Search

Mensagens de Colaboradores

Se você é um colaborador nesta missão e gostaria de postar uma mensagem e fotos no campo "Mensagens de Colaboradores", clique no botão "Postar uma Mensagem". Sua postagem será vista somente após nossa aprovação.

Postar uma Mensagem
Total 86
  • Nº 81

    Lançai a rede à direita do barco e achareis aqueles que, como nós, crerão no batismo do Senhor Jesus Cristo por João Batista.

    Introdução:Dirijo-me hoje aos irmãos e irmãs que são os nascidos de novo pela fé do Evangelho da Água e do Espírito (João 3,5; Mateus 3,13-17; 1 Pedro 3,21).Dirijo-me principalmente àqueles que são evangelistas e pastores que estão empenhados na pregação e no ensino da verdade do Evangelho da Água e do Espírito.Não é incomum estarmos evangelizando sem vermos o fruto do nosso trabalho. Nós nos esforçamos e não vemos o resultado. Não vemos as pessoas para as quais tanto nos esforçamos para que entendessem a verdadeira fé do Evangelho da Água e do Espírito, querendo abrir seus corações à verdade. É que seus corações estão tão endurecidos pelos padrões do sistema religioso, que não admitem nem sequer ponderar sobre o tipo de fé falsa que aprenderam e lhes faz viver como cegos aprisionados com os corações cheios de pecados, enquanto pensam serem salvos e possuidores da salvação e vida eterna que o Senhor Jesus Cristo, oferece aos que creem. Mas é preciso crer com a fé correta, porque com a fé falsa, permanecem com seus corações sujos de pecados e não nascerão de novo, como filhos justos de Deus que entrarão em Seu Reino para viverem eternamente com o Senhor Jesus Cristo.A impressão é que pregamos e nem sequer nos percebem, ou, então, fingem isso. Afinal, é melhor fingir que não viu, do que responder ou refletir a algo que vai de encontro aos seus corações de pecadores contumazes.De certa forma, aqueles que vivem na escuridão do pecado, enredados em mentiras, não suportam quando mostramos a Luz da Verdade do Evangelho da Água e do Espírito.A nós cabe insistir, é claro!Mas, depois de algum tempo, isso não é mais possível porque ainda há neste mundo bilhões de pessoas que não ouviram ou leram sobre a verdadeira fé do Evangelho da Água e do Espírito, e nós precisamos ir a eles também.Então, no texto bíblico que leremos a seguir, encontraremos os discípulos do Senhor Jesus Cristo pescando e poderemos extrair uma ideia para apropriarmo-nos sobre o que fazer, praticamente, quando muito trabalhamos sem ver o resultado, sem colher os frutos. Ou, em outras palavras, almas sendo salvas.Leiamos: (João 21, 1-14)Jesus aparece a sete discípulos:1 Depois disto, tornou Jesus a manifestar-se aos discípulos junto do mar de Tiberíades; e foi assim que ele se manifestou:2 estavam juntos Simão Pedro, Tomé, chamado Dídimo, Natanael, que era de Caná da Galileia, os filhos de Zebedeu e mais dois dos seus discípulos.3 Disse-lhes Simão Pedro: Vou pescar. Disseram-lhe os outros: Também nós vamos contigo. Saíram, e entraram no barco, e, naquela noite, nada apanharam.4 Mas, ao clarear da madrugada, estava Jesus na praia; todavia, os discípulos não reconheceram que era ele.5 Perguntou-lhes Jesus: Filhos, tendes aí alguma coisa de comer? Responderam-lhe: Não.6 Então, lhes disse: Lançai a rede à direita do barco e achareis. Assim fizeram e já não podiam puxar a rede, tão grande era a quantidade de peixes.7 Aquele discípulo a quem Jesus amava disse a Pedro: É o Senhor! Simão Pedro, ouvindo que era o Senhor, cingiu-se com sua veste, porque se havia despido, e lançou-se ao mar;8 mas os outros discípulos vieram no barquinho puxando a rede com os peixes; porque não estavam distantes da terra senão quase duzentos côvados.9 Ao saltarem em terra, viram ali umas brasas e, em cima, peixes; e havia também pão.10 Disse-lhes Jesus: Trazei alguns dos peixes que acabastes de apanhar.11 Simão Pedro entrou no barco e arrastou a rede para a terra, cheia de cento e cinquenta e três grandes peixes; e, não obstante serem tantos, a rede não se rompeu.12 Disse-lhes Jesus: Vinde, comei. Nenhum dos discípulos ousava perguntar-lhe: Quem és tu? Porque sabiam que era o Senhor.13 Veio Jesus, tomou o pão, e lhes deu, e, de igual modo, o peixe.14 E já era esta a terceira vez que Jesus se manifestava aos discípulos, depois de ressuscitado dentre os mortos.(João 21, 1-14)1 - Pescaram a noite toda e nada apanharam.3 Disse-lhes Simão Pedro: Vou pescar. Disseram-lhe os outros: Também nós vamos contigo. Saíram, e entraram no barco, e, naquela noite, nada apanharam.Vejam que eles eram pescadores profissionais, que viviam da pesca; poucos saberiam da profissão ou eram experientes tão qual eles. Mas, mesmo querendo pescar com tanto empenho, dedicação, força e vontade, naquela noite, nada apanharam.2 - Eles pescavam como sempre faziam, insistiram até ao clarear da madrugada, mas algo precisava mudar. 