discípulos disseram ao homem o que Jesus tinha dito, o homem preparou o pão e o vinho da páscoa e convidou Jesus e Seus discípulos. Enquanto comiam ali, Jesus disse: “Um de vocês Me trairá”. Os discípulos ficaram muito tristes. Eles ficaram muito aflitos, e cada um deles começou a perguntar-Lhe: “Senhor, sou eu?” Então Jesus disse: “O que põe a mão comigo no prato me trairá.” Era Judas que estava segurando o pão junto com Jesus naquele exato momento. Então Judas disse: “Sou eu?” e Jesus disse-lhe: “Você disse isso”. Que palavra clara foi essa. Judas já tinha planejado trair Jesus e recebeu o dinheiro para isso. Agora que páscoa estava chegando, ele foi vender Jesus, mas Jesus já sabia de tudo. Até o próprio Jesus disse claramente: “É você que vai Me trair”, mas Judas fingiu até o fim que não sabia de nada. Porque Jesus conhecia até sua fraqueza, Ele disse: “Melhor seria se esse homem não tivesse nascido”.
Devemos saber que existem pessoas que fazem a obra espiritual de servir ao evangelho da água e do Espírito, e existem pessoas que traem Jesus, como Judas. Intencionalmente ou não, essas pessoas se dividem em dois grupos: “Eu vou satisfazer meus desejos carnais traindo Jesus? Ou vou pregar o evangelho de Jesus?” A que grupo você pertence? Você é um dos crêem no evangelho da água e do Espírito, pregam esse evangelho, e salvam as almas? Ou você é um dos que traem Jesus? Realmente temos que pensar nessas coisas.
Há muitas pessoas como Judas que traem Jesus. Não somente Judas, mas há muitas pessoas que não deveriam ter nascido. Existem os principais sacerdotes e os líderes religiosos que fazem com que os outros não nasçam de novo, e existem pessoas que traem Jesus como Judas, que O vendeu por trinta moedas de prata. Meus amados santos, há pessoas no mundo que traem Jesus e pessoas que servem e pregam o evangelho da água e do Espírito. A pessoa não pode evitar de pertencer a um desses grupos, mas os que não nasceram de novo estão na mesma posição dos que vendem Jesus. Hoje, há tantas maneiras de vender Jesus. Muitos líderes religiosos escrevem e vendem livros sem saber sobre o evangelho da água e do Espírito ou se tornam ricos usando o nome de Jesus.
Por exemplo, um conhecido líder cristão pregou uma vez no Centro de Transmissões Cristãs, dizendo: “Eu vou ajudar os pobres criando uma fundação missionária, então eu tenho que ter cem mil metros quadrados de terra e cerca de dez mil metros quadrados de edifícios.” Então, entre os telespectadores, pessoas que realmente querem servir ao Senhor como aquela mulher de Betânia disseram: “Eu vou doar minhas terras”. Então esse líder religioso ficou muito satisfeito e pregou da próxima vez: “Eu orei a Deus e alguém me deu cem mil metros quadrados de terra”. E agora ele diz abertamente: “Eu ganhei cem mil metros quadrados de terra, mas eu não posso construir os prédios porque eu não tenho dinheiro para isso. Eu quero que alguém oferte isso.” Se alguém falar dessa maneira no Centro de Transmissões Cristãs, as pessoas que querem servir a Jesus darão o dinheiro para ele construir os prédios. Aquele líder religioso se sentiu tão bem recebendo aquele dinheiro que criou uma fundação com o seu próprio nome.
Queridos irmãos, isso é vender Jesus. Nascidos de novo, vamos pensar mais uma vez. Vocês ainda estão traindo Jesus depois de terem nascido de novo por crerem no evangelho da água e do Espírito? Ou vocês estão servindo ao evangelho de Jesus? Mesmo nós nascidos de novo não podermos vender Jesus abertamente, isso é possível se tentarmos viver para nossa carne e para nós mesmos, como Judas tentou viver bem com as trinta moedas de prata.