6 Então, lhes disse: Lançai a rede à direita do barco e achareis. Assim fizeram e já não podiam puxar a rede, tão grande era a quantidade de peixes.Vejam que agora o Senhor Jesus Cristo lhes apareceu e disse para lançarem a rede à direita do barco onde achariam os peixes.Então obedeceram à instrução do Senhor Jesus Cristo, e já não podiam puxar a rede, tão grande que era a quantidade de peixes.3 - Pela obediência e fé, finalmente, puderam ver o resultado da maravilhosa pesca.10 Disse-lhes Jesus: Trazei alguns dos peixes que acabastes de apanhar.11 Simão Pedro entrou no barco e arrastou a rede para a terra, cheia de cento e cinquenta e três grandes peixes; e, não obstante serem tantos, a rede não se rompeu.Assim a pesca foi surpreendente e maravilhosa, veja a quantidade de grandes peixes e a rede não se rompeu.4 - Precisamos lançar a rede à direita do barco para acharmos aqueles que crerão no batismo do Senhor Jesus Cristo por João Batista, e que serão salvos e entrarão no Reino de Deus. A fé dos que creem no batismo do Senhor Jesus Cristo por João Batista, os filhos de Deus, salvos, justos e nascidos de novo, é a fé que crê no Evangelho inteiro, e não somente na metade do Evangelho.O Evangelho inteiro compreende o batismo do Senhor Jesus Cristo por João Batista no rio Jordão, quando todos os pecados do mundo foram transferidos para Ele através da imposição de mãos de João Batista, e ainda, compreende o Seu sangue derramado na Cruz do Calvário. O Senhor Jesus Cristo levou e lavou nossos pecados nas águas do rio Jordão e nos purificou com o Seu sangue derramado na Cruz. O Evangelho da Água e do Espírito é o Evangelho da remissão total dos pecados. Leia em sua Bíblia e confirme:5 Respondeu Jesus: Em verdade, em verdade te digo: quem não nascer da água e do Espírito não pode entrar no reino de Deus. (João 3,5).15 Mas Jesus lhe respondeu: Deixa por enquanto, porque, assim, nos convém cumprir toda a justiça. Então, ele o admitiu. (Mateus 3,15).21 a qual, figurando o batismo, agora também vos salva, não sendo a remoção da imundícia da carne, mas a indagação de uma boa consciência para com Deus, por meio da ressurreição de Jesus Cristo (1 Pedro 3,21).Se também nos cansamos lançando a rede à esquerda do barco, tão qual os discípulos do Senhor Jesus Cristo, poderemos mudar e lançar à direita. Vemos que eles, após isso, arrastaram a rede para a terra, cheia de cento e cinquenta e três grandes peixes.Lançar a rede à direita, aqui significa fazer diferente do que fazemos habitualmente sem colher frutos. Mas, é claro que não devemos mudar o que estamos fazendo e nos permite colher frutos.5 - Algumas ideias que Deus colocou no meu coração e as quero compartilhar com vocês: Como sabemos, distribuímos livros cristãos gratuitos, seja em Igrejas ou praças públicas, lugares movimentados, hospitais, presídios, delegacias, etc.Mas, enquanto não chegam da Coreia do Sul, as novas remessas de livros, atuamos muito usando a internet, os grupos de redes sociais, e todas as mídias possíveis e disponíveis.É assim que temos trabalhado, mas, às vezes, referindo-me agora a internet, não vemos a interação, não há respostas. Lançamos nossas postagens e compartilhamentos de mensagens em vários grupos de redes sociais encontrados na cidade onde moramos. Com base no texto, e nos 153 grandes peixes, há algum tempo, me inscrevi para participar de grupos de redes sociais em 153 cidades diferentes. E, assim, digitava na pesquisa do Facebook, por exemplo, o nome das cidades, e, ao passo que iam aparecendo os grupos de Facebook nessas cidades, fazia minha inscrição.Hoje participo de mais de 1000 grupos em todas as redes sociais, além dos nossos próprios grupos de nascidos de novo. Nestes grupos, a maioria é formado por pessoas de todas as religiões, e, diariamente, envio postagens e compartilhamentos para essas pessoas. São grupos de amigos, de moradores de bairros, de condomínios, de profissionais do comércio, da saúde, de professores, de trabalhadores e suas classes, de jovens, de alunos de colégios, de Universidades, de Igrejas (alguns deles) e de todo o tipo de pessoas que estão esperando a nossa mensagem com a pregação e com o ensino do verdadeiro Evangelho da Água e do Espírito.Comecei com 153 grupos diferentes… hoje são muito mais. E, pasmem, alguns desses grupos têm 250 pessoas, mas há outros com mais de 250 mil pessoas.Então, a ideia que apresento, é que lancem a rede à direita do barco, ou seja, inicialmente em grupos de 153 cidades além da cidade onde você mora.E depois de assim o fazer, venha aos nossos grupos de nascidos de novo e conte a sua experiência que, certamente, motivará outros irmãos e irmãs a procederem do mesmo modo.Deus os abençoe.Pastor José Galvão — Brasilwww.bjnewlife.org

    • José Galvão
    • Brazil
    • 04/10/202413
  • Nº 80

    O Batismo de Jesus por João é a Fé que pode ser Examinada e Comprovada segundo as Escrituras.

    O Batismo de Jesus por João é a Fé que pode ser Examinada e Comprovada segundo as Escrituras.Introdução:A cristandade, de forma geral, crê somente no Sangue de Jesus Cristo derramado na Cruz, para sua salvação, mas despreza por ignorância a Água do Batismo de Jesus Cristo por João Batista, no Rio Jordão. Desprezam-na porque não examinam as Escrituras, tal qual o Senhor Jesus Cristo nos instruiu fazer. Não há problema em crer no Sangue de Jesus derramado na Cruz, contanto que primeiro se creia na Água do Batismo de Jesus. É o nosso propósito agora explicar detalhadamente para você.Leiamos:Examinais as Escrituras, porque julgais ter nelas a vida eterna, e são elas mesmas que testificam de mim. (João 5:39).Ora, estes de Bereia eram mais nobres que os de Tessalônica; pois receberam a palavra com toda a avidez, examinando as Escrituras todos os dias para ver se as coisas eram, de fato, assim. (Atos 17:11).1 - O que é ensinado sobre a salvação e vida eterna nas Escolas Bíblicas Dominicais e pelos pregadores e evangelistas nas Igrejas?Leiamos:“⁸ Porque pela graça sois salvos, mediante a fé; e isto não vem de vós; é dom de Deus”. (Efésios 2:8).É ensinado que somos salvos pela Graça, mediante a fé.Mas, qual é a fé que nos salva?Qual é a Graça que nos traz a fé verdadeira que nos salva?Podemos crer em Jesus para a salvação com qualquer tipo de fé?Com qualquer tipo de fé, acabaremos crendo no Jesus errado, que fora forjado e ensinado pelos filósofos e teólogos em seus próprios pensamentos humanos ao longo dos séculos. Isso através das adulterações textuais e dos concílios eclesiais ao longo dos séculos, como exemplo o Concílio de Niceia, e da própria Reforma Protestante. Sabemos de antemão que a fé adulterada é a falsa fé, e sendo falsa, não pode nos salvar, porque a falsa fé não cumpre a justiça de Deus segundo as Escrituras. Para a nossa salvação e vida eterna, devemos crer com a fé segundo as Escrituras, fora disso, a fé é falsa, e sendo falsa, não pode nos salvar, porque estaríamos crendo em outro Jesus, e não no Filho de Deus. O Filho de Deus, o nosso Salvador verdadeiro, somente pode ser encontrado nas Escrituras e nunca nos pensamentos humanos dos filósofos e teólogos, e dos pregadores e evangelistas que ignoram a fé perfeita e justa, a fé dos filhos de Deus, justos e nascidos de novo, a fé do Evangelho da Água e do Espírito. (João 3:5). 2 - O que foi ensinado pelos Apóstolos legítimos do Cristo Jesus sobre salvação e vida eterna?Leiamos:“³ Antes de tudo, vos entreguei o que também recebi: que Cristo morreu pelos nossos pecados, segundo as Escrituras, ⁴ e que foi sepultado e ressuscitou ao terceiro dia, segundo as Escrituras”. (1 Coríntios 15:3-4).Proponho entender e aceitar a fé a que se referia o Apóstolo Paulo, enquanto pregava e ensinava sobre a salvação e a vida eterna.Claramente podemos compreender que os Apóstolos do Cristo Jesus ensinavam a fé que poderia ser examinada e comprovada segundo as Escrituras, tudo segundo as Escrituras, e absolutamente nada conforme os pensamentos humanos. Também concluímos que a fé do Apóstolo Paulo era a mesma fé que a dos outros Apóstolos, porque não teríamos um dos Apóstolos do Cristo Jesus crendo diferente da fé dos demais.3 - Então, como devemos crer e confessar a respeito da salvação e vida eterna?Leiamos:“¹⁰ Porque com o coração se crê para justiça e com a boca se confessa a respeito da salvação”. (Romanos 10:10).Cada um de nós deve crer para a justiça e com a boca confessar a respeito da salvação. Devemos, a exemplo dos Apóstolos verdadeiros, pregar e ensinar exclusivamente a fé que crê adequadamente em Jesus Cristo, segundo as Escrituras. Se crermos em nossos corações com a fé que não é para a