Nós os nascidos de novo, temos duas opções: ou vivemos para a carne ou para servir ao evangelho. Às vezes, mesmo depois de nascer de novo, nós pensamos carnalmente: “Como eu posso viver bem?” Contudo, longe de toda essa confusão, viemos a perceber que servir ao evangelho da água e do Espírito pela fé é o tipo de vida mais feliz. Se nos lembrarmos da mulher que quebrou um vaso de alabastro com um precioso bálsamo, nos sentiremos envergonhados. Aquela mulher ofertou tudo o que tinha reservado para o seu casamento para servir ao evangelho. Normalmente, a mulher israelita preparava o bálsamo para o dote do seu casamento. Sendo assim, esse vaso de alabastro com precioso bálsamo era o dote para o seu casamento.
Aquela mulher não tinha nada em especial para servir ao evangelho, então ela deu tudo o que tinha para se casar com o Senhor. Basicamente, a fé daquela mulher era a grande diferença dela para Judas. Enquanto Judas recebeu trinta moedas de prata para trair Jesus, aquela mulher perdeu tudo o que tinha. As pessoas se preocupam como vão viver depois de serem remidas. Seria bom se houvesse uma maneira secreta de vivermos bem física e espiritualmente, mas isso não existe quando servimos ao evangelho. É por isso que os justos nascidos de novo se deparam com o problema de viver para a carne ou pregar o evangelho. Esse é um problema que os aflige.
Haverá uma hora que teremos que decidir em nossa vida depois que formos salvos pelo evangelho da água e do Espírito. Contudo, não há nada com que nos preocuparmos como vamos viver daí para frente. Assim como a vida da mulher que derramou aquele bálsamo em prol do evangelho de Jesus, uma vida que dá tudo pelo evangelho é a vida mais feliz e abençoada que existe. Assim como o perfume daquele bálsamo tomou todo o ambiente, a vida mais abençoada é aquela que prega o evangelho da água e do Espírito no mundo todo e faz com que todas as pessoas recebam a remissão de pecados. Você e eu temos que escolher se vamos servir ao evangelho da água e do Espírito dando tudo o que temos ou vamos viver somente para nossa carne.
Você está disposto a escolher um tipo de vida que tira vantagem de Jesus só para viver bem em sua carne sem oferecer nada a Deus, pensando: “Eu vou ficar falido se der tudo o que eu tenho e viver totalmente para o evangelho. Eu não posso fazer isso?” Mas o final dessa vida é muito óbvio. Amados irmãos, vocês sabem muito bem como levar uma vida correta. Já que aquela mulher derramou todo o bálsamo sobre Jesus, ela poderia se casar ou não? Sim, ela poderia. Como o Senhor disse: “Aquele que quiser morrer por Mim viverá, aquele que quiser viver morrerá”, o Senhor se responsabiliza por aqueles que dão tudo para Ele. De tudo o que eu vivi até hoje, eu só posso concluir que muitos obreiros, apesar de estarem dispostos a morrer, têm tido uma vida muito próspera, mas aqueles que querem viver têm acabado morrendo. Aqueles que dizem: “Droga, eu não quero servir ao Senhor”, têm morrido. Contudo, aqueles que servem ao Senhor fielmente dizendo: “Eu vou servir ao Senhor mesmo que eu morra fazendo isso”, vivem muito bem. Portanto, a resposta de como vamos viver é muito óbvia.
Nós temos que fazer pelo Senhor o que aquela mulher fez sempre que estivermos em dúvida. E muito freqüentemente temos essa dúvida em nossa vida. Nossa mente sofre com essa dúvida todo o dia. Já que não somos moscas, temos que decidir sempre como iremos viver. Por isso é que devemos decidir claramente o que é certo. E temos que ensinar para as pessoas o tipo de vida certa para elas tomarem a decisão correta. As pessoas não podem tomar uma decisão definitiva se ninguém as orientar.
É certo nós, os filhos de Deus que nasceram de novo pelo evangelho da água e do Espírito, vivermos uma vida como a da mulher de Betânia. Embora não tenhamos muito, se o Senhor permitir, nós queremos compartilhar com as pessoas a fé com que servimos o evangelho da água e do Espírito. Aqueles que servem ao evangelho da água e do Espírito têm que pensar assim: “Eu vou dar tudo o que o Senhor quiser”, pois aqueles que servem ao evangelho assim são as pessoas que estão determinadas em seu coração. De fato, as pessoas que servem ao evangelho são as que estão determinadas em seu coração a fazer isso. E se vivermos para servir a este evangelho no Senhor, Ele suprirá todas as nossas necessidades e nos abençoará abundantemente no Seu tempo. Do mesmo modo, servir ao Senhor é o mesmo que dar e receber do Senhor, como o batedor e o rebatedor no jogo de beisebol.