justiça, a fé inadequada que não se encaixa totalmente segundo as Escrituras, como nossas bocas confessarão a respeito da salvação? Como poderemos ser os pregadores da justiça de Deus? E como seremos os portadores da verdadeira mensagem de Deus para a remissão dos pecados e salvação dos homens deste mundo que caminham destinados ao inferno?Quando em nossos corações se encontrar uma fé adulterada e falsa, como conseguiremos pregar e ensinar um Evangelho que não seja adulterado e falso?Precisamos crer para a justiça em nossos corações, para podermos abrir nossas bocas, confessando, pregando e ensinando o verdadeiro Evangelho da Água e do Espírito, o único Evangelho que o Senhor Jesus Cristo ensinou para Seus verdadeiros Apóstolos e discípulos na Igreja primitiva.Você deve concordar que o Evangelho ensinado por Jesus não deveria, hoje, ser diferente do Evangelho da Igreja primitiva.4 - Qual o perigo de crer, pregar e ensinar a fé que não crê para a justiça?Leiamos:“¹² E não há salvação em nenhum outro; porque abaixo do céu não existe nenhum outro nome, dado entre os homens, pelo qual importa que sejamos salvos”. (Atos 4:12).Se desejamos realmente ser salvos e queremos a salvação daqueles que ouvem ou leem a nossa pregação, não podemos anunciar um Evangelho diferente daquele que foi pregado pelos Apóstolos. Como lemos, não há salvação em nenhum outro que não seja o verdadeiro Senhor Jesus Cristo. No entanto, por ignorância, os pregadores atuais estão anunciando a fé em um Jesus que não se encaixa totalmente segundo as Escrituras. E, como não há salvação em nenhum outro tipo de Jesus que não fora o Senhor Jesus Cristo, crido pelos Apóstolos, as pessoas que não examinam as Escrituras profundamente, sejam pregadores ou seus ouvintes, continuam com seus corações imundos e contaminados de pecados e não estão salvos, e, assim, não entrarão no Reino de Deus.Os que não examinam as Escrituras, não têm como comprovar se o tipo de fé que têm no coração poderá conduzi-los no caminho que leva às portas do Reino de Deus. Isso porque, sem ter a fé que se comprove totalmente, segundo as Escrituras, correm o perigo de estar crendo errado. E crer com a fé errada faz com que sigam a passos largos para o inferno. Se não fosse preciso ter a fé que pode ser comprovada, segundo as Escrituras, o próprio Senhor Jesus Cristo não nos ordenaria examiná-la. Aos pregadores, evangelistas e ouvintes, ignorantes da verdadeira fé do Evangelho da Água e do Espírito, advirto-os do perigo de crer com a fé adulterada e falsa, a fé errada. Cuidado, o inferno pode estar na próxima curva do caminho e é perigoso. 5 - Qual a verdadeira fé que pode ser examinada e comprovada segundo as Escrituras?Leiamos: “³ A isto, respondeu Jesus: Em verdade, em verdade te digo que, se alguém não nascer de novo, não pode ver o reino de Deus. ⁴ Perguntou-lhe Nicodemos: Como pode um homem nascer, sendo velho? Pode, porventura, voltar ao ventre materno e nascer segunda vez?  ⁵ Respondeu Jesus: Em verdade, em verdade te digo: quem não nascer da água e do Espírito não pode entrar no reino de Deus. ⁶ O que é nascido da carne é carne; e o que é nascido do Espírito é espírito. ⁷ Não te admires de eu te dizer: importa-vos nascer de novo”. (João 3:3-7).Aqui temos a fé do Evangelho da Água e do Espírito, a qual pode ser examinada e comprovada, segundo as Escrituras, é a fé que crê para a justiça e nos faz confessar com a boca a respeito da salvação, conforme ensinado pelo Apóstolo Paulo em Romanos 10:10, lido anteriormente.Encontramos o Senhor Jesus Cristo e Nicodemos, um príncipe dos judeus, conversando sobre quem são os que entrariam ou não entrariam no Reino de Deus. Nicodemos reconhecia em Jesus um Rabi, um Mestre vindo da parte de Deus; afirmou, inclusive, que ninguém faria os sinais que Jesus fazia se Deus não estivesse realmente com Ele. Nicodemos, mesmo sendo um príncipe