Na passagem bíblica de hoje, tudo que aquela mulher fez para Jesus agradou a Ele. Nós temos que entender que seu ato foi correto e ter o tipo de fé que crê que o correto é dar tudo o que temos para o Senhor. Depois de receber a remissão de pecados, eu fiquei em dúvida se deveria servir ao evangelho enquanto trabalhava ou se deveria servi-lo totalmente. Na verdade, eu não tinha dinheiro algum naquela época. Então, depois de nascer de novo, eu fiquei muito preocupado se deveria viver desta ou daquela maneira. E eu sei que é difícil para você também tomar a decisão correta. Mas agora o Senhor quer que entreguemos a Ele nosso corpo, nossa mente e nosso coração antes de qualquer outra coisa material. Nosso Senhor quer que tenhamos fé nEle e O sigamos pela fé.
O Senhor quer cuidar dos problemas do nosso coração, e essa passagem bíblica fala disso em seu contexto, dizendo: “Há uma mulher e Judas Iscariotes aqui. Só que Judas Me traiu e essa mulher Me serviu. Quem está certo?”
“A mulher é que está certa”.
“Mas e você? Você é como Judas ou como essa mulher?”
“Eu não traí nem vendi o Senhor”
“Bom, você pode até não ter tido a intenção de Me vender, mas você Me serve como seu Senhor ou não? Você quer dar tudo o que possui para que o evangelho seja pregado? Ou você só quer ser remido e viver para sua carne independente se o evangelho vai ser pregado ou não? E você?” O Senhor nos pergunta isso, dizendo: “E você? Pense sobre isso. O que você faria se se encontrasse na mesma situação e tivesse que escolher entre esses dois? Você escolheria Judas ou essa mulher? O que você faria?”
Mesmo que pensássemos cem vezes, nós escolheríamos ser como essa mulher. Nós cristãos temos que viver para pregar o evangelho. Quando aquela mulher derramou o bálsamo, o ambiente foi tomado pelo seu perfume. O Senhor disse: “Onde quer que este evangelho for pregado em todo o mundo, também será referido o que ela fez, para memória sua”, e o certo é entregarmos mesmo nossa vida para a pregação do evangelho. Paulo disse: “Portanto, quer comais, quer bebais, ou façais outra coisa qualquer, fazei tudo para a glória de Deus” (1 Coríntios 10:31). Sendo assim, quer sejamos obreiros, empresários ou aqueles que vivem totalmente para servir ao evangelho, o certo é vivermos para pregar o evangelho da água e do Espírito no mundo inteiro. Isso é o mesmo que dizer que todos os que receberam a remissão de pecados devem viver assim.
Como Judas que traiu nosso Senhor e que não recebeu a remissão de pecados e não cria realmente em Jesus, os que não nasceram de novo traem Jesus até hoje. Há muitos que por trair a Jesus satisfazem sua reputação, autoridade e desejos carnais. Aqueles que têm uma posição de destaque constroem igrejas, têm honra e compram um carro vendendo Jesus, irão lamentar disso depois, dizendo: “Seria bom se eu nunca tivesse nascido”. Por outro lado, se eles são só crentes comuns, é fácil para eles voltarem para Deus confessando: “Eu sou mesmo um pecador. Jesus, eu gostaria de crer no evangelho da água e do Espírito.” Contudo, os líderes não podem agir assim tão facilmente porque estão presos à sua reputação. Assim, os presbíteros ou pastores não podem receber a remissão de pecados, enquanto os crentes comuns recebem a remissão dos pecados. É realmente uma pena que alguém não possa receber a remissão de pecados por causa da sua reputação.