dos judeus, foi até Jesus, porque pela primeira vez reconhecia alguém que pudesse lhe ensinar com propriedade e autoridade sobre a fé da salvação e da vida eterna. Até então, seu conhecimento da Lei de Moisés e dos Profetas não havia permitido-lhe saber profundamente sobre a fé da salvação e da vida eterna. Nicodemos queria saber quem eram os que verdadeiramente entrariam no Reino de Deus. Ou seja, os salvos para a vida eterna. Então, Jesus lhe respondeu que somente os nascidos de novo da Água e do Espírito entrariam no Reino de Deus. (João 3:5). Jesus lhe ensinou sobre a maravilhosa e justa fé do Evangelho da Água e do Espírito. A fé, que crê na justiça de Deus para a remissão total dos nossos pecados.6 - Qual é o fundamento inicial para a nossa salvação na fé do Evangelho da Água e do Espírito?Leiamos:¹³ Por esse tempo, dirigiu-se Jesus da Galileia para o Jordão, a fim de que João o batizasse. ¹⁴ Ele, porém, o dissuadia, dizendo: Eu é que preciso ser batizado por ti, e tu vens a mim? ¹⁵ Mas Jesus lhe respondeu: Deixa por enquanto, porque, assim, nos convém cumprir toda a justiça. Então, ele o admitiu. ¹⁶ Batizado Jesus, saiu logo da água, e eis que se lhe abriram os céus, e viu o Espírito de Deus descendo como pomba, vindo sobre ele. ¹⁷ E eis uma voz dos céus, que dizia: Este é o meu Filho amado, em quem me comprazo. (Mateus 3:13-17).O fundamento da fé do Evangelho da Água e do Espírito tem início nas Águas do Batismo do Senhor Jesus Cristo por João Batista, no Rio Jordão. Encontramos no texto que Jesus foi da Galileia até o Rio Jordão para ser batizado por João, e que João recusava-se a batizá-Lo, alegando ser ele quem precisava ser batizado por Jesus. Mas, ao contrário do que ensinam os que ignoram a maravilhosa e justa fé, Jesus não foi até João para simplesmente deixar um exemplo de humildade para a Igreja, que serviria apenas para estimular os cristãos a também se batizarem. Em vez disso, Jesus falou para João que aos dois convinha cumprir toda a justiça, ou seja, um ato de justiça (Mateus 3:15), ou seja, convinha cumprir toda a justiça contida totalmente nas Escrituras. Segundo as Escrituras, aos dois convinha, então, cumprir a justiça de Deus para a remissão dos pecados, e ambos cumpriram um ato de justiça para a nossa salvação e vida eterna, conforme pode ser também examinado e comprovado em Romanos 5:18, que diz: “¹⁸ Pois assim como, por uma só ofensa, veio o juízo sobre todos os homens para condenação, assim também, por um só ato de justiça, veio a graça sobre todos os homens para a justificação que dá vida”.Por um único ato de justiça, cumprido na Água do Batismo de Jesus e no Sangue que Ele derramou na Cruz, veio a nossa salvação e vida eterna, e pode ser examinado e comprovado em 1 João 5:6, que diz: “⁶ Este é aquele que veio por meio de água e sangue, Jesus Cristo; não somente com água, mas também com a água e com o sangue. E o Espírito é o que dá testemunho, porque o Espírito é a verdade”. (1 João 5:6).7 - Este ato de justiça foi elaborado e estabelecido por Deus em Sua Lei.Leiamos:“⁴ E porá a mão sobre a cabeça do holocausto, para que seja aceito a favor dele, para a sua expiação”. (Levítico 1:4) “²¹ Arão porá ambas as mãos sobre a cabeça do bode vivo e sobre ele confessará todas as iniquidades dos filhos de Israel, todas as suas transgressões e todos os seus pecados; e os porá sobre a cabeça do bode e enviá-lo-á ao deserto, pela mão de um homem à disposição para isso”. (Levítico 16:21)Este ato de justiça foi elaborado e estabelecido por Deus em Sua Lei dada a Moisés, era para a expiação dos pecados dos judeus. Para expiarem seus pecados, os judeus compravam uma oferta perfeita e pura, um animal macho sem manchas e sem ossos quebrados e, no Dia da Expiação, apresentavam sua oferta pelos pecados ao Sumo Sacerdote, ao qual confessavam seus pecados com as mãos impostas sobre a cabeça