Muitas vezes, os líderes cristãos do mundo não podem responder direito quando eu pergunto: “Você sabe o significado do nome Jesus?” Você conhece o significado de “Cristo”? Milhares de cristãos não sabem o significado do nome Jesus Cristo. Provavelmente, mesmo não sendo um número exato, 98% dos cristãos do mundo todo não sabem nem o significado do nome Jesus, apesar de professarem sua fé nEle. Você sabe o que significa? O significado do nome “Jesus” é “Aquele que salva Seu povo dos seus pecados”, e o significado de “Cristo” é “Aquele que foi ungido”.
Então, devemos saber quem é ungido. No Antigo Testamento, os reis, sacerdotes e profetas eram ungidos. Por isso, Jesus é o Cristo que ocupou esses três cargos. Jesus se encarregou dessa tarefa como o Profeta que nos disse como crer a fim de recebermos a remissão de pecados; como Sumo Sacerdote que apagou todos os pecados da humanidade; e como o Rei que tem todo o poder e autoridade. E Ele nos salvou ao oferecer seu próprio corpo como o Cordeiro de Deus. Por isso que chamamos o Senhor de “Senhor Jesus”. Há várias possibilidades para as pessoas receberem a remissão de pecados quando elas conhecem bem o significado do nome “Jesus”. Contudo, os que não conhecem o evangelho da água e do Espírito ignoram o significado de Seu nome, e dizem: “Qual é a vantagem Ele ter se tornado um sacerdote? Qual é a novidade de Ele ter se tornado um rei?”
Queridos irmãos, o homem não pode receber a remissão de pecados sem deixar de lado sua própria reputação, pensamentos carnais, justiça, ou luxúria. Não importa o quanto ele seja honrado como um importante pastor ou um Doutor em Divindade, ele tem primeiro que se humilhar diante do Senhor. “Não é muita falta de educação perguntar o significado do nome de Jesus já que eu sou um Doutor em Divindade?” Se ele não sabe nem o significado do nome de Jesus Cristo sendo um pastor com doutorado em teologia, isso quer dizer que ele não recebeu a remissão de pecados. Então, ele tem que diminuir sua arrogância e se arrepender de sua fé errada para receber a remissão de pecados.
Se alguém recebeu a remissão de pecados por crer no evangelho da água e do Espírito, essa pessoa deve decidir viver para a obra de pregar esse evangelho por todo o mundo. Se ela não estiver interessada em pregar o evangelho mesmo depois de ter sido redimida, pensando: “Esse tipo de trabalho não tem nada a ver comigo, é um trabalho somente para os pastores”, então, essa pessoa não tem nada a ver com o Senhor.
O Senhor veio a este mundo e purificou-nos de todos os nossos pecados. Ele nos deu Seu corpo como também Seu sangue. O Senhor tomou o pão e o partiu, dizendo: “Tomai, comei; isto é o meu corpo.” E tomando o cálice, Ele disse: “Bebei dele todos. Isto é o meu sangue, o sangue da nova aliança, que é derramado por muitos, para remissão de pecados.” Eu salvarei vocês morrendo dessa forma. Eu os farei sem pecado assim pela água e pelo sangue. Então, o Senhor disse: “Tomem, comam e bebam Meu corpo e Meu sangue”. Nós recebemos a remissão de pecados ao comermos e bebermos o corpo e o sangue do Senhor. Por isso nós temos que propagar esse “evangelho da carne e do sangue” às pessoas. Esse é o propósito da vida de uma pessoa que guarda sua páscoa espiritual.
Nosso Senhor veio da água e do sangue (1 João 5:4-8) e Ele nos disse para comermos Sua carne e sangue. O Senhor salvou-nos pela água, sangue e Espírito. Quem comer e beber a carne e o sangue de Jesus será salvo. Jesus veio a este mundo, tomou sobre Si todos os nossos pecados ao receber o batismo sobre Seu corpo, e recebeu o julgamento ao derramar Seu sangue na cruz, foi isso que o próprio Deus fez. Deus nos permitiu nascer de novo pela água e Espírito. Devemos conhecer e crer na obra da água e do Espírito pela qual o Senhor nos salvou. Tudo o que Deus fez foi nos salvar de todos os nossos pecados através do evangelho da água e do Espírito e do julgamento por todos eles. Quem fez a obra de purificar todos os nossos pecados e nos salvar do julgamento deles? Todas essas obras foram feitas por Deus.
E nosso Senhor disse: “Não beberei deste fruto da vide, até àquele dia em que o beba de novo convosco no reino de meu Pai” (Mateus 26:29). Jesus teve muita sede quando morreu na cruz. Naquele dia, as pessoas encharcaram uma esponja no vinagre, colocaram-na na lança, e o Senhor provou dela, mas não bebeu-a.
O Senhor nos salvou pela água e pelo sangue. Ele se fez homem, levou os pecados de toda a humanidade sobre Seu corpo ao receber Seu batismo, e salvou a todos de serem julgados oferecendo Seu corpo e vida vicariamente na cruz. O Senhor nos salvou a todos.
Nós queremos ou não que o evangelho da água e do Espírito de Jesus seja propagado? É uma questão de escolha se vamos viver somente para a nossa própria carne depois de recebermos a remissão de pecados, ou pela propagação do evangelho em todo o mundo. Esse é o ponto central de tudo o que nosso Senhor falou na passagem bíblica de hoje. Ela nos ensina que tipo de vida teremos que ter. Não temos outra escolha além de escolher dentre esses dois tipos de vida. Não há um meio termo. Se você ficar entre os dois, um dia você dirá adeus à igreja. Há muitas pessoas que receberam a remissão de pecados na Igreja de Deus. Contudo, existem alguns que disseram adeus à igreja porque eles não conheciam a verdade de que os nascidos de novo têm que viver para o evangelho da água e do Espírito, ou porque eles não quiseram se sacrificar para viver outro tipo de vida.
Se você foi salvo, como deveria viver? Os que foram salvos devem ir para a igreja dos nascidos de novo. Eles devem ir à igreja dos nascidos de novo, ouvir à Palavra de Deus, crer nela, e viver para a justiça de Deus. Se você quer viver para o evangelho da água e do Espírito depois de ter recebido a remissão de pecados, afaste-se daqueles que não nasceram de novo, venha para a Igreja de Deus, junte-se aos justos, e passe muito tempo servindo ao evangelho. Contudo, alguns de vocês podem pensar: “Oh! Como eu posso viver nesse mundo assim? Dizer para viver assim é o mesmo que dizer que eu vou falir. Certamente eu falirei por não ter fé. Agora eu devo interromper minha vida de fé porque eu já fui salvo. Eu devo interromper a vida de fé se eu não quiser falir nesse mundo.” Essas pessoas estão seguindo somente sua própria carne, e são indiferentes à propagação do evangelho. Os que não estão nem um pouco interessados na propagação do evangelho são aqueles que não foram salvos realmente.
Os discípulos de Jesus, desconhecendo as intenções da mulher, ficaram indignados e repreenderam-na, dizendo: “Se você tivesse vendido isso para dar aos pobres, quanto não teria conseguido? Ao derramar esse bálsamo sobre Jesus, nós não conseguimos fazer nossa refeição, por que você está fazendo isso?” Quem não era de temperamento forte entre os discípulos de Jesus? Pedro era bem temperamental e gostava de interferir. Tiago e João provavelmente tinham o temperamento forte quando Jesus os chamou de “filhos do trovão” (Marcos 3:17). Por isso eles devem ter expressado sua grande indignação a ela. Muito provavelmente, Filipe que era rápido no cálculo ou Mateus que antes era coletor de impostos, deve ter calculado mentalmente o preço do vaso de alabastro com o precioso bálsamo. Quando Filipe disse: “Ele deve valer mais que 20.000 dólares, Judas com um coração negro deve ter pensado: Uau, 20.000 dólares? Isso seria mais que suficiente para sustentar minha família por um ano.” Então Jesus disse aos Seus discípulos: “Por que vocês afligem essa mulher? Ela fez isso para o Meu sepultamento. Essa mulher derramou o bálsamo sobre Minha cabeça pela propagação do evangelho. Onde quer que este evangelho for pregado em todo o mundo, também será referido o que ela fez, para memória sua.”
Amados irmãos, vocês sabem o que celebração significa? Se forem em Pequim na China, a foto de Mao Tse-tung está pendurada no Portão de Tienanmen, e existe um monumento naquele lugar celebrando a Mao Tse-tung. O governo chinês está tentando relembrar continuamente os serviços burocráticos extraordinários feitos por Mao Tse-tung através daquele monumento e da foto.