da oferta. Neste ato de justiça, seus pecados eram transferidos para a oferta, a qual, após ser oferecida a Deus, pagava o salário dos pecados, tendo a garganta cortada e seu Sangue retirado e posto nas quatro pontas do Altar com o dedo do sacerdote, e logo morria sangrando no Altar. Assim, os pecados dos judeus eram expiados e, na mesma data, um ano depois, quando terminava a validade do sacrifício, os judeus compravam novas ofertas e repetiam todo o ritual. É importante notar que a imposição de mãos para transferir os pecados era imprescindível, ou o sacrifício não seria aceito pelo Deus Pai.Segundo as Escrituras, para o ato de justiça ser perfeito e aceito por Deus Pai, o sacerdote impunha as mãos na cabeça da oferta vida, e, por conseguinte, concluímos que João Batista, como o último Sumo Sacerdote, impôs suas mãos sobre a cabeça de Jesus, o Cordeiro de Deus que tira o pecado do mundo, conforme João 1:29 que diz: “²⁹ No dia seguinte, viu João a Jesus, que vinha para ele, e disse: Eis o Cordeiro de Deus, que tira o pecado do mundo!”, e transferiu para Jesus todos os pecados do mundo, desde Adão até o último que ainda nascerá nesta Terra antes da volta do Senhor Jesus Cristo. Jesus aceitou todos os nossos pecados, os meus e os seus, os pecados do passado, do presente e até os pecados do futuro que ainda não foram cometidos, e tendo-os levado sobre Sua cabeça, os lavou, imergido na Água do Rio Jordão. Após três anos, Jesus recebeu o julgamento, sendo condenado a morrer na Cruz, sangrando até à morte, nos substituindo vicariamente.Se para os judeus o ato de justiça tinha validade de um ano, o ato de justiça cumprido por Jesus sob imposição de mãos de João, a nosso favor, tem validade eterna. Por quê?Porque as ofertas dos judeus nunca ressuscitaram, mas a Nossa Oferta Viva, Pura, Sem Manchas, Imaculada e Sem Defeito, o Unigênito Filho de Deus, ressuscitou e vive para sempre. Por isso, o sacrifício de Jesus tem validade eterna e nós não precisamos mais comprar ofertas para sacrificar. A nossa oferta pelos nossos pecados é a fé no Batismo e no Sangue do Senhor Jesus Cristo. E com não há maior Oferta que a nossa que pudesse ser oferecida, o Deus Pai deu a Sua Lei como perfeitamente cumprida. Deus Pai aceitou o sacrifício perfeito e justo para a nossa salvação e vida eterna. A nossa salvação vem da fé que pode ser examinada e comprovada segundo as Escrituras. Cremos tanto na Água do Batismo de Jesus por João, como em Seu precioso Sangue derramado na Cruz. Temos a fé que pode ser examinada e comprovada segundo as Escrituras. Aleluias e Glórias a Deus!Outro Apóstolo que assim também creu foi Pedro, conforme em 1 Pedro 3:21 ele disse: “²¹ a qual, figurando o batismo, agora também vos salva, não sendo a remoção da imundícia da carne, mas a indagação de uma boa consciência para com Deus, por meio da ressurreição de Jesus Cristo”.Cabe notar que nem eu, nem você devemos confundir o Batismo do Senhor Jesus Cristo com o nosso batismo. O Batismo de Jesus é um ato de justiça para a nossa salvação e vida eterna. Em Seu Batismo, todos os nossos pecados foram transferidos para Jesus, para que, após três anos, Ele pagasse com Seu precioso Sangue toda a nossa dívida de pecados. Jesus quitou a nossa dívida de pecados totalmente. O nosso batismo é um ato interior que projeta a nossa fé, que testemunha a nossa crença no Batismo e no Sangue do Senhor Jesus Cristo. É assim que, na semelhança de Sua morte, morremos e, na semelhança de Sua ressurreição, ressuscitamos. O Batismo de Jesus por João e Seu Sangue na Cruz é o ato de justiça único para a nossa salvação, e o nosso batismo é o testemunho da fé que crê que não podemos separar o Batismo de Jesus de Sua morte sangrando na Cruz para a nossa salvação e vida eterna.Podemos encontrar o Apóstolo Paulo falando sobre um único Batismo para a salvação em Efésios 4:5, onde declarou que: “⁵ há um só Senhor, uma só fé, um só batismo”. Como também, ainda o encontramos outra vez em Romanos 6:3 dizendo: “Ou, porventura, ignorais que todos nós que fomos batizados em Cristo Jesus fomos batizados na sua morte?”. E não para aqui, ele diz novamente em 1 Coríntios 12:13, o seguinte: “Pois, em um só Espírito, todos nós fomos batizados em um corpo, quer judeus, quer gregos, quer escravos, quer livres. E a todos nós foi dado beber de um só Espírito”.8 - Após crer na Água do Batismo de Jesus por João, você deve, sim, crer, também, no Sangue de Jesus derramado na Cruz.Leiamos:“²⁰ e que, havendo feito a paz pelo sangue da sua cruz, por meio dele, reconciliasse consigo mesmo todas as coisas, quer sobre a terra, quer nos céus”. (Colossenses 1:20).“³⁰ Quando, pois, Jesus tomou o vinagre, disse: Está consumado! E, inclinando a cabeça, rendeu o espírito”. (João 19:30).O Senhor Jesus Cristo, nosso Deus e Salvador, somente pôde derramar Seu precioso Sangue na Cruz do Calvário, porque três anos antes recebeu, pela imposição de mãos de João Batista, todos os pecados do mundo, para que, após, pudesse derramar Seu precioso Sangue na Cruz como o pagamento e quitação de toda a nossa dívida de pecados. Não podemos desmontar o único ato de justiça elaborado e estabelecido por Deus para a nossa salvação e vida eterna.Este ato de justiça inclui a Água do Batismo de Jesus e o Seu Sangue derramado na Cruz.Então, devemos crer totalmente neste ato de justiça, tudo segundo as Escrituras, este ato de justiça não separa a Água do Batismo de Jesus do Seu Sangue derramado na Cruz, e a nossa fé, para ser perfeita, também não pode separar. O Evangelho de Salvação e Vida Eterna está contido no Batismo de Jesus e no Seu Sangue derramado na Cruz.Se você deseja realmente ser um filho de Deus, justo e nascido de novo, para entrar no Reino de Deus, creia conjuntamente na Água do Batismo de Jesus e no Seu Sangue precioso derramado na Cruz.Se você crer separadamente, o Evangelho não é completo, e crendo somente na metade do Evangelho, não será salvo.Se crer somente no Sangue, não será salvo.Se crer somente no Batismo, não será salvo.É necessário crer na Água do Batismo de Jesus e no Seu Sangue derramado na Cruz.Tudo é um único ato de justiça para uma única, justa e perfeita salvação.A você que acompanhou até aqui, tal qual Nicodemos recebeu de Jesus o esclarecimento, agora você conhece a verdadeira fé do Evangelho da Água e do Espírito, a fé que uni a Água do Batismo de Jesus Cristo ao Seu Sangue derramado na Cruz.Esta é a única fé de salvação e vida eterna, é a fé que pode ser examinada e comprovada totalmente segundo as Escrituras. Aleluias e Glórias a Deus! Amém!E sobre os que desprezam as Escrituras e ignoram o verdadeiro Evangelho da Água e do Espírito, insistindo em crer somente no Sangue de Jesus derramado na Cruz, você ainda permanecerá crendo como eles, baseando sua fé somente na metade de uma verdade inteira?Se a fé na metade do Evangelho fosse suficiente para a nossa salvação, você pensa que o Senhor Jesus Cristo teria sido tão enfático em cumprir toda a justiça de Deus, tudo completamente segundo as Escrituras? Você pensa que foi por qual motivo que o Senhor Jesus Cristo nos mandou examinar as Escrituras? Leiamos:“³⁹ Examinais as Escrituras, porque julgais ter nelas a vida eterna, e são elas mesmas que testificam de mim”. (João 5:39).Quero convidar você, que foi despertado para a realidade de estar crendo com a fé errada no Senhor e Salvador Jesus Cristo, para acessar o nosso site e baixar o livro de número 1 - “Você Verdadeiramente Nasceu de Novo da Água e do Espírito?”. Um livro de autoria do Reverendo Paul C. Jong, da Coreia do Sul.Este livro e outros 67 do mesmo autor, com tradução em 96 idiomas, são totalmente grátis!Site para a língua portuguesa — www.nlmbrasil.comSite para outras línguas — www.bjnewlife.org