Como Jesus foi grandioso ao exaltar o que aquela mulher fez. Isso também mostra que o que ela fez foi uma grande obra para que todas as pessoas do mundo soubessem. Ele nos diz para ter em grande estima a vida daquela mulher e lembrar o fato de ela ter dado tudo o que tinha para servir ao evangelho depois de nascer de novo e ser remida ao crer no evangelho da água e do Espírito. A propagação do evangelho é mesmo uma grande comemoração e contribuição diante de Deus. O ato dessa mulher de oferecer tudo o que tinha pela propagação do evangelho foi bom o bastante para ser exaltado porque a propagação do evangelho dos nascidos de novo é a coisa mais importante em suas vidas. Jesus disse aos Seus discípulos para comemorarem o que aquela mulher fez. Nós também temos que comemorar em todo o tempo o que aquela mulher fez. Temos que ter gravado em nossa mente o que aquela mulher fez de coração, e nos dedicarmos a servir e a propagar o evangelho a cada dia e não devemos esquecer como o Senhor se agradou desse acontecido.
Ao que vocês querem dedicar toda a sua vida? Nós devemos dar nossa vida ao Senhor e viver para a proclamação desse evangelho que diz que o Senhor nos salvou com o evangelho da água e do Espírito. Devemos dar nossa vida para a pregação do evangelho após sermos salvos, e vivermos para isso. A passagem bíblica de hoje nos diz para sermos justos e devemos guardar essa palavra em nossa mente todo o tempo. Não há outro propósito para termos em nossa vida.
Jesus disse: “Sempre tereis convosco os pobres”. Queridos irmãos, quantas pessoas pobres existem nessa terra? E quantas pessoas há que desejam ajudar os pobres? E quantos pobres existem nessa terra e quantos que se dedicam a ajudá-los? Não importa o quanto tentemos ajudar os pobres, eles nunca acabarão. Agora, o mundo inteiro está ajudando a Coréia do Norte. Todavia, a pobreza da Coréia do Norte nunca será erradicada. Deus intencionalmente deixa que existam pobres nesse mundo. Deus permite que os pobres sejam assim para que suas mentes sejam pobres, pois assim eles crerão em Jesus.
Jesus nos disse: “Vocês sempre tem os pobres com vocês. Eles não podem escapar da pobreza mesmo se você os ajudá-los humanamente. Não é correto ajudá-los apenas fisicamente”. Contudo, os discípulos de Jesus pareciam ser tão bons que pensavam em fazer boas coisas, pensando: “Se o bálsamo precioso for vendido por um bom preço, nós ajudaríamos muito os pobres.” Que bom esse pensamento sob o aspecto humano. Todavia, Jesus os repreendeu, dizendo: “Por que vocês afligem essa mulher se ela fez a coisa certa?” Sob a perspectiva espiritual, o ato dessa mulher foi uma obra virtuosa digna de ser honrada.
Queridos irmãos, temos que viver pela propagação do evangelho. Vocês não devem pensar: “Vou ofertar alguma coisa para a propagação do evangelho se viver em abundância”. O Senhor nos diz na parábola das duas moedas da viúva que aquele que serve ao evangelho na pobreza é realmente uma pessoa abençoada. O Senhor diz que é algo realmente digno vivermos pela propagação desse evangelho após nascermos de novo. Propagar o evangelho pelo mundo é centenas e milhares de vezes mais virtuoso que ajudar os pobres da Somália com comida e remédio. A propagação do evangelho é o ato mais virtuoso porque ele permite que as almas recebam a salvação.
Nós realmente temos que saber qual é o modo certo de viver, e temos que fazê-lo com o claro entendimento em nossa mente. Temos que viver com a clara convicção que pregar o evangelho da água e do Espírito é a coisa certa a fazer. Apesar de vivermos nessa terra em carne, nós temos que ter discernimento espiritual e ter em nossa mente um propósito definido de vida: “Como devemos viver? Temos que viver pela propagação do evangelho.” Não podemos ser homens de dúbio entendimento vivendo um tempo na carne e noutro buscando o Espírito e vice-versa. Deus não abençoa os que têm a mente dividida. Apesar de sermos mesmo falhos, precisamos tomar uma posição. Temos que nos decidir a viver pela propagação do evangelho, como a mulher que deu um vaso de alabastro com um bálsamo precioso a Jesus. Eu não quero dizer que você deve viver literalmente 100% da sua vida para o evangelho. O que eu quero dizer é para você ter a fé certa. Eu aconselho vocês a crerem que “é correto pregar o evangelho da água e do Espírito”.