    • José Galvão
    • Brazil
    • 03/29/202410
  • Nº 79

    Por que saiu sangue e água do corpo do Senhor Jesus quando o soldado o furou com a lança?

    Alguma vez você se perguntou sobre o porquê do Senhor Jesus Cristo, ao ser transfixo abaixo das costelas pelo soldado romano com uma lança, deixou sair de Seu corpo, sangue e água? (João 19:34).Perguntou-se ainda por que, em 1 João 5:6, diz que Jesus veio por água e sangue, não só por água, mas por água e sangue?Foi para não nos esquecermos de que a nossa salvação passa primeiro em Seu batismo realizado por João Batista nas águas do rio Jordão (Mateus 3:13-17), para depois passar por Seu precioso sangue vertido na Cruz do Calvário (João 19:30).Todo nascido de novo, conforme João 3:5, deve saber disso profundamente em seu coração, para que nunca sua fé seja roubada ou desviada do Caminho, da Verdade e da Vida (João 14:6), que nos leva até o Pai em Seu Reino. Amém!Para aqueles que desejarem conhecer mais sobre a verdadeira fé em Jesus por intermédio do Evangelho da Água e do Espírito, oferecemos livros cristãos totalmente grátis!Em língua portuguesa — www.nlmbrasil.com.Em mais 95 línguas — www.bjnewlife.org.

    • José Galvão
    • Brazil
    • 03/25/20243
  • Nº 78

    A irmã Zenaide Souza, do Brasil, respondendo sobre o Evangelho da Água e do Espírito.

    The New Life Mission · Maria Zenaide Souza - Brazil 2024 - 3-20

    • Maria zenaide souza
    • Brazil
    • 03/20/202432
  • Nº 77

    A circuncisão do coração

    The New Life Mission · Claudio Vargas Dos Reis - Brazil 20240318

    • Claudio Vargas dos Reis
    • Brazil
    • 03/18/2024116