Então, Deus deu a você olhos da fé, sabedoria e poder para fazer a Sua obra a Seu tempo apesar de a igreja não ensiná-lo o que fazer. O Senhor disse: “Por isso todo escriba instruído a respeito do reino dos céus é semelhante a um pai de família que tira do seu depósito coisas novas e velhas” (Mateus 13:52). Nós também temos que servir bem ao evangelho no devido tempo trabalhando com o que nos foi confiado, como sábios obreiros que servem ao evangelho da água e do Espírito. Você e eu devemos viver pela propagação do evangelho em todo o mundo.
Amados irmãos, não há como levar uma vida justa vivendo na carne. Essa é uma vida hipócrita e não uma vida real. É uma falsa virtude que finge ser verdadeira. O certo é que participemos da obra para salvarmos as pessoas e decidirmos viver para o evangelho pela fé; a virtude humana não passa de um esforço em vão.
Jesus disse aos Seus discípulos para celebrar o que aquela mulher fez, mas eles a princípio não O entenderam. Todavia, todos eles entenderam isso depois que Jesus morreu, ressuscitou ao terceiro dia e ascendeu aos Céus. Os discípulos de Jesus pregaram e ensinaram o evangelho da água e do Espírito no mundo todo depois que tiveram esse entendimento: “Ah, a verdadeira vida é viver para o evangelho depois de receber a remissão de pecados.” Provavelmente, os discípulos devem ter dado esse testemunho: “Uma vez, quando nós estávamos comendo com Jesus, uma mulher de repente abriu um vaso de alabastro com um precioso bálsamo e o derramou sobre a cabeça de Jesus. Nós então ficamos admirados e dissemos: ‘O que você está fazendo?’ Jesus disse então: ‘Fiquem quietos’. Naquela hora, nós não entendemos o que Ele estava dizendo, mas agora nós entendemos que viver para a pregação do evangelho é a vida correta”. Amados irmãos, se vocês não viverem para o evangelho da água e do Espírito, vocês não apenas serão repreendidos, mas terão uma fé errada que os levará a ser punidos no inferno.
Meus amados irmãos, não vamos desagradar a Deus. É uma desgraça para Deus não vivermos para pregar o evangelho depois de recebermos a remissão de pecados, e sim para a carne. Não vamos, queridos irmãos nascidos da água e do Espírito, viver para a nossa carne, mas sim ser filhos de Deus que, ao invés de desagradá-Lo, dão toda a glória a Ele pregando o evangelho no mundo todo. Nós somos a luz e o sal deste mundo por mais que os outros se voltem contra nós. Se nós os nascidos de novo da água e do Espírito não servirmos ao evangelho este mundo se corromperá. Como o sal conserva a comida e faz com que ela dure mais tempo, este mundo só não se deteriora por causa dos justos. E ainda há luz nele porque nós somos a sua luz.
Meus amados irmãos, vamos viver para o evangelho nos lembrando que nós nascidos da água e do Espírito somos a luz e o sal do mundo. Nós nos tornamos sal e luz a partir do momento que fomos libertos e destinados a agir como tais neste mundo. Nós somos a luz deste mundo sombrio. Nós somos a luz da pregação do evangelho. Nos tornamos justos, luz e sal, não porque nossa atitude é perfeita, mas porque cremos no evangelho da água e do Espírito e nossos pecados foram apagados por causa disso. E por sermos a própria luz, se servirmos ao evangelho na Igreja de Deus em união, a luz passará a emanar de nós.
A única coisa que nós nascidos da água e do Espírito temos que fazer é fazer com que essa luz brilhe sobre todos neste mundo. A pregação do evangelho em si é o mesmo que fazer com que essa luz brilhe sobre todos os que estão em trevas. Nós não devemos ter uma vida como a de Judas, mas como a mulher que quebrou um vaso de alabastro de um bálsamo precioso.

Aleluia!